6 vilões da Disney que caíram no esquecimento

Se você nasceu nos anos 90, provavelmente vai se lembrar de Malévola (A bela adormecida) e uma série de outras madrastras e feiticeiras da Disney como vilãs. Acontece, no entanto, que o mundo de Walt Disney sempre foi muito mais criativo que isso e, em suas histórias mais antigas, havia vilões bem mais sinistros que mulheres belas e malvadas.

O problema, no entanto, é que muito desses vilões acabaram caindo no completo esquecimento da criançada. Até porque se tratam de personagens de filmes da década de 60, por exemplo.

Alguns deles, entretanto, você vai ter a oportunidade de relembrar ou mesmo conhecer hoje. Confira a lista abaixo e veja alguns vilões das histórias da Disney dos quais você – e quase todo mundo – não se lembra mais:

Rei de Chifres, O caldeirão Mágico (1985)

1

Muitos dos que lêem essa postagem nem haviam nascido nessa época, mas o Rei de Chifres foi o principal vilão de O caldeirão Mágico, de janeiro de 1985. De forma geral, o personagem era muito cruel e seu grande sonho era conseguir encontrar o Caldeirão Negro, objeto dotado de magias negras capazes de levantar o exército de mortos para dominar o mundo. Seu passatempo favorito era maltratar Nojentinho, seu elfo. Os maiores inimigos desse vilão, no entanto, são Taran, Ilone e Flores Flama, todos “mocinhos” da história.

2. O mágico Merlock, DuckTales, o Filme: O Tesouro da Lâmpada Perdida (1990)

2

Merlock é um lobo feiticeiro que possui um talismã mágico verde que lhe deu a capacidade de se transformar em animais, como falcão, urubu, rato, besouro, urso, puma e assim por diante. Quando colocado em lâmpada mágica do Gênio, no entanto, o talismã concede Merlock um número ilimitado de desejos a serem realizados, em vez dos três habituais para todo mundo. Alguns dos desejos do feiticeiro concedidos pelo Gênio foram a imortalidade, a erupção do Monte Vesúvio, devido ao ódio de Merlock de Pompéia;  e a criação de pizza de anchova.

No filme Merlock está obcecado em  recuperar a lâmpada mágica, que ele aparentemente perdeu para o ladrão Collie Baba, vários milênios antes. O ladrãozinho, aliás, parece ter enterrado a lâmpada, juntamente com uma grande quantidade de tesouro, no meio dodeserto. Quando Tio Patinhas e sua família chegam em busca de um tesouro perdido, Merlock com o auxílio de seu capanga, um explorador árabe chamado Dijon; tenta usar a ambição dos desbravadores para encontrar sua lâmpada mágica.

3. Ragatão, As peripécias do ratinho detetive (1986)

3

Arqui-inimigo oficial do famoso rato detetive Basil, Ragatão tem o plano maligno de sequestrar a rainha da Inglaterra e se nomear rei. Antes disso, no entanto, ele resolve raptar um famoso fabricante de brinquedo de Londres, Flaversham.

4. Madame Medusa – Bernardo e Bianca (1977)

4

Dona de enormes cílios postiços, Madame Medusa tem uma loja de penhores em Nova York. Mas em meio às suas quinquilharias, nada parece tão atraente quanto um diamante chamado “olho do diabo”. Para encontrar  a pedra preciosa, no entanto, ela acaba sequestrando uma menina chamada Penny, para forçá-la ir atrás do diamante. Nessa missão terrível,  os principais parceiros de Medusa são Asdrubol, Nero e Brutos, seus crocodilos de estimação.

5. Madame Min, A espada era a lei (1963)

5

Madame Min é uma velha bruxa do bosque, com uma das caras mais feias que já se viu. Mas, quando quer, pode ser simpática, além de muito poderosa. Ela aparece pela primeira vez no desenho A Espada era a Lei, quando enfrenta num duelo o Mago Merlin, mestre do jovem Rei Artur.

Ao passar para os quadrinhos, ela enfrenta em outra luta época, com o Professor Pardal. Nessas histórias, o que acontece com mais freqüência é a bruxa ser enganada pelos vilões Irmãos Metralha e Mancha Negra, que tentam tirar proveito de seus poderes mágicos. Aliás, Mancha Negra acaba se tornando sua paixão não correspondida.

Mais tarde, Min ainda faz dupla com Maga Patalógica, a famosa feiticeira criada por Carl Barks. Elas se tornam tão amigas que chegam a morar juntas, em um antigo castelo medieval, com um dragão preso no calabouço. Outros animais de estimação da dupla são dois corvos, Perácio e Apolônio e um gato, chamado no Brasil de Mefistófeles.

6. Shere Khan, Mogli – O Menino Lobo (1967)

6

Shere Khan é o vilão principal, no filme Migli – O menino lobo, da Disney. Criado na década de 60, o personagem se trata de um poderoso tigre-de-bengala, sorrateiro e malvado. Sua fama era tão ruim entre os demais habitantes da floresta que bastava a presença de Shere Khan para intimidar os animais. Seus únicos medos eram a arma do homem e o fogo.

Assista, abaixo um vídeo (em inglês) que mostra os melhores momentos desses vilões nos filmes da Disney: