Cientistas criam técnica capaz de trazer os mortos de volta à vida

Talvez inspirados na série de televisão The Walking Dead, funcionários da empresa Bioquark, localizada na Filadélfia, anunciaram que estão perto de iniciar ensaios clínicos para um procedimento controverso, que será realizado em pessoas declaradas clinicamente mortos.

A ideia do grupo é testar se uma série de terapias aplicadas em uma pessoa tecnicamente morta, pode traz-la de volta a vida.

Técnica controversa

A empresa já tinha tentando realizar os ensaios clínicos em seres humanos no ano passado, na Índia. Porém, diante de uma confusão generalizada, O Conselho indiano de pesquisa médica encerrou a polêmica, “recomendando” a empresa a procurar outro lugar.

Agora, O CEO da empresa, Ira Pastor, informou à imprensa que a intenção é começar “muito em breve” os testes clínicos em um país não identificado na América do Sul. Parece que a legislação nas terras do pau brasil são mais “brandas”.

AMC

O procedimento

Resumidamente, a ideia da técnica é induzir um novo crescimento neuronal nos pacientes, na esperança de reiniciar as funções cerebrais normais.

Os pesquisadores por trás da pesquisa admitem que a empresa nem testou os procedimentos em animais. De fato, eles não sabem se o esquema funcionará, ou mesmo se funcionará parcialmente. Mas eles querem descobrir.

Como era esperado, vários críticos pontuaram que a técnica não funcionará, e apontaram seus porquês. Várias questões éticas foram levantadas, mas a principal questão é: Quantas famílias estariam dispostas a permitir que um ente querido com morte cerebral se submeta a um procedimento de tal natureza?

 

Fonte: medicalxpress
Imagens: AMC/Reprodução