7 coisas que todos fazem no banheiro, mas não deveriam

Você conferiu, em outra matéria aqui do Segredos do Mundo, a solução de um dos mistérios mais cabulosos da humanidade, pelo menos tomando como base sua infância: para que server o buraquinho extra na pia do banheiro? Hoje, ainda falando sobre banheiro, vamos mostrar algumas coisas muito impróprias que todos fazem nesse lugar da casa, mas que jamais deveriam fazer.

Ficou preocupado com o teor de nossa conversa? Bom, você deveria mesmo se preocupar, porque muitas dessas coisas podem comprometer sua saúde, mas não se trata de nada sórdido, se é que você entende!

Na verdade, vamos tratar sobre hábitos universais, digamos assim, feitos dentro do banheiro, que precisam parar de ser repetidos agora mesmo. Isso porque facilitam o aparecimento e a proliferação de fungos e bactérias nocivos à saúde humana nos lugares mais variados possíveis.

Como você vai ver, na lista que preparamos abaixo, são hábitos que todos fazem no banheiro e que acabam comprometendo a higiene de sua escova de dente, de suas roupas, das lingeries e, claro, de todo o banheiro em si, do chão a teto. Entendeu?

Então confira algumas coisas que todos fazem no banheiro, mas não deveriam:

1. Dar a descarga com a tampa aberta

1

Pode não parecer um grande problema, mas quando você dá descarga com a tampa da privada levantada, uma parte de todos os germes e sujeiras que estão lá dentro se espalha por todo o banheiro. Eca!

2. Usar toalha de rosto

2

Especialmente se estiver usando o banheiro de outra pessoa ou de um lugar público, prefira as toalhas de papel. Isso porque as toalhas de rosto, feitas de tecido, são propícias à proliferação de bactérias, se não são trocadas diariamente ou se estiverem muito molhadas. Mesmo em casa, vale a preocupação, hein!

3. Compartilhar o sabonete

3

Outra coisa que ninguém sabe sobre o banheiro e as coisas que costumam estar lá dentro é com relação à quantidade de germes encontradas em sabonetes em barra compartilhados. O mesmo vale para buchas de banho, viu?

Então, a menos que sejam sabonetes bactericidas e desinfetantes, prefira não dividir o produto ou, pelo menos, o lave antes de usar… especialmente se encontrar resíduos de outras pessoas, como um pedaço de unha ou fio de cabelo. É por isso que sabonetes líquidos são muito melhores sempre.

4. Deixar roupas sujas no banheiro

5

É imperceptível, mas quando você deixa as roupas sujas no chão, ou mesmo em cestos próprios, a umidade do ambiente acaba ajudando o desenvolvimento de fungos e bactérias no tecido. O mais indicado, aliás, é que as roupas sujas fiquem em outro local da casa, mais arejado e seco, e que sejam lavadas o quanto antes.

5. Deixar escovas de dente na pia do banheiro

4

Lembra da explicação sobre o que acontece quando se dá descarga com a tampa do vaso levantada? Agora imagine o que acontece, nessa situação, caso sua escova de dentes esteja desprotegida sobre a pia!

Entendeu agora porque nunca guardar a escova de dente na pia? Isso mesmo, germes “voadores” podem (e vão) grudar nela.

6. Manter as janelas fechadas

6

Nada de esquecer as janelas do banheiro fechadas! Com a umidade e o vapor, fungos, como o bolor; e bactérias nocivas à saúde não resistem em crescerem nas paredes do banheiro, caso não haja a ventilação adequada.

Para ajudar a prevenir esses visitantes indesejados, uma boa dica é aplicar, pelo menos de 15 em 15 dias, uma mistura de água sanitária diluída em água.

7. Deixar lingerie no banheiro

7

Peças íntimas precisam secar em lugares arejados, secos e com vento corrente. Isso porque, dentro do banheiro, a umidade favorece o aparecimento de fungos e bactérias nas lingeries, que podem atrapalhar a saúde de seus órgãos íntimos mais tarde.

Se quiser aproveitar o banheiro para lavar sua lingerie, ok; mas não vale esquecer de pendurá-la em outro lugar depois nem gastar muita água extra para isso. Certinho?

E você, também fazia todas essas coisas erradas? Ainda sobre banheiro, confira: 20 banheiros masculinos mais criativos do mundo.