9 coisas nojentas que os motéis não contam para os clientes

Há quem não goste, quem vá frequentemente e quem nunca nem pisou em um. Os motéis atualmente se tornaram uma popular opção para os casais que anseiam por privacidade.

O comércio funciona como qualquer outro, tem suas regras, promoções… Mas ainda sim existem algumas coisinhas que você precisa saber sobre esses lugares!

Confira 9 coisas nojentas que os motéis não contam para os clientes:

1- Grande parte do lucro é derivado da infidelidade

Apesar dos motéis serem muito mais populares hoje em dia do que já foram no passado. Ainda existe quem tenha lá os seus preconceitos com o local. O motivo geralmente vem do fato, dos motéis serem o local ideal para a realização de programas, e encontros de pessoas infiéis.

Por ser um lugar próprio para encontros íntimos que tenta manter em descrição a identidade de seus usuários, fica fácil marcar um flerte fora do casamento ali. Por esse motivo, funcionários relatam que é relativamente comum se depararem com mulheres ou maridos traídos tentando entrar no local.

Atualmente os funcionários também relatam que é comum o surgimento de detetives particulares, que pagos por um dos cônjuges, buscam investigar a vida de alguém que a essa altura do campeonato, já está dentro do motel.

A entrada nesse tipo de caso é altamente proibida. Os proprietários desses estabelecimentos não permitem a entrada de terceiros. Se for pra rolar bate boca, que seja do lado de fora do motel!

2- Alguns clientes adulteram as garrafas de bebidas

Assim como a grande maioria dos hotéis, nos motéis podemos encontrar um frigobar abastecido com bebidas, comidinhas e os mais diversos produtos.

Um clássico dos motéis é sempre oferecer garrafas de bebidas alcoólicas e também long-necks. Se é a sua primeira vez em um motel, tome nota!

Muitos clientes desonestos no intuito de burlar a conta, consomem essas bebidas e reabastecem as embalagens com todo quanto é tipo de substancia.

Dessa forma, as bebidas aparentam estar intocadas e consequentemente não são cobradas.

Um proprietário de motel disse em entrevista ao Diário Catarinense, que já ocorreu de um cliente traiçoeiro levar seringas para o quarto no intuito de roubar a bebida das garrafas.

Para disfarçar o golpe, ele urinava dentro da mesma seringa e depositava a substancia nas garrafas originais. Agora imagina só, como teria sido a experiência da próxima pessoa a consumir aquela “bebida”?

3- A limpeza nem sempre é feita como se deve

É claro que não estamos falando de uma maioria, mas ainda sim esse tipo de caso acontece! A gafe que algumas vezes também é cometida por alguns hotéis, se torna ainda mais imperdoável quando estamos falando de motéis.

O motivo é óbvio! Todo quarto como esse deve ter a sua higienização redobrada. Para evitar esse tipo de transtorno procure sempre por motéis já conhecidos na cidade, eles são famosos por um motivo: o seu serviço de qualidade.

Além disso certifique-se sempre se os lençóis foram trocados e claro, se as toalhas estão embaladas devidamente.

4- Existem mais germes nas hidromassagens do que nos banheiros

Até pode ser um tanto quanto instintivo. Mas quando pensamos em um lugar que pode estar mal higienizado ou o que consideramos mais sujo, esse lugar sempre será o banheiro.

Porém o que muitas vezes não nos damos conta, é que na prática o nosso instinto pode simplesmente estar enganado.

O grande problema da hidromassagem por exemplo, é que é um local que pode acumular uma série de germes. O lugar nada mais é do que um compartimento que comporta água, e que as pessoas ficam de molho.

Além disso, dificilmente farão a limpeza da maneira adequada. Pois os “cantos” que muitas vezes ainda ficam molhados são os lugares mais propícios para a proliferação de microrganismos que podem se soltar na água conforme a banheira se encha mais uma vez.

Segundo uma fonte ouvida pelo Mundo Estranho, algumas camareiras apenas “Jogam um produto vagabundo no interior da banheira, e usam uma toalha para esfregar o local”. A mesma toalha inclusive, que acabou de ser usada pelos clientes que acabaram de deixar o local.

5- A privacidade nem sempre é preservada

Se tem uma coisa que quem frequenta um motel gostaria de ter, essa coisa se chama privacidade. Mas nem sempre estamos no anonimato como imaginamos.

Ali você chega, abaixa o seu vidro, e uma voz que surge atrás de um vidro escuro oferece um quarto. Se algo for pedido no quarto, é entregue rapidamente, sem que vejamos direito quem é que foi deixar aquele pedido ali. Todos os funcionários são especialmente treinados para serem invisíveis!

Mas na prática, apesar de nós, clientes não sabermos muito bem quem essas pessoas são, elas podem tranquilamente saber quem somos nós.

Elas sabem a hora da sua chegada e da sua saída. Sabem se algum barulho ou fetiche ocorreu naquele quarto durante a sua estadia. Se você for um cliente fiel de um mesmo estabelecimento então, não se engane.

A voz que responde por trás do vidro escuro da recepção, pode te ver tranquilamente, e pior, já deve estar em muito familiarizada com a sua cara!

Por isso se lembre, até mesmo no motel, a privacidade pode ser considerada relativa.

6- O item mais sujo do quarto é o que você menos imagina

Nós já falamos do banheiro, da hidromassagem do motel… Mas você consegue imaginar qual é o item mais sujo do quarto?

A resposta é prática mas nada óbvia! O controle remoto da TV é pegado por todos com a mão, só que dificilmente ele é limpado pelas faxineiras do motel.

Dentro do contexto do motel, a sujeira desse objeto pode ser ainda mais gravada, visto que muitos fluidos corporais podem ser passados da mão do cliente para o objeto.

7- As camas são encapas com couro, pois muitos fluidos são liberados ali

Talvez você nem tenha reparado. Mas as camas de motel de um modo geral são encapadas com grossas camadas de couro. Por esse motivo nem sempre elas são tão confortáveis assim.

O motivo para fazerem esse revestimento que é o mais bizarro. Durante o sexo uma série de fluidos escorrem dos corpos dos clientes e se concentram no colchão.

8- Você deve evitar os dias de muito movimento, como datas comemorativas

Durante os dias de muito movimento, como no dia dos namorados por exemplo, a procura pelos motéis aumenta drasticamente.

Por conta do grande fluxo, as faxineiras têm cerca de 30 minutos ou menos para fazerem a limpeza dos quartos. Por isso se você quer garantir que tudo esteja 100%, vá ao motel em dias menos disputados.

9- Se o quarto possuir piscina, fuja imediatamente!

Não é comum. Mas alguns quartos de luxo oferecem essa opção. O que acontece na prática, é que por estar em um ambiente de motel, a piscina pode ser usada pelos casais para manter práticas sexuais.

O grande problema dessa situação, é que dificilmente um estabelecimento irá trocar toda a água de uma piscina a cada nova hospedagem. Por esse motivo, entrar na piscina do quarto do motel, pode realmente não ser uma boa ideia.

Mas e então querido leitor, qual desses itens mais te surpreendeu? Conta isso e muito mais aqui embaixo pelos comentários!

Se você se interessou por esse assunto, não deixe de descobrir quais são os “6 perigos que os quartos de motel podem trazer e ninguém comenta”. 

Posição da AbMóteis

Apesar da matéria ter sido feita entrevistando pessoas que trabalham em motéis, a Associação dos Motéis (Constituída em sua maioria por donos desses estabelecimentos) discorda da matéria e solicitou o direito de resposta:

Tópico 1 – Grande parte do lucro é derivado da infidelidade
Um estudo feito pela agência de pesquisa de mercado e inteligência Hello, em parceria com o Guia de Motéis, e divulgada em Junho de 2018, destaca o seguinte: 95% das pessoas que já foram em um motel ao menos uma vez na vida, apenas 10% usaram-o para terem relações extraconjugais.

Mais de 70% dos Heavy Users costumam ir aos motéis com o parceiro fixo, esposo(a) ou namorado(a), enquanto entre os Ocasionais esse número chega a 85%. Os motéis estão longe de ser espaço destinado para traição. Inclusive, os dias de maior movimento são sextas e sábados a noite com destaque para o Dia dos Namorados, que é o dia de maior movimento em todos os motéis do Brasil. Associar os motéis a infidelidade é uma visão estereotipada e que não reflete mais a realidade da maioria dos motéis.

O lucro dos motéis vem do fato dos hóspedes (casais casados e namorados) considerarem estes estabelecimentos uma opção de lazer, já que os motéis vêm se destacando entre as possibilidades de programa por oferecer opções mais completas, que chegam a representar uma economia de cerca de 50%. Isso porque nos motéis, os clientes podem jantar um prato refinado elaborado por um chef, ter à disposição uma carta de bebidas de alta qualidade, desfrutar de tranquilidade privativa, assistir a um filme em HD (High Definition) e repousar, tudo sem entrar em seu automóvel e pagar um valet a cada etapa.

Tópico 2 – Adulterar bebidas no frigobar
Raramente isso acontece, mas isso pode acontecer em um frigobar de qualquer estabelecimento, tanto de motéis quanto de hotéis. A ABMotéis repudia furtos seja de qual ordem for.

Tópico 3 – A limpeza nem sempre é feita como se deve
Há alguns anos, os motéis de todo o País vêm passando por um processo de modernização do conceito e busca constante pela alta qualidade na prestação de serviços, seguindo os mesmos moldes oferecidos no setor hoteleiro. O mercado evoluiu.

Com o objetivo de que os motéis de todo o país invistam cada vez mais em hospitalidade e entretenimento, a ABMOTÉIS (Associação Brasileira de Motéis) vem capacitando de forma gradativa mais cinco mil estabelecimentos em todo o Brasil. Os treinamentos são realizados durante workshops, que contam com a presença de representantes dos motéis e que disseminam as boas práticas aos demais membros da equipe quando in loco. Pontos como manipulação de alimentos, governança e atendimento ao cliente são abordados durante esses encontros.

Tópico 4 – Existe mais germes nas hidromassagens do que nos banheiros
As hidros são sempre higienizadas e esterilizadas em dois processos. A primeira etapa é a higienização da tubulação com um produto a base de cloro, já no outro processo é feito a esterilização de toda a superfície da banheira, utilizando os mesmos padrões empregados nas hidros de hotéis, pousadas, academias e SPAs. Utilizando os produtos adequados esses equipamentos ficam limpos e esterilizados em qualquer ramo de atividade que eles sejam utilizados, inclusive nos motéis.

Tópico 5 – A privacidade nem sempre é preservada
As pessoas que buscam certo tipo de privacidade (casais extra-conjugais) são a minoria entre os frequentadores de motel. E um ponto que prova que a questão da privacidade já não é mais algo tão requisitado pelos usuários é a rede social. Diversos motéis possuem redes sociais e os hóspedes interagem fazendo check-in. Hóspedes marcam seus parceiros de maneira publica, utilizando as redes sociais desses motéis. E essa é a maior prova de que essa questão de privacidade ficou muito no estereótipo do motel. E que não é tão importante para a maioria do público que frequenta o motel. Segundo ponto, é que todos os dados (documentos e registros) dos hóspedes que são feitos são mantidos de forma completamente sigilosa, como também se faz nos hotéis.

Tópico 6 – O item mais sujo do quarto é o que você menos imagina
Assim como outros locais públicos, se não forem bem higienizados, podem apresentar perigos de contaminação da mesma em forma equipamentos, tais como: controles remotos de hotéis e pousadas, cadeiras, equipamentos de academias e de praia.

Tópico 7 – As camas são encapadas com couro, pois muitos fluidos são liberados ali
Atualmente, a maioria dos motéis utiliza colchões e protetores de colchões utilizados em todos os meios de hospedagem, similares a linha doméstica. E aprofundando na questão dos enxovais, em muitos casos são lavados nas mesmas lavanderias terceirizadas, que fazem essa mesma higienização para outros meios de hospedagem. Ao colocarem os enxovais limpos na cama, o colchão também passa por um processo de higienização com produtos específicos. Para isso, a equipe de Governança recebe o treinamento adequado e que segue rígidos padrões de higiene.

Tópico 8 – Você deve evitar os dias de muito movimento, como datas comemorativas
Realmente o Dia dos Namorados é o dia de maior movimento nos motéis. Isso já contradiz que o lucro dos motéis vem da infidelidade. Os motéis se preparam para essa data. A equipe de camareiras é reforçada com a contratação de temporários, objetivando não mudar em nada a qualidade dos serviços prestados. Os motéis contratam também um reforço de recepcionistas. A cada ano que passa os motéis de todo país têm se estruturado para receber as pessoas com o máximo de conforto, inclusive com a opção de fazer reserva antecipada.

Tópico 9 – Se o quarto possuir piscina, fuja imediatamente!
As piscinas dos motéis são seguras, já que recebem exatamente o mesmo tratamento de piscinas de clubes, hotéis, spas, academias e condomínios. Vale ressaltar que água de piscina não se troca, mas sim se trata, esse é o procedimento padrão, não somente nos motéis, mas em todos esses estabelecimentos citados.

A água é tratada com cloro, conforme determinação da legislação específica e os filtros ficam ligados 24 horas todos os dias. Alguns motéis utilizam sistemas modernos de tratamento com ozônio ou sais naturais. Outro ponto de destaque é que, no caso dos motéis, a rotatividade na piscina é bem menor, se comparado com outros locais, que têm as suas piscinas utilizadas por um grande número de banhistas.

Fontes: DiárioCatarinense.