Ciência & Tecnologia

Quantas horas tem um dia? E por que não são 24h!

Um dia é o tempo que a Terra leva para completar uma revolução em torno de seu eixo; mas afinal quantas horas tem um dia? É mesmo 24h?

Quantas horas tem um dia? Ou na verdade, a pergunta deveria ser quanto tempo leva para a Terra girar exatamente uma vez em seu eixo? Se você respondeu “24 horas”, sentimos dizer que você está errado.

A cronometragem moderna define um dia como a soma de 24 horas, mas isso não é totalmente correto. A rotação da Terra não é constante, então em termos de tempo solar, a maioria dos dias são um pouco mais longos ou mais curtos do que isso.

A Lua está, gradualmente, diminuindo a rotação da Terra por causa do atrito produzido pelas marés. Desse modo, ao longo de um século, a duração de um dia aumenta em alguns milissegundos (onde 1 milissegundo é igual a 0,001 segundo).

Dentro dessa tendência geral, no entanto, há flutuação: às vezes a Terra gira um pouco mais rápido, às vezes um pouco mais devagar. Recentemente, nosso planeta tem acelerado um pouco, tornando os dias um pouco mais curtos.

Então, quantas horas tem um dia?

A resposta correta é atualmente 23 horas, 56 minutos e 4,1 segundos. Durante esse tempo, a Terra, além de girar em seu eixo, viajou pelo espaço em sua trajetória orbital ao redor do Sol a cerca de1666 quilômetros por hora.

Portanto, ela precisa girar por mais alguns minutos para que o sol fique mais ou menos no mesmo ponto do céu do dia anterior. E, nessa velocidade, isso leva cerca de quatro minutos.

Continua após a publicidade

Em 24 horas a Terra gira cerca de 361 graus, ou um pouco mais de uma revolução. Na verdade, o familiar período de 24 horas se tornou convencional precisamente para incluir esse 1 grau extra de rotação.

O que é dia sideral?

Em cada rotação única de 23 horas e 56 minutos, a Terra volta a enfrentar as mesmas estrelas distantes. Um dia medido em relação às estrelas como este é chamado de dia sideral, sidus sendo latim para estrela. Com efeito, a Terra leva um dia sideral para completar uma única rotação.

E, assim como um dia sideral é menor que um dia solar, uma hora sideral é menor que uma hora solar, com 59″ 50′,22 minutos solares. E um minuto sideral tem 59,84 segundos solares.

Há 365,2422 dias solares e 366,2422 dias siderais em um ano (solar). Assim, o tempo sideral corre um pouco mais rápido do que o tempo centrado no Sol que mantemos e está preso à taxa de rotação da Terra.

Essas duas formas de medir o tempo na terra – o tempo do sol e o tempo das estrelas – foram usadas ao longo dos séculos e se entrelaçam ao longo da história.

Por que o dia sideral é importante?

O dia sideral é um sistema de cronometragem muito conveniente para astrônomos e astrólogos ao observar o céu. Invertendo a definição do dia sideral, sua utilidade torna-se evidente.

Por exemplo, se um telescópio estiver apontado para coordenadas específicas no céu em um determinado dia e o observador retornar um dia sideral depois, o observador verá os mesmos corpos celestes do dia anterior. Isso permitiu que os astrônomos estudassem áreas específicas do céu, sabendo exatamente quando voltar para ver o mesmo objeto.

A outra utilidade do dia sideral no século XVII era que era a medida mais precisa de um dia. Aponte um telescópio de leste para oeste para que ele só possa se mover de norte a sul.

Essa configuração simples se chama de instrumento de trânsito e era o instrumento primário para medir os dias (siderais), enquanto os relógios serviam ​​para medir as subdivisões dos dias.

Diferença entre o dia sideral e o dia solar

Você pode notar que o instrumento de trânsito não precisava ser colocado em um ponto equinocial. Isso foi abordado por tabelas de ajuste que foram publicadas na época para vários locais da Terra. Essas tabelas também converteram o tempo sideral em tempo solar.

O grande problema com o dia sideral (e o motivo pelo qual não é de uso comum hoje) é que ele não coincide com a rotação da Terra em torno do sol. O dia a que nos referimos em uso comum hoje é o “Dia Solar”, que é uma rotação da Terra em relação ao sol.

Por fim, o dia solar é ligeiramente mais longo que o dia sideral porque necessariamente precisa levar em conta tanto a rotação axial da Terra em seu próprio eixo quanto a órbita da Terra ao redor do sol.

Fontes: Canaltech, Business InsiderBad Astronomy, Universe TodayNational Geographic, NASA (12)

Então, gostou deste conteúdo? Pois, não deixe de ler também: É possível voltar no tempo? Veja o que diz a ciência

Próxima página »

Escolhidas para você