7 coisas nojentas que vivem em sua escova de dente

Por mais que você se cuide, sua boca está longe de ser limpa. Milhares de seres vivos microscópicos vivem em sua saliva e muitos outros chegam até você por meio de sua escova de dente, que também é bem sujinha. Sabia?

Uma bela prova disso as bactérias, os fungos, os vírus e outras imundícies que você vai ver nessa matéria. Na lista abaixo separamos apenas alguns dos seres nada higiênicos que podem estar vivem nas cerdas de sua escova de dente agora mesmo, sem que você nem imagine!

Claro que todas essas coisas não são visíveis ao olhos humanos, ou você simplesmente não encostaria sua escova. Até mesmo a bactéria presente em nosso intestino e que é encontrada em abundância no cocô também pode ser identificada em sua escova de dente, sabia?

A notícia é um tanto assustadora, a gente sabe, e o fato dessas coisas nojentas serem minúsculas nos desanima. Porém, existem formas de impedir que essas pequenas porcarias tomem conta de sua escova e destruam sua saúde, como você confere a seguir.

Veja 7 coisas nojentas que vivem em sua escova de dente:

1. Escherichia coli

Também conhecida como E.coli, essa bactéria pode povoar as cerdas de sua escova de dente, especialmente se você costuma deixá-la sem proteção na pia do banheira, próximo ao vaso sanitário. E sim, esse tipo de bactéria vem diretamente dos intestinos e, claro, do cocô; e vai parar na sua escova quando você dá descarga com a tampa da privada aberta.

Mas, essa bactéria não é só nojenta. Caso seja ingerida, ela pode causar desde diarreias a sérios problemas estomacais.

2. Staphylococcus aureus

Embora pouco se ouça falar sobre essa bactéria, ela faz parte de nós e vive diretamente em nossa pele e em nossas vias respiratórias. Mas, não se engane, em excesso no organismo, esse micro-organismo pode nos causar infecções dermatológicas resistentes aos antibióticos.

3. Streptococcus mutans

Para quem não sabe, essa é a bactéria que causa a cárie e sim, ela pode estar alojada diretamente em sua escova de dente. Agora, para manter essa danada sob controle, o truque é escolher escovas com cerdas claras e não emborrachadas.

Segundo especialistas, escovas com cerdas não coloridas retêm até 50% menos desse tipo de bactéria, já que contam com menos poros nas cerdas (que precisam ser porosas para serem tingidas). Entendeu?

4. Lactobacillus e Pseudomonas

Apesar de serem bactérias amigáveis na maior parte do tempo e até mesmo serem usadas para tratar alguns problemas, como a diarreia; esses micro-organismos podem acaba se associando a outros, mais agressivos. Essa parceria do mal pode levar a cáries, causar infecções oculares e até mesmo pneumonias.

A boa notícia é que existe uma forma muito simples de se evitar a proliferação desse tipo de bactérias: trocando a escova de dente com regularidade. As cerdas envelhecidas são ambientes perfeitos para elas viverem e se reproduzirem.

5. Cândida

Esse fungo, que é responsável por vários tipos de infecções e assaduras, inclusive nas partes íntimas, também pode estar vivo em sua escova agora mesmo. Na boca, a mais comum é a Candida albicans, que causa a afta. Esse fungo é tão contagioso que pode passar para outra escova de dente somente pelo fato das cerdas se encostarem, ao serem armazenadas juntas.

6. Herpes

Outro ser vivo que pode habitar sua escova de dente é o vírus da herpes. Aliás, mais pessoas que você poderia imaginar convivem com esse tipo de vírus. Ele fica alojado nas cerdas das escovas e pode ocasionar a herpes oral. É por isso que usar escova de dente de outra pessoa é tão problemático.

E esse não é o único problema: o vírus da herpes pode sobreviver na escova de dente por até uma semana. Tempo suficiente para você esquecer com quem esteve ou qual escova suspeita você andou usando, não acha?

7. Umidade

Embora esse fator não seja, exatamente, um ser vivo, é ele que permite que todas essas coisas nojentas se proliferem por sua escova de dente. Portanto, permita que sua escova seque antes da próxima escovação e, se possível, tenha duas escovas para fazer o revesamento entre elas.

Chocante, não? Mas não vá ficar com nojo e deixar de escovar os dentes, hein! Aliás, antes mesmo que você pense em deixar esse hábito de lado, confira essa outra matéria e entenda o que pode acontecer com você: E se não escovar os dentes antes de dormir? O que acontece?

Fonte: Mega Curioso, Mental Floss