Curiosidades

Fatos curiosos sobre o Livro do Apocalipse

O Livro do Apocalipse muitas vezes é mal interpretado porque há muito simbolismo nele; veja os principais fatos curiosos sobre ele.

Certamente, não há nenhum outro livro na Bíblia como o Livro do Apocalipse. No entanto, muitas pessoas evitam este importante livro da Bíblia porque o considera confuso ou porque é assustador.

Embora o Apocalipse possa ser difícil de entender e possa gerar mais perguntas do que respostas, não se aprofundar neste livro é como perder a parte essencial de um filme, ou seja, o seu final. Então, vamos ver o que o Livro do Apocalipse descreve em suas linhas, a partir destas dez curiosidades.

10 curiosidades sobre o Livro do Apocalipse

1. Último livro da bíblia

Apesar de ser o último livro da bíblia, seu conteúdo não é apenas sobre o fim do mundo. Muitas pessoas acreditam que o Livro do Apocalipse é apenas um relato apocalíptico do que está por vir.

Mas o autor do livro, João, estava mais preocupado com a segunda vinda de Cristo. Aliás, uma tradução mais literal para Apocalipse no grego é “revelação”.

Continua após a publicidade

Contudo, há algum debate sobre qual João realmente escreveu Apocalipse. Na verdade, existem cinco homens chamados João na Bíblia, um deles apóstolo de Jesus e autor de um dos Evangelhos.

2. Jesus é chamado de “Senhor” 23 vezes em Apocalipse e 28 vezes de”cordeiro”

No Antigo Testamento, “Senhor” era um título reservado apenas para Yahweh. Em Apocalipse, essa alta designação é usada de forma intercambiável com Deus e Cristo. Muitos de nós já ouvimos as palavras “digno é o cordeiro que foi morto”, mas esse mesmo cordeiro também é chamado de “Leão de Judá”.

3. O Apocalipse aparece como pano de fundo em livros, séries e filmes de terror

Algumas partes do Livro do Apocalipse são seriamente violentas com seus anjos da morte, cavaleiros e bestas. Isto é particularmente uma mina de conteúdo para obras de ficção sobre o fim do mundo.

Vamos citar como exemplo os filmes O Sétimo Selo (1957), Fim dos Dias (1999), Filhos da Esperança (2006) e É o Fim (2013), conforme afirma o site Fatos Desconhecidos.

Continua após a publicidade

4. Apocalipse chegou à Bíblia por causa de um homem

Demorou alguns anos para que uma coleção oficial, conhecida como a Bíblia, fosse montada. Entre os muitos livros considerados, havia, é claro, o Livro do Apocalipse. Atanásio foi um dos sacerdotes mais influentes no processo.

Enquanto muitos outros estudiosos e sacerdotes rejeitaram o Apocalipse, Atanásio o viu como uma arma poderosa para usar contra qualquer um que fosse contra a Igreja.

Apesar de ter sido deposto e exilado cinco vezes durante sua carreira como bispo, sua opinião era de alguma forma crível o suficiente para que o livro não fosse excluído do Novo Testamento.

5. 666 não tem nada a ver com satanás

A maioria de nós associa o número 666 ao diabo e à morte. Mas Apocalipse 13:18 diz: “Isto exige sabedoria. Quem tiver discernimento calcule o número da besta, pois é o número de um homem. Esse número é 666.”

Continua após a publicidade

Portanto, este não é o número do diabo. É, de fato, o número de uma pessoa, conforme descrito em Apocalipse. Os estudiosos acreditam que a pessoa é o imperador Nero.

Continua após a publicidade

O cálculo para obter este número foi feito usando a numerologia hebraica da gematria (uma forma judaica de numerologia que atribui valores às letras).

Além disso, acredita-se que a marca da besta mencionada em Apocalipse 13:16-17 seja uma referência a moedas romanas ou selos imperiais.

6. O dia do fim do mundo

Houve inúmeras previsões fracassadas do Apocalipse com base no último livro do Novo Testamento. Estes incluíam o do matemático escocês John Napier, que previu que o mundo acabaria em 1688 ou 1700. Ademais, o então clérigo alemão Johann Bengel previu que o mundo começaria a decair em 1836.

Continua após a publicidade

Todavia, também há exemplos mais modernos, como o culto Branch Davidian, cujos membros morreram tragicamente no que ficou conhecido como o massacre de Waco no Texas, em 1993.

Mais recentemente, o teórico da conspiração do fim dos tempos David Meade também perdeu a data do juízo final em ambos: 2017 e 2018.

7. Há mais livros apocalípticos

Existem outros escritos apocalípticos judaicos. IV (ou 4) Ezra, também conhecido como o Apocalipse de Esdras, dá ao Livro do Apocalipse uma corrida pelo seu dinheiro.

8. É possível visitar o lugar onde o Apocalipse foi escrito

A localização de João pode ser encontrada em Apocalipse 1:9. Ele estava supostamente escrevendo da ilha grega de Patmos. Existe na verdade uma gruta, rodeada por um mosteiro, que se acredita ser o local onde o autor escreveu o livro.

Continua após a publicidade

Embora não haja provas, foi considerado importante o suficiente para se tornar um Patrimônio Mundial da UNESCO.

9. A revelação influenciou a política americana para o Oriente Médio

Os evangélicos têm uma grande influência na política dos EUA e muitos veem o estado de Israel como parte da profecia estabelecida em Apocalipse. Afinal, antes da volta de Jesus, o povo judeu tem que retornar a Israel e, consequentemente, aceitar a Cristo como seu salvador.

10. Diferentes interpretações de eventos

Por fim, a última da lista de curiosidades sobre o Livro do Apocalipse se concentra na forma como é interpretado. O preterismo vê os eventos em Apocalipse como algo que já havia acontecido quando foi escrito. Isso teria acontecido em algum momento entre o ministério de João Batista e a queda de Jerusalém em 70 a.C.

Em contrapartida, aqueles que têm uma interpretação futurista, no entanto, acreditam que o fim do mundo ainda está por vir.

Continua após a publicidade

Se achou essa lista interessante, veja também: 75 detalhes da Bíblia que COM CERTEZA você não reparou

Próxima página »

Escolhidas para você