4 supostas marcas do Diabo na Terra

Se você tem medo do “tinhoso”, acredite, essa matéria não é para você. Isso porque, como o título mesmo indica, vamos mostrar lugares e construções com histórias estranhas que, segundo a crença de muita gente, guardam marcas do Diabo, em passagem pela Terra.

Parece sombrio, né? E, acredite, é mesmo. Como você vai ter a oportunidade de conferir, se topar acompanhar nossa lista, existem lendas por aí nada fofas, que relatam acontecimentos estranhos e pactos demoníacos firmados ao longo dos séculos.

E, por mais que tudo isso não passe de lendas e crendices populares, a parte mais estranha de tudo é que as tais marcas do Diabo, mesmo que não tenham sido deixadas pelo Demo, continuam lá, nesses locais. E só esse fato já é capaz de causar arrepios, não é mesmo?

A boa notícia, se é que existem boas notícias nessa matéria, é que nenhuma das marcas do Diabo estão no Brasil. Os lugares que teriam recebido a visita do “encardido” estão espalhados pela Europa e pelos Estados Unidos.

Agora, se essas lendas fossem mesmo verdade, nós, mortais, estaríamos perdidos! Isso porque, como você vai conferir nas histórias, as ações do Capeta são extremamente gratuitas e cheias de barganhas complexas. Difícil mesmo é entender porque alguém, mesmo que de mentirinha, aceitaria um “negócio da China” desse jeito. Quer ver?

Confira, abaixo, 4 supostas marcas do Diabo na Terra:

1. Cidade do Diabo, Sérvia

Um das famosos marcas do Diabo, segundo contam por aí, fica na Suécia, em um local cujo nome em português seria a Cidade do Diabo. O lugar foi apelidado assim devido à sua aparência peculiar, com torres de rochas de aspecto avermelhado e devido à água que nasce ali, incomumente rica em minerais.

Apesar de explicações científicas explicarem o que acontece com a região, muitos são aqueles que preferem crer em lendas medonhas sobre tudo ali. Uma das conta que as colunas de rochas, por exemplo, se tratam de demônios presos ali.

Outros, no entanto, acreditam em uma história um pouco mais longa. Conforme a lenda, o próprio Diabo teria se revoltado com as pessoas dignas e religiosas que viviam na região e, como castigo, teria amaldiçoado a água do lugar.

A consequência foi que as pessoas se esqueceram de seus laços familiares e passaram a se relacionar uns com os outros, até que aconteceu um casamento entre irmãos. Mas, n dia da festa desse enlace incestuoso, todos os convidados teriam se tornado rocha.

2. Ponte de Teufelsbrücke, Suíça

4

Embora, na Europa, existam uma infinidade de “pontes do Diabo”, essa ponta suíça é um verdadeiro marco a ação do capiroto e é tida como uma das marcas do Diabo na Terra. Acontece, no entanto, que todo misticismo ao redor dessas pontes está ligado, na verdade, aos mistérios da engenharia, já que estão erguidas em locais bastante difíceis de serem acessados.

Essa tal Ponte do Diabo, por exemplo, passava sobre o bravo rio Reuss e teria sido bem complicada de ser erguida. Mas, como seria de grande utilidade para os pastores e outros moradores da região ter o caminho encurtado por uma ponte, um pastor teria fechado um acordo com o demo, para que ele erguesse a ponte sobre o precipício. Em troca, ele poderia levar para si a primeira alma que cruzasse a ponte.

5

Assim foi feito. No entanto, no dia da inauguração, o tal pastor teria colocado uma ovelha para atravessar a ponte e isso deixou o capeta morrendo de raiva. O Diabo até teria tentado destruir a ponte, mas um crucifixo teria impedido a má ação, fazendo o “encardido” voltar para as profundezas de mãos abanando.

Hoje em dia, outras pontes foram erguidas do mesmo local, mas a lenda sobre a primeira delas ainda corre de boca em boca.

3. Panela do Diabo

7

Outra das marcas do Diabo, segundo contam, fica em Purgatory Brook Falls, uma cachoeira isolada, em New Hampshire, nos Estados Unidos. Há quem diga que, por conta das madeireiras que haviam ali, por volta do século 19, eram frequentes festas e piqueniques no lugar.

Uma dessas confraternizações, no entanto, teria sido oferecida pelo próprio Diabo, que disfarçado de madeireiro, cozinhava feijões em um grande buraco no chão. Mas, o disfarce do tinhoso acabou quando ele se queimou e acabou revelando sua verdadeira face aos convidados.

6

Dizem que, nesse local, existe uma série de nomes e datas esculpidos em rochas, que seriam as inscrições das pessoas que foram arrebatadas pelo demo nesse dia. E o mais intrigante de tudo é que o tal buraco na rocha existe até hoje e é apelidado de Panela do Diabo.

4. Igreja de Nossa Senhora, Alemanha

2

Tem gente tão louca por aí que jura de pés juntos que uma das marcas do Diabo por aqui estão, inclusive, em uma igreja, na cidade de Munique, na Alemanha. Contam que a construção do século 15, do arquiteto Jorg von Halsbach, só foi concluída devido à ajudazinha do Demônio.

O acordo era: o tinhoso construía, já que Jorg enfrentava sérios problemas financeiros; mas em troca a igreja tinha que ser um local sombrio, sem qualquer tipo de janela ou entrada de luz. Assim foi feito… pelo menos em teoria.

Quando a construção ficou pronta, o próprio demo teria ido conferi-la e, do local onde estava, realmente não se via janelas. No entanto, ao entrar no templo, ele descobriu janelas escondidas pelas colunas da igreja. Irritado, ele teria batido o pé tão forte no chão, que deixou sua pegada no piso.

3

Apesar de ser uma lenda (e todo mundo espera para que seja mesmo), o piso da Igreja é um mistério, já que apenas um contém uma pegada profunda.

Loucura, não? Agora, se ainda quiser ler sofre esses assuntos das trevas, confira: Por que o 666 é o número da besta? e 15 sinais de possessão demoníaca, segundo a Ciência.

Fonte: Mega Curioso, Listiverse