Mundo Animal

Aves de rapina – Principais características e espécies do grupo

As aves de rapina são aves carnívoras caracterizadas especialmente pela habilidade de caçar suas presas com muita eficácia

Por P.H Mota

As aves de rapina, também chamadas de rapinantes, são aves carnívoras adaptadas para eficácia e precisão durante a caça. Para isso, por exemplo, contam com bicos curvos e afiados e garras fortes, além de visão e audição bem desenvolvidas.

O nome do grupo tem origem no latim e significa raptar. Dessa maneira, faz uma alusão direta à forma como essas espécies conseguem seus alimentos. Como são carnívoras, se alimentam de outros animais incluindo grandes artrópodes, peixes, anfíbios, mas também pequenos mamíferos e outras aves.

Segundo um consenso entre a maior parte de pesquisadores, as aves de rapina incluem animais das Accipitriformes (águias e gaviões), Cathartiformes (urubus) e Strigiformes (corujas).

Características de aves de rapina

Aves de rapina - o que são, principais características e espécies do grupo
San Diego Zoo

Os sentidos das aves de rapina são parte de suas características principais, uma vez que são essenciais para a caça. A visão desses animais, por exemplo, é de 2 a 8 vezes melhor do que a de um ser humano saudável. Dessa maneira, elas consegue avistar presas com precisão, mesmo que elas estejam a dezenas, centenas ou milhares de metros.

Continua após a publicidade

Uma águia-real, por exemplo, é capaz de enxergar uma presa do tamanho de uma lebre mesmo que ela esteja a mais de 3 km de distância!

Além da visão, essas aves também possuem uma boa audição. Com isso, portanto, são capazes de distinguir com facilidade o som de presas ou de outras rapinantes caçando nos arredores.

Continua após a publicidade

Os bicos também são importantes diferenciais da espécie, uma vez que são a principal forma de rasgar (ou mesmo matar) as presas. Os tamanhos e formatos variam de acordo com cada espécie, mas em geral são fortes, curvos e afiados. Juntamente com os bicos, as garras também possuem essas características marcantes, uma vez que são utilizadas para agarrar as vítimas durante a caça.

Hábitos diurnos e noturnos

Aves de rapina - o que são, principais características e espécies do grupo
the muse

As aves de rapina podem ser divididas em grupos de hábitos diurnos e noturnos. Ainda que os dois compartilhem, por exemplo, a força das garras e dos bicos, trazem algumas diferenças de comportamento e personalidade.

Continua após a publicidade

A precisão da audição das aves noturnos é maior, uma vez que possuem ouvidos posicionados em alturas diferentes nos dois lados da cabeça. Essa captação melhorada também se deve ao formato mais arredondado da cabeça. Além disso, também conseguem enxergar com precisão mesmo durante a noite.

Como caçam durante a noite, quando tudo é mais silencioso, as aves de rapina noturnas também possuem penas diferentes. Elas possuem aparência e formato mais aveludado, permitindo que o som emitido ao voar seja mais abafado e mais discreto.

Apesar das diferenças, os dois grupos de aves podem compartilhar os mesmos habitat com frequência. Isso porque não competem durante a caça, uma vez que cada um age enquanto o outro está descansando.

Relacionamentos entre aves de rapina

Aves de rapina - o que são, principais características e espécies do grupo
Natucate

Em relação aos hábitos de caça, as aves de rapina podem se aproveitar do contato com outras espécies para otimizar esse processo. Esses relacionamentos podem ser classificados de três maneiras distintas.

Continua após a publicidade

As relações de protocooperação, por exemplo, incluem benefícios tanto para as aves como para as outras espécies envolvidas. Já as relações de comensalismo incluem benefício para apenas uma das partes e as de parasitismo ainda incluem efeitos danosos para a segunda parte.

De forma geral, essas relações consistem em acompanhar pequenos mamíferos para capturar as presas que fogem deles ou até mesmo caçar em parceria.

Além dos relacionamentos com outras espécies, as relações de reprodução também são importantes para manter a sobrevivência dos grupos. Os ninhos de aves de rapinas são construído sobre árvores ou dentro de cascos vazios, bem como em pântanos, no meio do capim ou em buracos no solo.

Depois que um ninho é formado, ele pode ser mantido por anos por um casal de aves, e inclusive ocupado por espécies diferentes que não produzem seus próprios ninhos.

Continua após a publicidade

Espécies de aves de rapina

Águias

Aves de rapina - o que são, principais características e espécies do grupo
M Live

As águias fazem parte das famílias Accipitridae e Pandionidae e utilizam predominante o voo planado para capturar vertebrados que vivem no solo ou na água. A fim de manter o ritmo do voo planador, possuem boa envergadura.

Gaviões

Aves de rapina - o que são, principais características e espécies do grupo
Audubon

Os gaviões incluem espécies que também estão na família Accipitridae. Essas aves podem ser encontradas numa grande diversidade de formas e tamanhos.

Corujas

Aves de rapina - o que são, principais características e espécies do grupo
Victor Pest

O grupo das corujas inclui espécies da ordem Strigiromes. Seus olhos são bem maiores do que os das outras aves de rapina e suas cabeças mais arredondadas. Além disso, as penas são mais macias, garantindo o silêncio durante o voo.

Urubus

Aves de rapina - o que são, principais características e espécies do grupo
Mental Floss

Os urubus se destacam por serem aves carnívoras carniceiras, ou seja, alimentam-se de cadáveres de outras criaturas. Por causa disso, possuem a cabeça e o pescoço nus, evitando o contato das penas com os corpos mortos. Fazem parte da ordem Cathartiformes e, de forma geral, possuem olfatos bem limitados e confiam na visão para procurar alimento.

Continua após a publicidade

Fontes: Aves de Rapina Brasil, Super, Info Escola, Perito Animal

Imagens: The Ferret, San Diego Zoo, the muse, Natucate, M Live, Audubon, Victor Pest, Mental Floss

Próxima página »

Escolhidas para você