Americano lista 20 motivos pelos quais ele odeia o Brasil e os brasileiros

Se você é brasileiro, por mais que tenha consciência de alguns sérios problemas de nosso país, a verdade é que você não odeia o Brasil e, com certeza, já sentiu orgulho de ser brasileiro. Não é verdade?

Nossas praias são maravilhosas, nossa comida típica é deliciosa e os gringos andam léguas só para provar nossa pão de queijo e nossa caipirinha, não é mesmo? Isso sem contar em nossa diversidade cultural, nossa gente bonita e sorridente e assim por diante.

Americano revoltado

Mas, apesar de tantos pontos cativantes com os quais contamos, a verdade é que nem todo mundo se apaixona por nosso gingado. Pelo menos é isso que um americano, que se casou com uma brasileira e morou por aqui durante alguns anos deixou transparecer na internet, há alguns dias.

Como você vai ver, assim que ele voltou a viver nos Estados Unidos, escreveu em um texto que viralizou e que lista vários motivos pelos quais ele odeia o Brasil e, como ele mesmo ressaltou, os brasileiros. Pesado, não?

A lista com os motivos pelos quais ele odeia o Brasil, aliás, foi publicada originalmente no portal Amplite.com e divulgada no Facebook e no Twiiter. Mas, depois de receber diversos comentários agressivos por parte dos brasileiros (e com razão), o americano decidiu excluir a postagem original. Inclusive, nós nem conseguimos encontrar o portal acima mencionado para colocar o link na matéria.

O pior do Brasil

Na lista, que você vai ter oportunidade de conferir em detalhes, ele despreza nossa pátria amada em todos os sentidos. Fala sobre nossos costumes, sobre a personalidade dos brasileiros, sempre querendo tirar vantagens, como ele disse; nosso clima, a comida que a gente come e assim por diante.

E, embora ele tenha ressaltado algumas verdades dolorosas sobre nosso país, como a ineficiência da polícia, a corrupção, a política maluca e os preços e impostos exorbitantes, a verdade é que o texto inteiro é um grande desrespeito. Então, se você tiver intenção de conferir essa matéria até o final, respire fundo e se prepare para ser profundamento insultado.

Confira 20 motivos pelos quais esse americano odeia o Brasil e os brasileiros:

1. Eles não têm consideração por aqueles que não participam de seu círculo social. Se um vizinho toca música alta durante a noite e você lhe pedir educadamente para abaixar o som, ele vai mandar você se fu#$%. Eles simplesmente não têm educação. Se alguém esbarra em você na rua, ele nunca irá lhe pedir desculpas. Esqueça!

2. Eles são agressivos e querem levar vantagem em tudo. No trânsito, por exemplo … se tiverem uma forma de ultrapassar você, assim o farão. E jogam o carro pra cima sem dó nem piedade.

3. Eles não respeitam o meio ambiente […] jogam lixo na rua, na natureza, nos rios … em qualquer lugar. Os recursos naturais estão sendo desperdiçados. O país é muito sujo.

4. Eles toleram a corrupção no governo e no setor privado […] a população elege os mesmos corruptos de sempre.

5. As mulheres no Brasil são obcecadas com seus corpos e adoram uma competição entre si.

6. Os homens acham ‘legal’ trair as mulheres e o fazem com o maior descaramento. Não há fidelidade.

7. Eles são mal educados e falam mal dos outros publicamente […] não se importam em ferir os sentimentos de outra pessoa.

8. Os trabalhadores são geralmente malandros, preguiçosos e atrasados […] querem ganhar muito e trabalhar pouco. Eles acham que o governo tem que dar tudo (bolsa isso … bolsa.aquilo). Não estudam, não se capacitam e adoram ficar resmungando pelos cantos.

9. Os ricos são arrogantes, insensíveis e acham que estão acima da justiça […] os pobres ganham tão pouco que mal conseguem se alimentar e não têm esperanças de futuro, por isso partem para o crime.

10. Os brasileiros não esperam você terminar de falar […] eles te interrompem e começam a tagarelar […] é uma espécie de competição para ser ouvido.

11. A polícia é incapaz, ganha pouco, não cumpre as leis para proteger a população, que por sua vez não respeita a polícia. As pessoas vivem cercadas por muros, grades, alarmes, cercas elétricas e constantemente estão em pânico por medo da violência.

12. Eles tornam tudo inconveniente e difícil […] a burocracia que os políticos impõem para os cidadãos é algo de outro mundo. Os impostos do Brasil nunca retornam para o povo […] eles são roubados na ‘cara dura’.

13. Voltando ao assuntos dos impostos, eles pagam taxas absurdas para tudo (produtos de casa, eletrônicos, carros, arroz, feijão, etc…). Os empresários são obrigados a seguir as leis para sustentar um governo corrupto e quase nunca conseguem fazer lucro.

14. O verão é quente como o inferno e dura 9 meses do ano. As casas não possuem isolamento térmico. Você sofre de calor durante 9 meses e passa frio nos outros 3.

15. A comida é sem graça, repetitiva e inconveniente. Quase não existe alimentos congelados ou prontos para serem consumidos. Quando você encontra, o preço é absurdamente elevado.

16. Eles são muito sociáveis e quase nunca saem sozinhos. Você não consegue descansar nos fins de semana […] é quase que ‘obrigatório’ convidar as pessoas para ir na sua casa.

17. Eles não saem debaixo das ‘asas’ do papai e da mamãe. Moram todos juntos, espremidos. Ficam perto emocional e geograficamente durante toda a vida. As famílias vivem intrometendo na vida do casal (aconteceu comigo) e fazem fofocas diariamente.

18. Serviços básicos como eletricidade, água, esgoto e internet são péssimos e/ou ausentes na maior parte do país […] quando você encontra esses serviços, eles são absurdamente caros e ruins.

19. A qualidade da água é reprovável.

20. Só existe um tipo de cerveja no Brasil e é composta basicamente de água […] é uma porcaria. As cervejas importadas custam os olhos da cara.

E aí, ficou revoltado? Nós também, embora no junto ele até tenha razão em alguns pontos.

Mas, calma, antes de você declarar raiva eterna a todo tipo de americano que existe por aí, fique sabendo que nem todo mundo da “Terra do Tio Sam” odeia o Brasil. Nessa outra matéria você confere isso: 10 coisas que são melhores no Brasil que nos Estados Unidos.

Fonte: Diário do Brasil