Curiosidades

Não consigo dormir: é insônia ou ansiedade? O que fazer?

Problemas como esse são frequentes hoje, se você também é uma das pessoas que sempre dizem "não consigo dormir", não perca essa matéria.

Quem nunca falou para a mãe “eu não consigo dormir”, e recebeu como resposta “conta carneirinho, que o sono vem”, não sabe o que é desespero de sono. Basicamente, a falta de sono assola todos os tipos e idades, sem restrições, porém tem casos e casos.

Primeiramente, os brasileiros estão subdivididos entre aqueles que dormem igual pedra, que mal deitam na cama e já estão roncando. E aqueles que sempre repetem “eu não consigo dormir”, ou então, “eu acordei essa madrugada inteira”. Esses do segundo exemplo são classificados como os que tem insônia ou uma certa dificuldade de dormir.

Basicamente, hoje todo mundo antes de deitar dá aquela checada em todas as redes sociais, para depois tentar “pregar o olho”. Porém, tanta tecnologia é um dos elementos que faz com que o ser humano desperte, e perca o sono com mais facilidade. O que causa o aumento de “zumbis” por aí.

Mas, porque existe a insônia? O que pode gerar? Como combatê-la?

Nós, do Segredos do Mundo, procuramos por todas as informações necessárias.  A intenção é que assim você acabe de vez com essa insônia maldita.

“Eu não consigo dormir, o que isso significa”?

"Eu não consigo dormir, toda noite é a mesma coisa"

Continua após a publicidade

Isso se chama insônia, um mal que está persistindo em muitas casas, por conta de tamanha tecnologia e correria do nosso cotidiano.

Contudo, a insônia é um distúrbio persistente que prejudica a capacidade de uma pessoa adormecer ou de permanecer dormindo durante toda a noite.

Basicamente as pessoas que têm insônia, no dia após não dormir como deveriam, ficam com um cansaço extremo durante o dia, têm problemas de humor e falta de energia. Ou seja, perdem o desempenho nos estudos e no trabalho. Entretanto, as causas variam de pessoa para pessoa, o caso nunca será o mesmo.

As causas da insônia variam de dores crônicas ou doenças (hipotireoidismo à depressão, além da dificuldade para respirar ou necessidade frequente de urinar). Além também, das interferências comportamentais (como tomar muito café ou não ter rotina antes de deitar).

Porém, as causas ainda mais frequentes são estresse, ansiedade e depressão.

Curiosidade: Já se é classificado como insônia, depois de meia hora deitado na cama, tentando dormir e não conseguir.

Continua após a publicidade

Sintomas da insônia

"Eu não consigo dormir, toda noite é a mesma coisa"

Os sintomas variam de dificuldade para adormecer à noite, despertar durante a noite, despertar muito cedo, não se sentir descansado após uma noite de sono. Além também de cansaço ou sonolência diurna, irritabilidade, depressão ou ansiedade.

E ainda, de dificuldade para prestar atenção, concentrar-se em tarefas ou se lembrar de alguma coisa importante. Tem também o aumento do risco de acidentes, dores de cabeça localizadas, problemas gastrointestinais e preocupações contínuas com o sono.

Após perceber alguns desses sintomas com frequência o ideal é procurar por um médico especialista. Dentre eles estão: Médicos de clínica médica, neurologista, médico especialista em medicina do sono ou um psiquiatra.

Insônia tem cura?

"Eu não consigo dormir, toda noite é a mesma coisa"

Primeiramente, o indicado é procurar um especialista qualificado nesse assunto para descobrir qual estágio é a sua insônia, ainda mais se for a insônia crônica.

Continua após a publicidade

Entretanto, as necessidades de sono podem mudar de acordo com a idade. Porém é importante também entender que cada pessoa tem um sono de uma forma diferente da outra.

Como por exemplo, algumas pessoas se sentem melhores com apenas 4 horas de sono,  enquanto outras só rendem bem se tiverem de 10 a 11 horas. Porém, a média indicada para se ter uma boa noite de sono é dormir diariamente de 6 a 8 horas de sono.

Contudo, raramente você encontra uma pessoa que tem uma rotina de sono toda correta, que é perfeitamente capaz de dormir bem, tranquila e adequadamente. Porém, sabendo que você pode não ser essa pessoa que tem a rotina de sono perfeito, recomendamos procurar um especialista.

Basicamente, a cima de tudo o recomendado é sempre ouvir o seu corpo, e suas reais necessidades, saber respeitar seus limites, e dormir quando se sente cansado.

Além também de procurar pelo médico, pois ela tem cura sim, basta seguir o tratamento certinho e cuidar da sua saúde tanto psicológica, como física.

Dicas para melhorar a qualidade do sono

"Eu não consigo dormir, toda noite é a mesma coisa"

Continua após a publicidade

– Cerca de 40 minutos antes de se deitar, evite eletrônicos como celular e televisão. A luz desses aparelhos desperta e inibe a melatonina, hormônio que induz ao sono.

– Não deite na cama enérgico. Se estiver muito empolgado, tente fazer uma atividade relaxante antes.

– Manter uma rotina de horários, como por exemplo, acorde na mesma hora e deite sempre no mesmo período. Caso não consiga dormir, no dia seguinte não tire cochilos durante à tarde, aguente firme para regular o sono na noite seguinte.

– Evitar produtos com cafeína. Como, por exemplo, café, chá, refrigerante depois das 17h, para não despertar.

– Evite o consumo de Álcool. Apesar de iniciar o sono mais rápido, bebidas alcoólicas aumentam a tendência de acordar durante a noite e respirar mal durante o sono.

– Só ingira comidas pesadas até duas horas antes de dormir. Refeições completas alteram o metabolismo e influenciam no sono. Se tiver fome, opte por algo leve como frutas

Continua após a publicidade

– Faça exercícios físicos. Pois, eles podem ajudar a cansar o corpo e dar mais sono ao fim do dia. Mas termine de malhar, no máximo, três horas antes de dormir. Caso contrário, a atividade física pode acelerar o metabolismo e deixar você elétrico em um horário em que é necessário se acalmar.

– Organizar o quarto até ele ficar suficientemente confortável para você, nem muito frio, nem muito quente. Além de estar bem escuro, com pouco barulho e roupa de cama adequada para estação do ano.

– Observar a altura do travesseiro, você não deve ficar com a cabeça nem muito alta, nem muito baixa. A melhor posição para dormir bem é de lado (tanto faz qual), com os joelhos levemente dobrados em direção ao abdômen

– Praticar exercícios de respiração e meditação, pois podem ajudar a relaxar antes do sono. Caso não consiga dormir ou se despertar durante a noite.

– Caso não durma em meia hora, levante. Faça uma atividade mais monótona, como ler um livro, para ficar sonolento.

O que a insônia e a ansiedade têm a ver?

"Eu não consigo dormir, toda noite é a mesma coisa"

Continua após a publicidade

Basicamente, uma serve de gatilho para a outra. Ou seja, da mesma forma que uma ansiedade pode desencadear a se ter uma insônia, a insônia também pode desencadear para se ter uma ansiedade.

Resumindo, quando estamos ansiosos, o nosso cérebro acelera, e isso faz com que o sono se afaste, ou seja, a pessoa fica com a frase “eu não consigo dormir” na cabeça, gerando então a insônia, já que a mente não desliga.

Por isso, a insônia é considerada como um sintoma de ansiedade. Ou seja, quem sofre de ansiedade tem maior tendência a ter insônia, e quem tem insônia pode agravar ou desenvolver crises de ansiedade pela falta de sono.

Entretanto, o mais comum é ver a ansiedade causando insônia.

Contudo, a forma para descobrir o que desencadeou a insônia, é refletir o por quê de você ficar pensando “eu não consigo dormir”.

Primeiramente, você não dorme por estar com a cabeça transbordando de pensamentos de incômodo? Ou é porque você apenas não consegue dormir, sem sentir desconforto e aflição?

Continua após a publicidade

Caso seja o primeiro caso, o mais provável é a ansiedade estar levando a falta de sono, enquanto o segundo pode ser só a insônia mesmo.

Contudo, o essencial é você ir atrás de um médico especialista, ele mais que ninguém saberá te dizer qual é o seu verdadeiro “problema”.

"Eu não consigo dormir, toda noite é a mesma coisa"

Até porque cada transtorno tem uma forma de ser tratada. Como por exemplo, se o seu caso for ansiedade, o essencial é procurar por um psicólogo. Ou em casos mais avançados um psiquiatra, para que ele passe os remédios devidos para o paciente.

Agora os casos de insônia, eles também podem ser tratados com remédios. Porém devem ser acompanhados pelo especialista, para que ele não cause uma dependência no paciente. O essencial é ele conseguir se reeducar, sem precisar de viver dormindo a base de remédios.

O que é ansiedade?

"Eu não consigo dormir, toda noite é a mesma coisa"

Continua após a publicidade

Sabe aquela tremedeira, aquele cansaço diário, aquela ânsia de vômito e aquela preocupação excessiva? Então esses são sintomas frequentes da ansiedade.

Basicamente esse transtorno são causados por preocupações excessivas, dificuldades de relaxar. Além também de ficar reflexivo o tempo todo, e não conseguir ficar despreocupado tão facilmente.

Em vista disso, ela está sendo considerada como uma das doenças do século. Mas, calma que você não está sozinho nessa, até porque o Brasil está sendo considerado campeão.

Exatamente, o Brasil está sendo considerado o campeão em ansiedade. Isso é de acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), com impressionantes 9,3% da população.

Esse estado emocional é normal de ocorrer naqueles períodos de problemas no trabalho. Como por exemplo, antes de uma prova ou diante decisões difíceis do dia a dia. Por isso em casos assim, pode ser considerado como uma emoção normal do ser humano.

Contudo, ela em excesso e com frequência pode se transformar em um distúrbio de ansiedade. Basicamente, como já foi dito, as pessoas que sofrem desse distúrbio sentem tudo em excesso, como preocupação e medo em excesso.

Continua após a publicidade

"Eu não consigo dormir, toda noite é a mesma coisa"

Entretanto isso pode ocorrer em situações bem simples no dia a dia, além também de medo e muita inquietação. Contudo, as sensações não ficam somente em sensações psicológicas, elas também podem desencadear sensações físicas.

Enquanto as sensações físicas podem atrapalhar suas atividades cotidianas, pelo tamanho desconforto que se chega. Dentre os sintomas, estão sudorese, tremores e falta de ar. Por isso é importante consultar um médico, para que ele consiga estabilizar e ver procedimentos eficazes que melhoram o seu estado espiritual.

O que achou da matéria? Você era uma das pessoas que diz sempre “eu não consigo dormir”? Conseguimos tirar todas as suas dúvidas?

Ainda não acabou, o nosso site está cheio de novidades para você, confira mais: 7 problemas graves que dormir pouco pode trazer à saúde

Fontes: Viva bem, Minha vida, Minha vida

Continua após a publicidade

Imagens: Lift derma, Blog.saúde, Blog da Nathy, Portal amigo do idoso, Zenk lub, Psicologia viva, Vittude

Próxima página »

Escolhidas para você