Curiosidades

Vídeo estranho que a CNN teria gravado para o fim do mundo vaza na internet

Conhecida como a emissora que não perderia o sinal nem mesmo durante o apocalipse, a CNN teria realmente gravado, durante a década de 1980, um vídeo super estranho para o fim do mundo. Assista.

Dizem que quando o empresário Ted Turner lançou o canal americano CNN, em 1980, ele afirmou – na cerimônia de inauguração do canal – que a rede seria eterna. Conforme os convidados da época, Turner completou a frase dizendo que o sinal da emissora não seria tirado do ar nem mesmo quando o mundo acabasse”.

Muitos anos se passaram desde que essas palavras foram ditas e embora tudo isso soe como exagero e empolgação de momento para a maioria das pessoas, parece que o empresário levou mesmo sua promessa a sério. Ao que tudo indica, Turner acreditava que o fim do mundo era bastantes viável, especialmente se houvesse uma guerra nuclear, já que estavam vivendo o crítico período da Guerra Fria.

A prova de que as palavras do empresário não foram ditas em vão, no entanto, só veio à tona recentemente. Um misterioso vídeo, feito pela CNN há décadas, mostra uma banda tocando  a canção “Nearer My God To Thee” (algo como “Mais perto de ti meu Deus”, em português).

1

Continua após a publicidade

Para quem não entendeu a relação, essa teria sido a música que os músicos do Titanic tocavam enquanto o navio naufragava (como mostrado pelo filme, a banda continuou tocando até a embarcação emergir), nos idos de 1912. E o mais impressionantes de tudo ainda está por vir: a fita com esse vídeo estava escondida nos arquivos da CNN e identificada apenas como “vídeo do Dia do Julgamento”.

Veja o vídeo:

Continua após a publicidade

https://www.youtube.com/watch?v=TMgOmYw1wJo

Conforme contam na internet, a fita foi descoberta por um estagiário curioso que, obviamente, não fez questão de se identificar. Pode até não ser verdade, mas tudo parece coincidência demais para ser mentira, não achou?

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você