Curiosidades

Como é feito o vidro? História, processo e reciclagem

Para entender como é feito o vidro precisa-se primeiramente conhecer melhor a natureza desse material, composto por diversas substâncias.

Para entender como é feito o vidro precisa-se conhecer mais acerca desse material. Antes de mais nada, o vidro é feito da mistura básica de areia de sílica, sódio e cálcio. Contudo, para chegar ao formato final acontecem diversos processos industriais e químicos.

Além disso, estima-se haver uma porcentagem de magnésio, alumina e potássio na composição. No geral, a proporção é de 72% de areia, 14% de sódio, 9% e cálcio e 4% de magnésio. Sendo assim, inclui-se a alumina e o potássio em casos específicos.

Nesse sentido, o vidro é feito para diferentes funções, seja enquanto recipiente ou superfície em construções. Curiosamente, o material também é 100% recicláveis, porque sua composição envolve produtos de fácil reaproveitamento.

Como é feito o vidro: história, processo e reciclagem
Fonte: Pexels

Origem e história do vidro

A princípio, o processo de como é feito o vidro iniciou com os egípcios e os fenícios na Antiguidade. Desse modo, um mito narra que os fenícios retornavam para o Egito carregando sacos cheios de natrão, um carbonato de sódio natural utilizado para tingir lã. Logo que pararam nas margens do Rio Belus, acenderam o fogo com lenha.

Continua após a publicidade

Posteriormente, empregaram os pedaços mais grossos de natrão para apoiar os vasos onde cozinhariam os animais caçados. Sendo assim, deixaram o fogo aceso e adormeceram após a refeição. Contudo, ao acordar perceberam que no lugar das pedras de natrão haviam blocos brilhantes e transparentes como enormes pedras preciosas.

Ademais, o sábio Zelu que estava entre os viajantes percebeu que a areia também desapareceu. Mais ainda, repetiram o experimento, mas Zelu colocou uma faca na mistura para plasmar o material, formando uma ampola esplêndida. Desse modo, descobriu-se o vidro.

Ainda que tenha um toque de misticismo, os registros mostram que os seres humanos aprenderam como é feito o vidro a pelo menos 4.000 anos antes de Cristo. Entretanto, os egípcios iniciaram a soprar o material e moldá-lo em 1.400 antes de Cristo, como foco especialmente na produção de objetos artísticos e decorativos.

Portanto, estima-se que a indústria vidreira se estabeleceu em Portugal por volta d o século XVIII. Dessa forma, a prática viajou séculos e diferentes civilizações até ser difundida no Ocidente. Apesar disso, há relatos de produtores artesanais de vidro no interior da Europa durante o século XV.

Continua após a publicidade

Nesse sentido, o processo de como é feito o vidro envolvida incineração de produtos naturais em uma produção limitada e lenta. Eventualmente, estabeleceu-se uma indústria vidreira mais produtiva e produtiva.

Como é feito o vidro: história, processo e reciclagem
Fonte: Segredos do Mundo

Como é feito o vidro?

No geral, a fabricação do material é dividida em etapas. Ou seja, para entender como é feito o vidro precisa-se passar por alguns processos a fim de obter o produto final. Desse modo, primeiramente junta-se as matérias-primas, sendo elas a areia, sódio, cálcio e demais químicos citados anteriormente.

Logo em seguida, processa-se esses materiais de modo a eliminar impurezas que possam danificar ou interferir na fabricação. Dessa maneira, deposita-se a mistura em um forno industrial de altas temperaturas, com a intenção de fundir o material. Sendo assim, obtêm-se um subproduto entre o sólido e o líquido.

Continua após a publicidade

Posteriormente, a mistura de como é feito o vidro toma forma de uam gosma viscosa e dourada, com aspecto semelhante ao mel. Ademais, escorre-se a matéria por canaletas em direção a moldes que determinam o tamanho e a forma do vidro. Mais ainda, despeja-se o material em uma banheira de estanho de 15cm de profundidade.

Continua após a publicidade

A princípio, o vidro não precisa de um molde final, de maneira que o canudo na banheira de estanho funcione como forma de injetar ar. Por fim, ao alcançar a temperatura de 600 ºC, o objeto toma uma forma rígida e é movido do molde.

Nesse sentido, acontece o recozimento e resfriamento em esteiras ao ar livre ou outros materiais. Consequentemente, o material é resfriado de maneira natural, sem perder suas propriedades.

Como é feito o vidro: história, processo e reciclagem
Fonte: Pexels

Reciclagem e reaproveitamento

Como citado anteriormente, o vidro é um material completamente reciclável. Em outras palavras, pode-se reutilizar toda sua composição após o uso. No geral, faz-se isso separando o vidro por tipo e cores específicas.

Sendo assim, o primeiro passo é separar os resíduos de vidro. Ou seja, recolher garrafas, potes de vidro e demais objetos para colocá-los em caixas ou sacos grossos. Ademais, deve-se etiquetar os materiais com descrição do conteúdo para quem for manusear não se machuque.

Continua após a publicidade

Logo em seguida, costuma-se triturar completamente o material, de modo que tome um formato arenoso. Ademais, separa-se em pilhas que posteriormente vão gerar outros materiais. Mais ainda, estima-se não haver perda nenhuma no processo, de modo que um quilo de vidro reciclado gere outro quilo de vidro novo para uso.

Desse modo, pode-se incorporar o vidro reciclado no processo de como é feito o vidro novo. Além disso, a reciclagem do vidro e determinação do valor parte da pureza e preservação do material.

Por fim, pode-se reciclar vidros como garrafas de bebidas, sejam ela suco, refrigerantes, cervejas e afins. Mais ainda, potes de alimentos, frascos de remédio e perfumes e utensílios também participam do processo. Por outro lado, os próprios cacos de vidro ou vidros planos e lisos tendem a ser reaproveitados.

E aí, aprendeu como é feito o vidro? Então leia sobre Cidades medievais, quais são? 20 destinos preservados no mundo.

Continua após a publicidade

Fontes: Recicloteca | PS do Vidro | Divinal Vidros | Prepara Enem | Segredos do Mundo

Imagens: Pexels | Segredos do Mundo

Próxima página »

Escolhidas para você