Curiosidades

9 cidades onde é possível comprar casa por 1 euro (ou nem isso)

Você teria coragem de viver fora do Brasil? Essa lista de cidades pelo mundo onde é possível comprar casa por 1 euro pode fazer você repensar sua resposta.

Por Thamyris Fernandes

-

Enquanto no Brasil as pessoas dão um duro danada durante toda a vida para realizar o sono da casa própria, em vários locais pelo mundo é possível adquirir uma casa por 1 euro, ou seja, menos de 5 reais. Dá para acreditar nisso?

Esse é o caso, por exemplo, de várias cidades europeias, como Roubaix, na França; e até mesmo da ilha de Hokkaido, no Japão. E o mais interessante de tudo é que é possível encontrar muita casa em um estado até razoável de conservação.

O problema dessas localidades, como você vai perceber ao longo da matéria, é que o número de habitantes está caindo e, para não deixar que as cidades (ou determinados bairros) morram, as autoridades tomaram medidas extremas. Em alguns locais, como você vai conferir, é possível até mesmo ganhar (sem ganhar um só euro) um terreno.

Mas, claro, existem regras para conseguir comprar casa por 1 euro nesses lugares. E, nem sempre, a compra sai tão barata assim pelas condições impostas; mas é muito interessante saber onde é possível comprar um lar por tão pouco.

Confira algumas cidades onde é possível comprar casa por 1 euro:

1. Roubaix, França

A cidade fica na fronteira com a Bélgica  e o objetivo da venda de casa por 1 euro é dar uma segunda chance a um bairro específico. Para adquirir uma residência por esse preço simbólico é preciso se comprometer a reformar a casa e não revendê-la por pelo menos 5 anos.

2. Cobridge, Inglaterra

Na aldeia de Staffordshire, a meta é dar uma nova vida às casas abandonadas nas proximidades. Mas, esse é um caso um tanto diferente: o valor de 1 euro trata-se apenas de um investimento inicial para o futuro dono da casa.

O interessado fecha ainda um acordo por um crédito para renovar a casa, ou precisa apresentar um comprovante de que tem condições financeiras suficientes para reformá-la. O novo dono também fica impedido de vender a casa por 5 anos.

3. Liverpool, Inglaterra

As casas por 1 euro ficam em Anfield. Elas estão sendo ofertadas a esse valor, basicamente, para melhorar o aspecto da região com as reformas. O mais interessante de tudo é que antes da venda, as autoridades realizam uma restauração.

O problema é que a oferta vale apenas para os cidadãos que já vivem ou que trabalham na região.

4. Carrega Ligure, Itália

As autoridades locais querem repovoar a aldeia, já que atualmente nos 13 bairros da cidade vivem apenas 98 pessoas.

Mas, para fazer parte desse projeto, o interessado precisa renovar a casa usando apenas material ecológico. Ele também precisará se comprometer a conservar o aspecto autêntico da construção, a fim de que o estilo arquitetônico da aldeia não se perca.

5. Ilha Hokkaido, Japão

A ilha vem sofrendo uma forte redução populacional e, a fim de conter essa evasão, as autoridades locais começaram a oferecer terrenos a todos que solicitassem.

Quem ganha o lote, no entanto, precisa construir uma casa em 3 anos e precisa se comprometer a viver no local.

6. Lecce nei Marsi, Itália

Localizada no centro do país, na região de Abruzos, a cidade também conta com um sério problema de evasão populacional. Aliás, as casa por 1 euro, oferecidas na cidade, pertencem a pessoas que já não querem mais viver ali.

Por isso, ele é um dos locais menos exigente na vendas das residências: para comprar uma casa por 1 euro, por exemplo, você nem precisa ser de lá.

O interessado, no entanto, precisa pagar todos os gastos de transferência de propriedade e os impostos envolvidos na transação. Além disso, em no máximo 1 ano, o novo dono deverá apresentar um projeto de reconstrução da casa.

7. Rappottenstein, Áustria

A aldeia de Rappottenstein no norte da Áustria enfrenta a mesma realidade das demais localidades da lista. As autoridades locais chegaram a oferecer terrenos, em 2009, àqueles que se comprometesse a formar uma família no período de 10 anos na localidade.

Outra exigência para conseguir se instalar ali pagando tão pouco é que os novos donos construam a casa no terreno em 3 anos, no máximo. Se as condições não forem cumpridas, a multa a ser paga é de 12 mil euros.

8. Gangi, Itália

As casa que precisam de uma grande reconstrução são vendidas a 100 dólares. As que estão muito velhas, por outro lado, são doadas.

O problema é que na maioria dos casos o estado dos imóveis não é bom e os novos donos teriam que desembolsar uma boa grana para colocá-las habitáveis novamente. E isso precisa ser feito em, no máximo, 5 anos.

A desvantagem, além da que acabamos de citar, é que os gastos da compra de um imóvel na Sicília são de aproximadamente 6 mil euros.

9. Champ-du-Boult, França

Localizado na Normandia, o município está tentando atrair novos moradores colocando à venda vários terrenos pelo preço de 1 euro o km², algo em torno de 100 hectares.

Hoje em dia, o local  tem 388 habitantes. Muitos dos jovens de famílias tradicionais foram embora do lugar em busca de melhores condições de trabalho.

E então, você compraria um casa por 1 euro na Europa ou no Japão sabendo das condições impostas? Acha que vale a pena? Não deixe de comentar!

E, falando em casas e cidades, se você achou a oferta desses locais boas demais para ser verdade, espere até conferir o que rola em outras cidades pelo mundo (que também querem atrair moradores): Conheça as cidades que pagam para você morar lá.

Fonte: Incrível

Próxima página »

Escolhidas para você