Curiosidades

Como é feito o vidro? Material usado, processo e cuidados na fabricação

Você já parou para pensar em como é feito o vidro? É um processo trabalhoso desde a mistura dos materiais até chegar no produto final sem defeitos.

Provavelmente você já se questionou como é feito o vidro ou como é o processo de sua fabricação. Em suma, são utilizados alguns materiais específicos na fabricação do vidro. Por exemplo, 72% de areia, 14% de sódio, 9% de cálcio e 4% de magnésio na maioria dos casos. Logo, o alumínio e o potássio são incluídos apenas em alguns casos.

Ademais, no processo de fabricação, os materiais devem ser misturados e processados, evitando que ocorram impurezas. Além disso, a mistura é levada para um forno industrial, onde pode alcançar 1.600 º C. Posteriormente, ocorre o recozimento, que se caracteriza por esteiras ao ar livre.

Por outro lado, para evitar possíveis contendas, é necessário realizar uma rígida inspeção antes do corte. Por fim, um scanner de alta tecnologia detecta pequenas falhas no vidro. Portanto, vidros que passam no teste são levados para o corte em chapas e distribuição, e quando o vidro não passa no teste ele é quebrado e retorna ao centro de fabricação.

Como é feito o vidro: Materiais

Prismatic

Antes de saber como é feito o vidro, é necessário identificar quais são os materiais necessários para a sua fabricação. Em suma, a fórmula do vidro apresenta areia sílica, sódio e cálcio. Além disso, inclui outros materiais essenciais na sua criação, como o magnésio, alumina e potássio. Ademais, a proporção de cada material pode variar. No entanto, costuma ser composta por 72% de areia, 14% de sódio, 9% de cálcio e 4% de magnésio. Logo, o alumínio e o potássio são incluídos apenas em alguns casos.

Continua após a publicidade

Processo de Fabricação

Multi Painel

Mas afinal, como é feito o vidro? Em resumo, sua fabricação está dividida em etapas. Logo, elas são:

  1. A princípio, junte os ingredientes: 70% de areia, 14% de sódio, 14% de cálcio e outros 2% de componentes químicos. Além disso, são processados para que não haja impurezas.
  2. Em seguida, a mistura é depositada em um forno industrial que pode chegar a altas temperaturas, próximas a 1.600 º C. Ademais, essa mistura passa algumas horas no forno até ser fundida, originando um material meio líquido.
  3. Ao sair do forno, a mistura que dá origem ao vidro é uma gosma viscosa e dourada, que lembra muito o mel. Logo, ela escorre por canaletas em direção a um conjunto de moldes. A dosagem para cada molde é controlada conforme o tamanho do vidro a ser criado.
  4. Posteriormente, é a hora do banho de float, onde o vidro é despejado, ainda em estado líquido, em uma banheira de estanho de 15 cm de profundidade.
  5. O objeto não necessita de um molde final. Dessa forma, o canudo funciona como uma marca de injetar ar.
  6.  Então, a temperatura se encontra em 600 º C e o objeto começa a ficar rígido, sendo possível retirar o molde. Por fim, ocorre o recozimento, onde ele é deixado para resfriar. Por exemplo, nas esteiras ao ar livre. Desse modo, o vidro seria resfriado de forma natural, mantendo suas propriedades.

Testes de qualidade

Notícia ao Minuto

Após o vidro passar pelos processos de fabricação, é imprescindível realizar uma rígida inspeção antes do corte. Pois, garante que tudo ocorra de forma correta. Ou seja, nenhuma peça, que seja defeituosa, será entregue ao cliente no final. Em síntese, um scanner de alta tecnologia detecta pequenas falhas. Por exemplo, bolhas de ar e impurezas que possam ter grudado no material. Posteriormente, ocorre uma checagem de cor para garantir os padrões de qualidade. Por fim, os vidros que passam no teste são levados para o corte em chapas e distribuição. Por outro lado, as que não passam no teste, por possuírem algum defeito, são quebradas e retornam ao início do processo de fabricação, em um ciclo 100% reciclável.

Como é feito o vidro: beneficiamento

Divinal Vidros

Posteriormente, após o processo de como é feito o vidro, ocorre o beneficiamento. Pois, as diferentes técnicas aplicadas resultam em diversos tipos diferentes de vidro. Assim sendo, cada vidro conta com sua característica própria, adquirida para usos específicos.

Por exemplo, o vidro temperado, que é o resultado do processo de têmpera. Desse modo, isso garante a ele 5 vezes mais resistência do que as outras variações de temperatura. Além disso, existem outros tipos desenvolvidos a partir do beneficiamento. Por exemplo, o laminado, insulado, serigrafado, esmaltado, impresso, auto-limpante e muitos outros.

Continua após a publicidade

Como evitar problemas

Divinal Vidro

Após compreender como é feito o vidro, é extremamente importante se atentar em algumas questões para evitar problemas. Ademais, pessoas que trabalham no mercado vidreiro reconhecem a importância de sempre oferecer vidros e espelhos com a melhor qualidade possível. Por outro lado, reconhecer esses detalhes evitam dores de cabeça. Pois, a qualidade do material empregado está diretamente relacionada com o serviço que você oferece. Dessa forma, fornecer um vidro de qualidade e seguro é imprescindível.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Como descartar vidro quebrado com segurança (5 técnicas). 

Fontes: Recicloteca, Super Abril, Divinal Vidros, PS do Vidro

Imagens: Semantic Scholar, Prismatic, Mult Painel, Notícia ao Minuto

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você