Curiosidades

12 curiosidades sobre o festival Lollapalooza

Lollapalooza é um dos maiores festivais de música do planeta, ele acontece em diversos países e conta com atrações nacionais e internacionais.

1. Origem

O Lollapalooza foi pensado inicialmente como uma turnê de despedida do Jane’s Addiction. Em 1991, o vocalista Perry Farrell e o produtor da banda Dave Jensen se uniram para criar um novo tipo de festival de música.

Farrell e Jensen queriam preencher a lacuna entre gêneros com um grande evento. Mais do que tudo, a dupla diz que queria reunir “rap, metal e artistas alternativos no mesmo palco e misturar todos os seus fãs em um público enorme e altamente diversificado”.

2. Siginificado do nome

Além disso, o nome Lollapalooza não foi criado ao acaso, ou seja, o termo remonta ao final do século XIX e vem de uma expressão comum nos Estados Unidos que quer dizer “impressionante, extraordinário ou excepcional”. Ademais, pode significar ainda“uma coisa extremamente atrativa”. Não é a toa que o “Lolla” é um evento cheio de cores e atrações especiais.

3. A primeira edição do Lollapalooza

Foi um enorme sucesso. Os críticos de música creditam à turnê a disseminação do rock alternativo pelos Estados Unidos. Na verdade, a turnê de 1991 foi tão bem sucedida que um evento de acompanhamento foi agendado para o próximo ano. Aliás, o Red Hot Chili Peppers encabeçou o Lollapalooza 1992 ao som de milhares de fãs.

4. Morte de Kurt Cobain

O Nirvana nunca se apresentou no Lollapalooza, pois Kurt Cobain morreu na semana em que a banda deveria ser a atração principal do festival em 1994.

Sua apresentação foi cancelada, mas o festival continuou com headliners como The Smashing Pumpkins e Greenday. No entanto, Courtney Love (viúva de Cobain) subiu ao palco para discursar após a morte do marido.

5. Comidas e bebidas restritas

Não é permitido comer e beber na maior parte do espaço do festival de música, existem espaços delimitados para isso, e lá só consome bebiba alcoólica quem for maior de idade, pois a fiscalização é intensa.

6. O fundador do festival, Perry Farrell, marca presença quase todos os anos

Desde que voltou como um festival estacionário de Chicago, Farrell tem tudo a ver com Lollapalooza – ele tocou com Jane’s Addiction em em 2003 e 2009, com Satellite Party em 2005 e 2007, com sua esposa em seu projeto eletrônico PerryEtty em 2010 e 2011; e com convidados especiais incluindo Slash, ex-guitarrista do Porno for Pyros Peter DiStafano, o School of Rock All-Stars, e outros todos os anos de 2005-2010. Resumindo, o cara não perde um Lollapalooza desde 1998.

7. Nome do festival virou teoria

Charlie Munger, um empresário americano, investidor e sócio do lendário Warren Buffett, cunhou o termo “efeito Lollapalooza” durante um discurso em Harvard em 1995, no qual revisou inúmeras causas do erro de julgamento humano. Desde então, tornou-se outro jargão de investimento.

Nós, humanos, temos muitos preconceitos e tendências inerentes que podem influenciar nosso comportamento de uma forma ou de outra. Quando vários deles agem em conjunto para nos levar a uma determinada ação, você tem um efeito Lollapalooza.

Em suma, o efeito Lollapalooza pode criar direcionadores em larga escala do comportamento humano – e muitas vezes erros.

8. Declínio e Ressurreição do Lollapalooza

Uma vez que Farrell vendeu sua participação no festival em 1996, as coisas desandaram rapidamente. Com efeito, o Lollapalooza não conseguiu marcar um show como atração principal em 1998, e a turnê nunca decolou.

Após um hiato de cinco anos, o Lollapalooza voltou a ter um começo difícil em 2003. A turnê se transformou em um evento de fim de semana inspirado nos festivais de rock do século XX.

Desde então, o Lollapalooza tornou-se oficialmente o festival de três dias de fusão de gêneros que conhecemos e amamos hoje em 2005.

9. Lollapalooza o redor do mundo

Como um festival que começou como um evento itinerante, faz sentido que eles queiram manter a tradição viva. Em 2011, o Lollapalooza marcou seu território expandindo-se para a América do Sul, realizando seu primeiro show internacional em Santiago.

Em seguida, São Paulo se tornou outro destino em 2012, assim como Buenos Aires, em 2013. Além disso, o primeiro Lollapalooza da Europa foi realizado em Berlim, em 2015. Hoje, o evento faz parte da identidade cultural do Chile, Brasil, Argentina e Alemanha.

10. Estreia no Brasil

Como você leu anteriormente, foi em 2012 que o Lolla fez sua estreia no Brasil. A 1ª edição do festival aconteceu no Jockey Club em São Paulo (SP). O sucesso foi tão grande por aqui que o Lollapalooza voltou em 2013 ainda maior.

Já em 2014, em sua terceira edição, o festival mudou de lugar e foi para o Autódromo de Interlagos. Carinhosamente chamado “Lolla”, o festival gigante só vem melhorando a cada ano, tanto na qualidade musical quanto de infraestrutura.

11. Maior participação de nomes da música eletrônica no Brasil

Batendo recorde de público na edição brasileira de 2017, tivemos 17 artistas de música eletrônica: The Chainsmokers, Marshmello, Vintage Culture, Tchami, Don Diablo, Ricci, Flume, Martin Garrix, Mø, Oliver Heldens, bem como Nervo, Illusionize, Chemical Surf, Borgore, Gabriel Boni, Griz e Victor Ruiz.

12. Maior edição do festival no Brasil

Por fim, o Lollapalooza de 2018 foi a maior edição do festival no Brasil, registrando cerca de 100 mil pessoas por dia.

Então, gostou de saber mais sobre esse mega festival mundial? Pois, leia também: Ouvindo música você será capaz de resolver esses 8 tipos de problemas.

Próxima página »

Escolhidas para você