Curiosidades

“Bebê do Nirvana” processa banda por exploração de imagem infantil imprópria

A capa do álbum do Nirvana, de 1991, apresenta Spencer Elden, ainda bebê. Nevermind vendeu mais de 30 milhões de cópias desde seu lançamento.

Você consegue se lembrar do bebê do Nirvana? Na capa de Nevermind, álbum icônico do Nirvana, de 1991, um bebê perseguia uma nota de um dólar em uma piscina. Três décadas depois, ele ainda está em busca de alguns dólares, mas no tribunal.

Spencer Elden, que apareceu nu na capa do álbum Nevermind, quando ele tinha apenas quatro meses de idade, agora está processando a banda por exploração comercial de imagem infantil imprópria.

Na queixa, apresentada ao Tribunal Distrital Central da Califórnia, Elden alega que sofreu “danos ao longo da vida”. Ele ainda afirma que a banda “aproveitou a natureza chocante de sua imagem para promover a si e a sua música.”

Além disso, Elden observa que seus tutores legais nunca assinaram um documento “autorizando o uso de quaisquer imagens de Spencer ou de sua imagem, e certamente não autorizaram o uso de exploração infantil comercial retratando-o”.

Continua após a publicidade

No fim das contas, Nevermind vendeu mais de 30 milhões de cópias desde seu lançamento, em setembro de 1991.

O processo

Bebê do Nirvana processa banda por exploração de imagem infantil imprópria
Bebê do Nirvana / Fonte: Ocean

Entre os nomeados no processo, estão dois ex-membros sobreviventes do Nirvana, o baterista Dave Grohl e o baixista Krist Novoselic.

Os supervisores da propriedade do falecido Kurt Cobain, incluindo Courtney Love, o fotógrafo que tirou a imagem, Kirk Weddle, bem como várias gravadoras associadas ao álbum também estão nomeados no processo.

Com efeito, o réu está pedindo indenização, honorários advocatícios e um julgamento com júri.

Continua após a publicidade
Bebê do Nirvana processa banda por exploração de imagem infantil imprópria
Spencer Elden / Fonte: Diário do Nordeste

O ex-bebê do Nirvana, agora com 30 anos, teve uma relação complicada com a capa do disco, uma das mais reconhecidas em toda a música popular.

Quando jovem, ele recriou a cena da piscina em várias ocasiões, incluindo para o 10º, 15º e 25º aniversários do álbum. Além disso, ele tem a palavra “Nevermind” tatuada no peito.

Assim, Elden pede uma indenização de US$ 150 mil (cerca de R$ 787 mil) de cada uma das partes e quer que seu caso seja analisado por um júri.

Justificativa de Spencer

Bebê do Nirvana processa banda por exploração de imagem infantil imprópria
Fonte: Ocean

Documentos legais arquivados na Califórnia afirmam: “as imagens expunham a parte íntima do corpo de Spencer e expunha Spencer desde o tempo em que ele era um bebê até os dias atuais.”

Continua após a publicidade

Ele também diz que sua “verdadeira identidade e nome legal estão para sempre ligados à exploração de imagem imprópria comercial que experimentou como menor”. Ademais, ele diz ainda que “a imagem foi distribuída e vendida em todo o mundo desde que ele era um bebê até os dias atuais”.

Bebê do Nirvana processa banda por exploração de imagem infantil imprópria
Spencer reproduzindo a capa / Fonte: O Globo

Ele diz que sofreu “sofrimento emocional extremo e permanente”, e que a experiência interferiu “em seu desenvolvimento normal e progresso educacional” e fez com que ele necessitasse de “tratamento médico e psicológico”.

Por fim, a maioria dos relatos aponta para Cobain como o criador do conceito de capa do Nevermind; que foi inspirado por um documentário que ele viu sobre nascimentos subaquáticos. Weddle, um fotógrafo amigo do pai de Elden, pagou à família 200 dólares pela foto original.

Enfim, o que você achou da decisão do “bebê do Nirvana”? Então você também vai gostar dessa: Nirvana – Origem, trajetória e fim da banda + sucessos e curiosidades

Continua após a publicidade

Fontes: CNN, G1, El País, Revista Monet.

Fotos: Ocean, Diário do Nordeste e O Globo.

Próxima página »

Escolhidas para você