Pai compartilha 10 lições que aprendeu 1 ano depois de perder o filho

Perder o filho é uma dor que não tem nome e deve ser algo difícil de lidar e de deixar de lado para continuar com a vida. Apesar de todo sofrimento, o inglês Richard Pringle reuniu todas suas formas para ensinar uma lição bonita a respeito da vida e da perda de seu primeiro filho, o pequeno Hughie, de 3 anos.

Segundo Richard, há um pouco mais de um ano, o garotinha morreu depois de uma hemorragia cerebral. Ele tinha problemas de saúde, mas passava bem e as chances de um sangramento como o que ocorreu era de apenas 5%. Apesar disso, o pior aconteceu e a criança não conseguiu sobreviver.

O pai conta que, mesmo que a vida do filho tenha sido de apenas 3 curtos anos, as memórias que o pequeno deixou em sua vida e na vida de sua esposa são incríveis. Ele era gentil, carinhoso, amável e fazia o dia a dia ficar mais divertido.

É por causa de todas essas lindas lembranças que Richard resolveu elaborar uma lista com algumas lições emocionantes que ele aprendeu ao longo de mais de 365 dias que viveu depois de perder o filho.

Como você vai ver, o post que ele fez no Facebook é uma bela forma de transformar a dor em aprendizado e, com certeza, vai abrir seus olhos para o que realmente importa na vida.

Confira as 10 lições que esse pai aprendeu depois de perder o filho:

1. Você nunca irá beijar e amar demais.

2.Você sempre tem tempo. Pare o que está fazendo e brinque, mesmo que seja apenas por um minuto. Nada é tão importante que não possa esperar.

3. Tire tantas fotos e grave tantos vídeos quanto seja humanamente possível. Um dia isso pode ser tudo o que você terá.

4. Não gaste dinheiro, gaste tempo. Você acha que o que você gasta importa? Não importa. O que você faz importa. Pule em poças d’água, vá caminhar. Nade no mar, acampe, divirta-se. É tudo o que eles querem. Eu não consigo lembrar o que comprei para o Hughie, só consigo lembrar o que nós fizemos juntos.

5. Cante. Cantem músicas juntos. Minhas lembranças mais felizes são de Hughie sentado em meus ombros ou sentado ao meu lado no carro cantando nossas músicas favoritas. As memórias são criadas com música.

6. Aprecie as coisas mais simples. A hora de dar boa noite, hora de dormir, ler histórias. Jantar juntos. Domingos preguiçosos. Aprecie os momentos mais simples. Eles são os que mais sinto falta. Não permita que esses tempos especiais passem despercebido.

7. Sempre dê um beijo de despedida naqueles que você ama e, se você esquecer, volte e dê um beijo. Você nunca sabe se será a última vez que você terá a chance.

8. Faça das coisas chatas, divertidas. Compras, andar de carro, ir em lojas. Seja bobo, conte piadas, ria, sorria e divirta-se. São apenas tarefas domésticas, se você as tratar assim. A vida é muito curta para não se divertir.

9. Mantenha um diário. Anote tudo o que seus pequeninos fazem e que iluminam seu mundo. As coisas engraçadas que eles dizem, as coisas fofas que eles fazem. Nós só começamos a fazer isso depois que perdemos Hughie. Queríamos lembrar de tudo. Agora fazemos isso por Hettie e nós também faremos por Hennie. Você terá essas memórias escritas para sempre e, quando você for mais velho, você poderá olhar para trás e apreciar todos os momentos.

10. Se você tem seus filhos com você. Para beijar a boa noite. Para tomar café da manhã junto. Para caminhar até a escola. Para levar para a universidade. Para assistir se casar. Você é abençoado. Nunca esqueça isso.

Intenso, não? Agora, falando em histórias emocionantes, não deixe de conferir também: Pais encontram carta de filha falecida, para ser aberta em 2023.

Fonte: Nottingham Post, MirrorMinha Vida