Mapa da traição: quem são as pessoas que traem no Brasil?

Depende muito da cultura, mas a verdade é que, na maioria dos povos pelo mundo, a traição conjugal dá o maior problemão. Isso porque nossos costumes, pelo menos oficialmente, pregam a monogamia e isso quer dizer nunca mais se envolver, amorosamente e sexualmente, com outras pessoas depois de assumir o compromisso do casamento.

Mas, será que na prática é mesmo assim? Infelizmente, a gente sabe que não. A traição é um assunto muito tratado no Brasil e não é incomum descobriu que uma pessoa tenha traído o companheiro de relacionamento. Não é verdade?

O problema é tão sério em todo o mundo que já fizemos aqui até uma lista com os perfumes mais usados pelas pessoas que tendem a trair, lembra? E, na internet, de forma geral, existem até sites de traição, onde as pessoas buscam relações extraconjugais.

Um desses sites de traição, chamado SecondLove, reuniu alguns dados fornecidos por seus usuários para tentar traçar o perfil de quem trai e quais os motivos das traições. Como você vai ver, no infográfico abaixo, as respostas para isso são realmente intrigantes e as surpresas começam logo no ranking dos países com os maiores números de traição conjugal.

Isso porque nosso Brasil varonil, é o segundo em números de traição. A gente só perde com relação aos traidores da Holanda. Em nosso escanço, no terceiro lugar entre os que mais traem estão os argentinos. Tenso, né?

Quem são os que traem no Brasil?

2

E, respondendo (ou tentando) a pergunta lá de cima, as pessoas que traem no Brasil, na grande maioria, são homens, na faixa dos 30 aos 49 anos. Eles, normalmente, são casados há mais de 7 anos, têm filhos e são graduados em, pelo menos, um curso superior. Conhece alguém nesse perfil?

Além disso, a maioria dos que são adeptos à traição no casamento estão em São Paulo (41%). Rio de Janeiro (15,2%), Minas Gerais (10,3%) e Paraná (5,7%) também são estados brasileiros com se concentram números representativos de traidores que usam o SecondLove.

Qual os motivadores da traição?

3

Claro que isso varia muito, mas a monotonia é a grande vencedora entre as respostas. Aproximadamente, 51,7% das pessoas que responderam à pesquisa do SecondLove disse que o relacionamento tende a ficar “parado” depois de um tempo. A falta de intimidade entre os casais, se é que você me entende, também aparece como um dos motivos mais fortes para a traição, correspondendo a quase 46% das respostas.

E olha só, que essa informação é para todo mundo ficar atento: na grande maioria das vezes, a traição começa na internet. Quase 47% acha que o mundo online é o ambiente propício para a pulada de cerca.

Mas, claro, existem os traidores mais atrevidos, que apostam em bares e restaurantes (26,4%), passeios (11%) e até no trabalho (5,8%) e nas férias (3,7%) para começar uma traição.

Abaixo você confere mais pistas do mapa da traição no Brasil:

1

Ainda sobre o assunto, você pode gostar de ler também: 10 motivos insanos pelos quais as pessoas já pediram o divórcio.

Fonte: NR-7, Mega Curioso