Torcida brasileira cria versão de Bella Ciao para Copa do Mundo [vídeo]

Depois de A Casa de Papel, ou La Casa de Papel (título original), da Netflix, é difícil conhecer alguém que ainda não tenha ouvido a música Bella Ciao ou, pelo menos uma das várias versões que já criaram para ela.

Para quem não sabe, a versão original de Bella Ciao é cheia de significado histórico e, apesar do ritmo contagiante, foi o hino da resistência italiana, nos anos 60, contra o fascismo de Mussolini e das tropas nazistas, durante a 2ª Guerra Mundial.

Há quem diga, no entanto, que a música é ainda mais velha que isso. Existem vertentes que apontam Bella Ciao como uma adaptação de uma canção Klezmer, um gênero que vem da música tradicional de judeus asquenazes, da Europa Oriental.

Independente da origem, o que se sabe é que Bella Ciao já está no cenário político há muito tempo. Durante o governo de Berlusconi, por exemplo, partidos italianos cantavam a música antifascista como protesto.

Recentemente, ela foi cantada a todos pulmões durante uma manifestação de bancários por aumento salarial em Buenos Aires, na Argentina. Os funcionários, que fizeram uma paródia da canção, provocavam o governo de Mauricio Macri cantando a seguinte letra: “Somos bancários, queremos aumento e Macri tchau, tchau, tchau”.

Bella Ciao brasileira

E, como a música é realmente envolvente, os brasileiros não poderiam ficar de fora dessas adaptações. Foi durante o jogo de estreia do Brasil na Copa da Rússia, contra a Suíça, no domingo (17), que um grupo de torcedores brasileiros chamaram atenção com a versão de Bella Ciao atacando, claro, nossos arquirrivais de sempre: os argentinos.

“O Di Maria, o Mascherano, o Messi tchau, Messi tchau, Messi tchau, tchau, tchau. E o argentino está chorando e essa Copa eu vou ganhar”, parodiaram os torcedores.

Veja, no vídeo, como ficou a versão de Bella Ciao para o futebol:

E então, o que você achou? Será que eles estão certos? Vamos torcer!

Agora, falando em músicas icônicas, você precisa conferir ainda: Canção do suicídio: música fez mais de 100 pessoas se matar.

Fonte: Vix, BBC