Conheça os presídios incríveis que existem em algumas partes do mundo

O Brasil enfrenta uma grande crise em seu sistema penitenciário. Todos os anos, reportagens e matérias de jornais de grande circulação denunciam as condições precárias e desumanas dos presídios brasileiros.

Em contraste com a realidade brasileira, alguns países se comprometem com a missão de transformar a vida dos presos, fazendo um trabalho de ressocialização com esses indivíduos. Dessa forma, o detento que volta para as ruas tem mais chances de viver dentro da lei, sem precisar recorrer ao crimes, como fazia no passado.

Confira algumas dessas prisões:

Presídio de Otago, na Nova Zelândia

Se ninguém te dissesse  que é um cela, você diria que é um quarto de adolescente. Nesse presidio os detentos aprendem a cozinhar e também conhecimentos de engenharia e criação de gado leiteiro.

Presídio de Aranjuez, na Espanha

No presídio de Aranjuez o detento pode cumprir sua pena perto da sua família. A penitenciária conta, inclusive, com um berçário e um playground, com a ideia de evitar que as crianças percebam que seus pais estão presos.

Penitenciária de Pondok Bambu, na Indonésia

O presídio feminino Pondok Bambu oferece algumas regalias únicas. Lá as detentas podem pagar para ficar em celas luxuosas, com direito a tudo o que um bom hotel oferece.

Prisão de Sollentuna, na Suécia

Aqui os detentos podem preparar sua própria comida, assistir TV e praticar exercícios na academia no presídio.

Penitenciária de Bastoy, na Noruega

No presídio de Bastoy os presos ficam isolados na ilha de Bastoy. Lá não há celas, armas, cassetetes ou câmeras de segurança. É a prisão mais barata da Europa, e com menor taxa de reincidência do continente, 16%.

Prisão de Champ-Dollon, na Suíça

Apesar de enfrentar o mesmo problema da maioria dos presídios brasileiros, a superlotação, esse presídio conta com uma infraestrutura de dar inveja em alguns hotéis cinco estrelas.

Penitenciária HMP, no País de Gales

Seria impossível adivinhas que essa é uma fotografia de um patio recreativo de um presídio. Como pode-se ver na imagem, os detentos contam com várias opções para se distraírem.

Centro de Justiça da Áustria

O que mais impressiona nesse presídio localizado na  Áustria é sua arquitetura. O que separa o detento do ambiente externo são paredes de vidros!

As autoridades austríacas decidiram privar a liberdade dos presos sem criar problemas para eles se ressocializarem. Projetado pelo arquiteto Joseph Hohensinn, o complexo é caracterizado por criar uma falsa vida do lado de fora, sem perder a segurança de uma prisão.

Presídio Suomenlinna, na Finlândia

Esse presídio na Finlândia poderia facilmente ganhar o prêmio de “presídio mais inseguro do mundo”. Isso por que não existem paredes, grades ou cercas para manter seus detentos presos na instalação.

 

Fonte: Mega Curioso
Imagens: Reprodução