6 coisas que ninguém sabe sobre a Idade Média

Não só de castelos, reis e rainhas foi feita a famosa Idade Média ou, como também é chamada nos livros de História, a Idade das Trevas. Marcada por guerras e por injustiças, esse período também esconde outros detalhes que pouca gente conhece, mas que fazem parte de vida de quem viveu na época.

Abaixo, aliás, fizemos uma lista com alguns desses fatos sobre a Idade Média que quase ninguém sabe. Embora estejam longe dos contos de fadas e histórias de princesas, essa parte da História também está longe de ser exatamente como relatada pelos livros.

Entenda o porquê:

1. Cavaleiros nem sempre eram éticos e heroicos

1

Ao contrário de muitos filmes, os cavaleiros da Idade Média estavam longe de ser sempre heroicos e admirados por suas ações éticas e humanitárias. Na grande maioria, eles eram homens rudes, que gostavam de saquear vilarejos, violentar mulheres e até mesmo matar inocentes.

2. Futebol era ilegal

2

Claro que na época o esporte tinha um nome diferente e era conhecido como mob football. Sua prática foi proibida por causa da verdadeira bagunça que suas partidas causavam. Isso porque as regras não era muito bem definidas, assim como o número de jogadores, completamente ilimitado.

3. Comer pão podia ser mortal

3

Como os alimento, naquela época, não passavam por industrialização, os estoques eram montados de acordo com as datas das colheitas e, mesmo se tratando de grãos estragados, era preciso consumi-los para não morrer de fome. Assim, nem sempre os grãos usados para fazer pães eram bons, como no caso de trigos velhos; e podiam estar cheios de fungos. Era comum, então, que as pessoas ficassem levemente “altas” ao comerem pão, com efeitos parecidos com o de LSD. Além disso, o alimento podia até levar os mais fracos à morte.

4. As pessoas não bebiam só cerveja ou vinho

4

Ao contrário do que muita gente pensa, as pessoas na Idade Média não tomavam somente bebidas alcoólicas, como cerveja e vinho, para matar a sede. Esse mito, aliás, se espalhou devido à conhecida falta de higiene do período e pela quantidade de água imprópria ao consumo que existiam nas civilizações. Acontece, no entanto, que as pessoas na época tinham métodos para conferir se a água podia ser bebida e, assim, também podiam matar a sede com ela; embora seja verdade que eles tomavam muita cerveja (especialmente entre os camponeses) e vinho (mais ligado à nobreza).

5. As pessoas não eram tão fedorentas

5

Claro que a limpeza e a higiene pessoal não eram nada parecidas com as que conhecemos hoje, mas a verdade é que as pessoas não fediam tanto quanto a gente costuma imaginar. Isso porque, naquela época, a limpeza do corpo estava diretamente relacionada, na cabeça da maioria da população, com a limpeza da alma, de forma que pessoas muito sujas eram consideradas mais pecadoras. Assim, banhos públicos eram comuns, por exemplo. Com relação aos dentes, historiadores apontam que muitos já os escovavam usando alecrim queimado.

5. Animais também eram julgados e condenados

6

A Justiça da época não funcionava apenas para punir atos impróprios ou criminosos de seres humanos. Os animais também podiam receber sentenças de juízes na Idade Média por estragar plantações ou por comer comida que não lhes pertencia, por exemplo. Os bichos que mais iam a juri eram os domésticos, como porcos, vacas, cavalos, cachorros; e aqueles que eram considerados pragas, como ratos e insetos.

É mole?