Biografias

Quem é Maryam Mirzakhani, 1ª mulher a ganhar o Nobel da Matemática?

A iraniana Maryam Mirzakhani, foi a primeira mulher ganhadora de um Nobel da Matemática e deixou um legado impressionante para o mundo.

Maryam Mirzakhani fez história em 13 de agosto de 2014. Neste dia, ela se tornou a primeira mulher e a primeira iraniana a ser homenageada com a Medalha Fields; o prêmio de maior prestígio da área, ou seja, um Nobel da Matemática.

Mirzakhani era professora na Universidade de Stanford, na Califórnia quando morreu depois que o câncer que ela lutava há quatro anos se espalhou para sua medula óssea, em 2017. Vamos saber mais sobre sua vida e seu legado.

Quem é Maryam Mirzakhani?

Ela foi uma matemática iraniana-americana e professora de matemática na Universidade de Stanford. Suas contribuições de pesquisa sofisticadas e altamente originais incluem a teoria de Teichmüller, geometria hiperbólica, teoria ergódica e geometria simplética.

Além disso, ela se concentrou em entender a simetria de superfícies curvas, como esferas, as superfícies de donuts e de objetos hiperbólicos.

Continua após a publicidade

Origem

Maryam Mirzakhani nasceu em 1977 em Teerã, Irã. Quando criança, ela sonhava em se tornar uma escritora.

Aliás, foi durante o ensino médio, Mirzakhani conheceu sua amiga de longa data, Roya Beheshti Zavareh. Roya agora ensina matemática na Universidade de Washington em St. Louis.

As duas meninas abordaram o diretor de sua escola só para meninas e pediram que as mesmas aulas de resolução de problemas de matemática que eram ensinadas na escola só para meninos fossem ensinadas em sua escola.

Jovem prodígio

Em 1994, quando Mirzakhani tinha 17 anos, ela e Zavareh fizeram parte da equipe da Olimpíada de Matemática do Irã, e Mirzakhani recebeu uma medalha de ouro.

Continua após a publicidade

No ano seguinte, Mirzakhani conquistou outra medalha de ouro e uma pontuação perfeita na Olimpíada Internacional de Matemática, realizada em Toronto, Canadá naquele ano.

Além disso, Mirzakhani recebeu um diploma de bacharel da Universidade Sharif em Teerã em 1999, e ela e Zavareh escreveram um livro juntos intitulado Teoria Elementar dos Números, Problemas Desafiantes.

Prêmio Fields – o Nobel da Matemática

Em 2014, Mirzakhani ganhou a Medalha Fields, o equivalente ao Prêmio Nobel de Matemática, concedido pelo Congresso Internacional de Matemáticos.

Ela foi a primeira mulher a ganhar o Fields. Aliás, seu trabalho tem o potencial de influenciar muitas áreas de estudo, incluindo ciência dos materiais, engenharia, teoria quântica de campos e até física teórica, pois se aplica à origem do Universo.

Continua após a publicidade

De seu prêmio, ela disse: “Esta é uma grande honra. Ficarei feliz se incentivar jovens cientistas e matemáticas. Tenho certeza de que muitas mais mulheres ganharão esse tipo de prêmio nos próximos anos”.

O prêmio reconheceu suas contribuições sofisticadas e originais para os campos da geometria e sistemas dinâmicos, particularmente na compreensão da simetria de superfícies curvas, como esferas.

Mirzakhani disse que gostava de matemática pura por causa da elegância e longevidade das questões que estuda. Posteriormente, em 2008, tornou-se professora de matemática em Stanford.

Por fim, após falecer, ela deixou o marido, o matemático de Stanford Jan Vondrak, e sua filha Anahita.

Continua após a publicidade

10 curiosidades sobre o legado de Maryam Mirzakhani

1. Após sua morte, os jornais iranianos, juntamente com o presidente iraniano Hassan Rouhani quebraram a tradição e publicaram fotos de Mirzakhani; onde ela não está usando nada na cabeça.

2. Para permitir que a filha de Mirzakhani possa visitar o Irã, o parlamento iraniano modificou a lei. Em suma, ele acelerou a aprovação de uma emenda que permite que os filhos de mães iranianas casadas com estrangeiros recebam a nacionalidade iraniana.

3. Antes de sua morte, Mirzakhani tornou-se membro da prestigiosa Academia Nacional de Ciências. Com efeito, após sua morte, o Conselho Internacional de Ciências declarou 12 de maio, que é o aniversário de Mirzakhani, Dia Internacional da Mulher na Matemática.

4. A Universidade de Tecnologia Sharif de Teerã nomeou sua biblioteca da Faculdade de Matemática em homenagem a Mirzakhani; bem como uma sala de conferências na cidade iraniana de Isfahan recebeu o nome dela.

Continua após a publicidade

5. A empresa de satélites Satellogic nomeou um satélite em sua homenagem.

6. Em novembro de 2019, a Breakthrough Prize Foundation anunciou um prêmio de US$ 50.000 em homenagem a Mirzakhani a ser concedido a mulheres matemáticas de destaque.

7. O asteróide 321357 Mirzakhani foi nomeado em sua memória.

8. Em fevereiro de 2020, no Dia Internacional das Mulheres e Meninas em STEM, Maryam Mirzakhani foi homenageada pela ONU Mulheres; como uma das sete mulheres cientistas, vivas ou mortas, que moldaram nosso mundo.

Continua após a publicidade

9. Se ela tivesse vivido além da tenra idade de 40 anos, quem sabe o que Maryam Mirzakhani poderia ter realizado. Ainda assim, ela deixou um legado duradouro para todas as mulheres e meninas nas áreas de matemática e ciências.

10. Maryam Mirzakhani ficou famosa como a mulher que fez a história da matemática.

Então, gostou de saber mais sobre Mirzakhani? Pois, leia também: Quem é Malala Yousafzai? História da jovem ativista social

Fontes: Revista Galileu, Mega Curioso

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você