Essa casinha ganhou prêmio internacional! Por quê? Veja

Olhando, assim, do lado de fora; a gente não dá muita coisa por essa casinha, construída na Zona Leste de São Paulo. Mas, para quem entende do assunto, essa foi uma das melhores construções do mundo no último ano, tanto que chegou a receber um prêmio internacional pela originalidade.

E olha que o reconhecimento não foi de qualquer um. Um dos maiores sites de arquitetura do mundo, o ArchDaily, elegeu a casa de dona Dalvina Borges Ramos,uma diarista de 74 anos, como a vencedora do Building of the Year 2016 (melhor construção do ano).

Mas, afinal de contas, por quê tanto alvoroço em torno da casinha de dona Dalvina? Por que ela uniu modernidade, conforto, bom gosto, orçamento limitado e o melhor: tudo foi construído na mais pungente urgência.

8

A casa da diarista, comprada há 25 anos, em Vila Matilde, começou a chamar atenção depois de uma tempestade, em 2013, quando parte do teto desabou. Como Dalvina tinha economizado um dinheirinho ao longo da vida, ela e o filho, Marcelo Borges, decidiram que era hora de reformar. Para isso, confiaram a missão ao escritório de arquitetura Terra e Tuma, pedindo que fossem rápidos e que gastassem pouco.

No final de tudo, a casa ficou um verdadeiro primor. Com teto reforçado, detalhe muito importante à dona Dalvina, a casa é uma mistura de ambientes que se encontram, espaço e muito bom gosto. Existe até um pequeno jardim para a diarista se alegrar. Quer ver como tudo ficou?

Veja porque a casinha ganhou prêmio internacional de arquitetura:

1 7 6 3 2 5 4

E, por falar em casas que dão uma verdadeira surpresa, se prepare para essa outra: Conheça a casa mais surpreendente do mundo!

Fontes: G1, Catraca Livre