Curiosidades

Astrolábio, o que é? Quando foi criado e qual sua função

Conhecido como buscador de estrelas, o astrolábio é um instrumento antigo criado na época da Antiguidade, cujo objetivo é medir posições, alturas e horários.

O astrolábio, também denominado como buscador de estrelas trata-se de um instrumento com diversas funções voltadas para a abóboda celeste. Ademais, é um instrumento náutico antigo, cuja forma é esférica ou circular graduado, com haste móvel. Que era usado para observar e determinar a altura do Sol e das estrelas, além de medir a latitude e a longitude do lugar onde se encontra. Pois, ao observador por ele possibilitava determinar à hora do dia ou da noite, as estações, a latitude atual, entre outros.

A princípio, era utilizado em terra e foi adaptado pelos marinheiros, principalmente para ser usado nas grandes navegações. O astrolábio é constituído por sete partes, tendo o Mater, Tímpanos, Aranha, Alaíde, Régua, Pinos e Alça. Assim sendo, cada uma dessas partes apresenta uma função que possibilita o funcionamento do aparelho.

Em suma, esse instrumento se originou na Antiguidade, com matemáticos gregos, como o Hiparco, que refinou a teoria projeção estereográfica. Dessa forma, foi criado nos primeiros séculos do Islã e tinha um papel central para a cultura daquele povo. Por fim, chegou à Europa, onde se tornou uma ferramenta essencial para o uso de astrônomos, astrólogos e pesquisadores.

O que é astrolábio?

Significados

O astrolábio provém da palavra grega astro, que significa estrela, e lip, que remete a aquele que procura. Ou seja, ele pode ser denominado como buscador de estrelas. Ademais, ele consiste em um instrumento que apresenta diversas funções, dentre elas, determinar a altitude dos corpos celestes. Além disso, também servindo para determinar hora, profundidade de poços e cálculo da altura de construções.

Continua após a publicidade

A princípio, era utilizado em terra e foi adaptado pelos marinheiros. Com o intuito de calcular as distâncias das rotas marítimas, foi um grande apoio nas navegações. Em suma, se trata de um equipamento de grandes utilidades, precisando estações do ano, hora do dia e identificando posições de corpos celestes.

Origem

Depositphotos

A princípio, o astrolábio teve sua origem na Antiguidade onde foi criado pelos árabes. No entanto, foi aperfeiçoado por matemáticos gregos que realizaram diversos cálculos e experimentos. Ademais, o matemático Hiparco realizou diversas contribuições para o surgimento desse aparelho, pois refinou a teoria acerca da projeção estereográfica, aproximadamente no ano 150 a.C. Além disso, Claudio Tolomeo, em 140 d.C, também descreve em seu livro “Almagesto”, um instrumento semelhante ao de Hiparco.

Continua após a publicidade

Em seguida, em meados do século XIII, Alfonso de Castela desenvolveu a Escola de Tradutores de Toledo, onde várias obras islâmicas foram traduzidas. Dessa forma, entre essas obras, constavam também as descrições do astrolábio e suas utilidades na navegação. Então, o astrolábio foi criado nos primeiros séculos do Islã e tinha um papel central para a cultura daquele povo. Pois determinava horas do dia, sendo possível determinar os momentos de oração, além de determinar a direção certa da Meca.

Posteriormente, os muçulmanos levaram o astrolábio para a Europa. Dessa maneira, ele se tornou uma ferramenta essencial para o uso de astrônomos, astrólogos e pesquisadores, até o final do século XVII. Além disso, teve papel fundamental no uso das grandes navegações. No entanto, seu uso foi superado com a invenção do sextante e, posteriormente, pela bússola.

Continua após a publicidade

Atualmente, o buscador de estrelas foi quase totalmente substituído. Pois, foram desenvolvidos equipamentos mais precisos e eficientes, graças à tecnologia atual. Por exemplo, o astrolábio impessoal e telescópios.

Para que serve um astrolábio?

Wikiwand

O astrolábio é utilizado, principalmente, como um buscador de estrelas. No entanto, ele possibilita que os astrônomos realizem outras descobertas. Por exemplo:

  • Identificar a posição de corpos celestes.
  • Calcular a altitude de objetos visualizados no horizonte.
  • Precisar a latitude atual.
  • Determinar a época do ano.
  • Informar a hora do dia ou da noite.
  • Precisar a porção do céu visível.
  • Calcular a altura de montanhas ou profundidade de um poço.

Partes do astrolábio

Toda Matéria

No geral, o astrolábio é constituído por sete partes físicas. Ademais, cada uma apresenta um nome e sua função específica, tais como:

  1. Mater – Consiste em um disco que conterá todas as placas do astrolábio. Isto é, servirá de estrutura de apoio para todas as placas.
  2. Tímpanos – Trata-se das marcações que indicam as latitudes.
  3. Aranha – É um disco vazado, onde cada ponta representa a posição das estrelas e do sol na abóboda celeste. Ademais, a sua posição varia do Solstício de Verão ao Solstício de Inverno.
  4. Alaíde – Consistem em visores localizados na parte traseira do buscador de estrelas. Em suma, é utilizado para calcular a altura dos corpos celestes.
  5. Pinos – Sãos dispositivos cujo intuito é prender o Meter e a Régua. Assim sendo, possibilita que eles girem.
  6. Agulha ou Régua – É aquele que determina o resultado das medidas.
  7. Alça – É o que possibilita que o usuário prenda seu aparelho e o carregue mais facilmente para onde for.

Como funciona?

Significados

O astrolábio materializa uma projeção estereográfica. Isto é, a superfície de uma esfera é representada através de um plano. Assim sendo, é possível visualizar marcações das latitudes do planeta Terra. Além disso, demonstra a abóboda celeste em movimento, mostrando várias partes que retratam as latitudes, as estrelas e as constelações. Portanto, para um astrônomo, o buscador de estrelas apresenta muita utilidade. Pois, é possível identificar o momento em que ocorreriam determinado eventos, como o nascer ou pôr-do-sol.

Continua após a publicidade

Primordialmente, é necessário localizar no horizonte uma estrela, que servirá de referência. Em seguida, ela deverá ser medida, obtendo ela em graus. Ademais, deve ser achado na parte da Aranha o ponto correspondente à estrela. Em seguida, gire a aranha até coincidir com a latitude do ângulo, em um dos tímpanos. Por fim, volte à régua para que coincida com um evento específico, e será obtida a hora que marca aquele momento.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Curiosidades sobre o Sistema Solar – 31 fatos sobre nosso lar espacial.

Fontes: Toda Matéria, Info Escola, Educa Mais Brasil, Todo Estudo

Imagens: Escola Educação, Significados, Wikiwand, Depositosphotos

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você