Odete Roitman e outros 5 papeis icônicos de Beatriz Segall na TV

Mais conhecida como “a atriz de Odete Roitman” ou, simplesmente como “Odete Roitman”, seu papel mais marcante na TV; a atriz Beatriz Segall faleceu nessa quarta-feira (5). Vítima de problemas respiratórios, Beatriz tinha 92 anos e estava internada no hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo.

Sua brilhante carreira de 70 anos começou nos palcos. Na TV, Beatriz Segall só ingressou no final dos anos 70, na novela Dacin Days, de Gilberto Braga.

De lá para cá, foram inúmeros os papéis que a levaram a ser aclamada pelo público. No entanto, nenhum deles se compara a uma das maiores vilãs da teledramaturgia brasileira, a temida Odete, de Vale Tudo.

Abaixo, você confere um pouco mais dos momentos  mais marcantes da carreira dessa grande atriz que vai deixar saudades.

6 papeis icônicos de Beatriz Segall na TV:

1. Celina – Dacin’ Days (1978)

A novela de Gilberto Braga foi a estreia da atriz na Globo, já na faixa das 8h. Na trama, ela interpretava a herdeira de uma rica família de diplomatas. Casada com Franklin, interpretado por Cláudio Corrêa e Castro; a personagem era mãe de Cacá, Antônio Fagundes; e de Beta, Lauro Carona.

Celina sofria com a interferência dos pais em sua vida e, apesar de ganhar as graças do público, a personagem acabou morrendo em um acidente de carro.

2. Norah – Pai Herói (1979)

No ano seguinte, à sua estreia na Rede Globo, Beatriz Segall ganhou seu segundo papel, dessa vem em Pai Herói, de Janete Clair, também em horário nobre.

Sua personagem, dessa vez, era uma viúva, apaixonada pelo cunhado Horácio, interpretado por Emiliano Queiroz; com que passou a viver um romance em segredo.

3. Lourdes – Água Viva (1980)

Na faixa das 8h pelo terceiro ano consecutivo, Beatriz Segall interpretou Lourdes na trama de Manoel Carlos. Sua personagem era dona de uma empresa de organização de festas e uma rica falida, que tentava manter as aparências jantando em restaurantes finos e convivendo com as pessoas da alta sociedade.

Essa foi a primeira vilã a entrar para o currículo da atriz na TV. Aliás, o maior objetivo de Lourdes era tentar colocar um ponto final no relacionamento de seu filho Marcos, vivido por Fábio Júnior; com Janete, personagem e Lucélia Santos; que se tratava de uma moça de origem humilde.

O sonho da vilã, por outro lado, era unir o filho com Sandra, vivida por Glória Pires; que se tratava da filha de um renomado (e rico) cirurgião.

4. Odete Roitman – Vale Tudo (1987)

Uma das maiores vilãs da história da dramaturgia brasileira, Odete Roitman, com certeza, foi também um marco no currículo de Beatriz Segall.

A personagem, arrogante e manipuladora, ficou muita famosa por seus ataques verbais e pelo desprezo às pessoas, sempre mantendo a elegância. Isso, claro, sem contar suas frases afrontosas o Brasil, os brasileiros e manifestando todo seu desafeto pelos menos abastados financeiramente.

A personagem, como todo mundo sabe, acaba sendo assassinada na trama e gera o primeiro grande questionamento da dramaturgia brasileira, repetido depois em muitas outras histórias, com personagens diferentes: “Quem matou Odete Roitman?”.

5. Penélope Brown – Barriga de Aluguel (1990)

Também chamada de Miss Brown, a personagem de Beatriz Segall, na trama de Glória Perez, era uma cientista especialista em genética que acreditava no poder das inovações e experimentações da área. Aliás, seu papel propôs discussões éticas sobre a inseminação artificial, que era tema da novela.

Penélope fez tanto sucesso que, mais tarde, a personagem acabou sendo resgatada para uma outra novela de Gloria Perez, O Clone (2001). O enredo também girava em torno da ética médica, mas dessa vez relacionada à clonagem humana.

6. Yolanda – Os Experientes (2015)

O último papel de Beatriz Segall na TV foi em 2015, como a médica Yolanda. A série, escrita por Márcio Alemão Delgado e Antônio Prata, tratava sobre a terceira idade e mostrava um assalto a um banco que acabava dando errado.

A médica, que estava no local do crime, acaba precisando operar, no improviso, um dos bandidos, atingido por um tiro.

E então, quais dessas personagens você mais gostou de conhecer? Quais outros papéis da atriz você acha que mereciam entrar nessa lista? Comente e preste sua última homenagem à Beatriz Segall!

Agora, falando em famosos que deixaram saudades, confira ainda: 7 anos sem Amy Winehouse: 10 fatos sobre a cantora que você não sabia.

Fonte: Veja, O Globo, Gaucha ZH, Observatório da Televisão