Curiosidades

Deus Hórus: o deus dos céus e do sol da mitologia egípcia

Segundo a mitologia egípcia, o deus Hórus é filho dos deuses Osíris e íris. Ele é o deus do céu, do sol nascente e mediador dos mundos.

De acordo com a mitologia egípcia, o deus Hórus representa o deus do céu, do sol nascente e mediador dos mundos. Além disso, é filho de Ísis, a deusa da fertilidade e magia e de Osíris, o deus da vegetação e senhor da vida após a morte. Enfim, representa a luz, a realeza e o poder. E, também é conhecido como Heru-sa Aset, Her’ur, Hrw, Hr, Hor-Hekenu ou Ra-Hoor-Khuit.

Ademais, o deus Hórus é representado por um homem com a cabeça de falcão. No entanto, em algumas representações ele tem asas de gavião. Além disso, em sua mão esquerda carrega a chave da vida e da morte. E, no lugar de uma coroa em sua cabeça, há um disco solar.

O deus Hórus é um dos deuses mais importantes e poderosos do panteão egípcio. Sendo que, era venerado com um deus guerreiro ou deus vingador. Pois, foi responsável por vingar a morte de seu pai Osíris, que foi assassinado. Também conhecido como aquele que repara os erros e restabelece a ordem justa das coisas.

Apesar dos faraós se identificarem com as virtudes do deus Hórus, não era apenas a realeza que adorava o deus. Pois, havia muitos lugares de culto em todo o Egito. Onde o povo recorria ao deus Hórus para pedir por proteção.

Por fim, Hórus teve uma trajetória marcada por inúmeras batalhas contra seu tio Seth, todas motivadas por vingança e poder.  No entanto, a partir de 2200 a.C., após vencer Seth, Hórus é elevado a símbolo do Egito unificado. E com isso, o faraó passou a ser tratado como a encarnação do deus Hórus.

A origem do deus Hórus

deus Hórus: o deus dos céus e do sol da mitologia egípcia
Pinterest- deusa Ísis

De acordo com a mitologia egípcia, o deus Hórus foi concebido quando seu pai Osíris já estava morto. Pois, havia sido assassinado pelo seu irmão Seth, o deus do caos, deserto e da guerra. Em suma, a deusa Ísis em sua forma de pássaro pousou sobre seu corpo e realizou a fecundação.

Ademais, Ísis e Osíris eram irmãos gêmeos, que se apaixonaram ainda no ventre de sua mãe, a deusa Geb. E juntos, governavam o Egito, logo após a criação da Terra. Além disso, Osíris foi o responsável por civilizar e ensinar aos homens e mulheres recém-criados, como trabalhar a terra. E, assim foi uma época de ordem e prosperidade.

A morte de Osíris

Arqueologia Egípcia

Movido pela inveja do irmão Seth, Osíris é assassinado. Além disso, teve seu corpo cortado em 14 partes, que foram espalhadas por todo Egito. No entanto, determinada a oferecer um enterro digno para seu amado, Ísis com a ajuda de Néftis, mulher de Seth percorre por todo Egito em busca dos 14 pedaços.

Porém, ela encontra apenas 13 pedaços, não encontrando o órgão genital, que foi substituído por um falo de ouro. Logo depois, Ísis constrói um santuário para colocar os restos mortais de Osíris. Em seguida, Anúbis, filho bastardo de Osíris com Néftis, usando magia reconstrói o corpo do pai, para que Ísis possa se relacionar com ele.

Contudo, a falta do órgão impedia que Osíris voltasse ao mundo dos vivos, tornando-se senhor dos mortos. Curiosamente, o ritual funerário de Osíris ficou conhecido como a primeira mumificação. Enfim, dessa união, nasce Hórus.

Mas, após toda essa confusão, Ísis teve que se esconder nos pântanos do delta do Nilo, onde criou seu filho. Todavia, Serket, uma deusa protetora sempre a auxiliava. Ademais, o símbolo de Serket é um escorpião. Dessa forma, os escorpiões dados por ela protegiam Ísis e Hórus.

Hórus x Seth

deus Hórus: o deus dos céus e do sol da mitologia egípcia
Arqueologia Egípcia

Ademais, quando cresceu, Hórus jurou vingar a morte de seu pai. Dessa forma, travou inúmeras batalhas com seu tio Seth, que acaba sendo destronado e morto pelo sobrinho. Por fim, Hórus se torna o governante supremo do Egito, sendo o responsável pela união entre Baixo-Egito e Alto-Egito.

Então, por ser o deus do sol, Hórus lutava diariamente com o exército das trevas para garantir o nascimento de um novo dia. Dessa forma, o nome Hórus vem da palavra hor, que no egípcio antigo significa ‘aquele que está distante’.

No entanto, em uma das batalhas, o deus Hórus perde a visão do seu olho esquerdo. Que foi substituído por um amuleto de serpente. Segundo a mitologia egípcia, depois desse episódio, os egípcios passaram a associar o olho ferido com as fases da lua.

Em suma, o deus Hórus é o símbolo da luz, coragem e força. Além disso, é o intermediário entre os seres humanos e as forças divinas, mantendo o equilíbrio cósmico. E por ser filho de Osíris, também é o mediador entre o mundo dos vivos e dos mortos. Principalmente, no momento do julgamento final.

Por fim, o deus Hórus casou-se com Hathor, deusa das festas, do vinho, da alegrai e guardiã das mulheres e protetoras dos amantes. Ademais, é representada com a cabeça ou orelhas de uma vaca.

O olho de Hórus

Revista Pazes

Também conhecido como Udyat, o olho de Hórus é um amuleto usado desde os tempos antigos. Dessa forma, para os egípcios, o olho do deus Hórus era o espelho da alma. Portanto, quem carregasse o amuleto estaria livre do mau olhado.

Além disso, o olho perdido em batalha contra o deus Seth simboliza o bem vencendo o mal. Por isso, o amuleto também representa luz, sorte, prosperidade, saúde e força.

De acordo com a mitologia egípcia, o poder de Hórus estava em seus olhos. Sendo que, o olho direito representava o sol, simbolizando o poder, o masculino e a integridade física. Já o olho esquerdo representava a lua, simbolizando a cura, o feminino e a capacidade de controlar as energias espirituais.

Da mesma forma, o olho de Hórus era usado em rituais de passagem dos mortos. Onde era desenhado em diversos tamanhos. Além disso, tanto os faraós quanto os de classes mais pobres, eram mumificados ou enterrados com objetos cravados pelo símbolo.

Dicas de Mulher

Atualmente, o olho de Hórus é muito usado em tatuagens. Pois, simboliza a proteção. Além de representar força e coragem.

Templo do deus Hórus

deus Hórus: o deus dos céus e do sol da mitologia egípcia
Arqueologia Egípcia

O templo do deus Hórus está localizado na cidade de Edfu, ao Sul do Egito, foi construído no ano 100 a.C. pela dinastia de Ptolomeu III e Ptolomeu IV. Ademais, o santuário possui em suas paredes registros em alto relevo da batalha entre Seth (na forma de um hipopótamo) e Hórus (com uma lança nas mãos).

Em suma, o local que é sagrado para os egípcios, possui duas torres com mais de 30 metros de altura. Ambas, repletas de desenhos e hieróglifos do rei Ptolomeu III e seus momentos de conexão e oferenda aos deuses: Osíris, Ísis e Hórus.

Enfim, apesar do templo de Edfu ser o maior, mais antigo e mais conhecido, existem outros templos de adoração ao deus do sol e dos céus. Por exemplo, os das cidades de Behdet, Hierakonpolis e Buhe. No entanto, em cada local o deus Hórus era cultuado com um nome diferente. Tais como:

  • Harendotes (“Hórus, o salvador do seu pai”);
  • Harmachis (“Hórus do horizonte”);
  • Haroeris (“Hórus, filho de Ré”);
  • Harpócrates (“Hórus menino”);
  • Harsiese (“Horus, filho de Ísis”);
  • Harsomtus (“Hórus, o unificador”);
  • Horematawy (“Hórus, unificador das duas terras”).

Então, se você gostou dessa matéria sobre a mitologia egípcia, também vai gostar dessa: Deus Seth, quem é? Origem, história e simbologia do deus egípcio.

Fontes: Toda Matéria; Educa Mais Brasil; Hipercultura; Guia e Estudo;

Imagens: Pinterest; Arqueologia Egípcia; Revista Pazes; Dicas de Mulher;

Bibliografia: Deus Hórus; Guia Estudo. Disponível em <  https://www.guiaestudo.com.br/deus-horus  >. Acesso em 23 de setembro de 2020 às 18:42.

Próxima página »

Escolhidas para você