Saúde

Xilitol ou eritritol: qual é o melhor adoçante natural para a saúde?

Os adoçantes naturais como xilitol e eritritol estão famosos hoje, e são preferencialmente escolhidos por adeptos de uma dieta cetogênica.

Existem dois tipos de adoçantes: naturais e artificiais. Os adoçantes naturais são cada vez mais comuns na alimentação das pessoas, como mel, xilitol e eritritol. Como o nome sugere, eles provém da natureza.

Por outro lado, os artificiais são feitos em uma fábrica ou laboratório, contêm menos calorias e carboidratos do que o açúcar comum e, portanto, são frequentemente vistos ​​em produtos diet e light.

Tal como acontece com a maioria dos produtos “low carb”, você precisa prestar atenção ao que exatamente está neles. Mesmo que o produto tenha no rótulo a informação”sem carboidratos” ou “sem açúcar”, ele pode conter carboidratos líquidos suficientes para expulsá-lo da cetose.

Felizmente, existem vários adoçantes disponíveis que lhe darão toda a doçura que você aprecia, evitando carboidratos. Confira os principais abaixo!

Continua após a publicidade

Xilitol ou eritritol: qual é o melhor adoçante natural para a saúde?

A escolha do melhor substituto do adoçante natural depende das preferências do consumidor e do uso que será dado. Por exemplo, em termos de sabor, o que proporciona uma doçura mais parecida com o açúcar é o xilitol.

Nem todos os adoçantes podem substituir o açúcar comum em sobremesas e assados. Nesses casos, é melhor optar pelo eritritol. Você também pode misturar um agente de volume (eritritol) que tenha textura e volume de açúcar, com um adoçante intensivo (estévia ou aspartame) que proporciona maior doçura.

Xilitol

O que é e por que consumir?

O xilitol é o adoçante sem açúcar mais comum em gomas de mascar e enxaguatórios bucais. Em suma, o xilitol é um álcool de açúcar derivado de plantas.

Contudo, o xilitol não é completamente livre de carboidratos, por isso ainda tem uma quantidade muito baixa. Portanto, em uma dieta cetogênica, você deve usá-lo apenas em quantidades muito pequenas, pois o xilitol tem pouco efeito sobre o açúcar no sangue.

Continua após a publicidade

Como o xilitol é feito?

É feito comercialmente a partir de partes fibrosas e lenhosas de espigas de milho ou bétulas através de um processo de extração química de várias etapas. O resultado é um cristal granulado que tem gosto de açúcar, sem ser.

O xilitol tem o mesmo sabor do açúcar, mas apenas metade das calorias, e pode substituir o açúcar em receitas usando a mesma quantidade. Além disso, também foi demonstrado por estudos que ajuda a prevenir cáries quando mastigado como chiclete.

Efeitos colaterais do xilitol

Como apenas metade do xilitol é absorvido e o restante é fermentado no cólon, pode causar desconforto digestivo significativo (gases, inchaço, diarreia), mesmo quando consumido em quantidades relativamente pequenas.

Além disso, é altamente tóxico para cães e outros animais de estimação, mesmo uma pequena mordida de um produto feito com xilitol pode ser mortal para os cães.

Continua após a publicidade

Eritritol

O que é e por que consumir?

O eritritol é um adoçante que faz parte daqueles conhecidos como poliálcoois ou polióis, grupo ao qual pertencem outros conhecidos como malitol, xilitol ou sorbitol. São carboidratos, mas não são açúcares nem têm álcool.

Nutricionalmente, o eritritol não nos fornece nada por si só, ou seja, é pouco calórico e não contém gorduras, proteínas ou micronutrientes.

Os carboidratos que existem em sua composição nutricional têm pouco efeito sobre o corpo, e inclusive as pessoas com diabetes podem utilizá-lo (embora seja sempre bom consultar um médico). Seu índice glicêmico é muito baixo e não contém glúten, lactose ou frutose.

Como o eritritol é feito?

O eritritol é um poliálcool produzido pela mistura de uma molécula de açúcar com uma molécula de álcool, fermentando glicose com levedura. Além disso, o eritritol tem vários benefícios que o tornam nossa melhor escolha para um adoçante em uma dieta cetogênica. Seus benefícios incluem:

Continua após a publicidade
  • Contém uma quantidade insignificante de calorias e carboidratos;
  • Não aumenta os níveis de açúcar no sangue ou insulina;
  • A substância ativa é excretada na urina sem ser utilizada pelo organismo;
  • Em grânulos ou em pó, é fácil de usar como substituto do açúcar em sua próxima receita;
  • Não forma placa dentária ou cáries em comparação com outros adoçantes.

Efeitos colaterais do eritritol

Por fim, em algumas pessoas, pode causar inchaço, gases e diarreia (embora não tanto quanto outros álcoois de açúcar). Além disso, a ingestão de eritritol e sua subsequente eliminação pelos rins podem ter efeitos negativos à saúde.

Bibliografia

RADHOLM, K., KALIN, K., WENNBERG, M., WOODWARD, M., BÄCKHED, F., & ROLANDSSON, O. (2018). A sacarina não afeta a resistência à insulina em 14 adultos com excesso de peso sem diabetes.

PUROHIT, V., & MISHRA, S. (2018). A verdade sobre adoçantes artificiais – eles são bons para diabéticos?

CHOUDHARY, AK (2018). Aspartame: Indivíduos com Diabetes Tipo II devem tomar?. Revisões atuais sobre diabetes, 14 (4), 350-362.

Continua após a publicidade

Fontes: Dona Linda Fit, Uol, Mundo Boa Forma

Leia também:

Tipos de açúcar, aprenda como escolher o mais saudável

30 alimentos ricos em açúcar que você provavelmente nem imagina

Continua após a publicidade

14 dicas para aprender de vez como parar de comer açúcar

Como substituir o açúcar: 12 opções naturais sem perder o sabor

Efeitos do açúcar no corpo – Riscos do consumo excessivo

Açúcar natural – Benefícios e alimentos substitutos para o açúcar

Continua após a publicidade

O que acontece quando você para de comer açúcar?

Próxima página »

Escolhidas para você