Curiosidades

A Deus dará – Origem e teorias que explicam a evolução do ditado popular

A expressão a Deus dará é típica da língua portuguesa e conhecida por ter origens tanto em Portugal como no Brasil colonial

Por P.H Mota

A história dos ditados populares acompanha a história da humanidade. É difícil explorar o passado de um povo e não se deparar com expressões que marcam um período e transformam-se ao longo de décadas, ou séculos. É o caso, por exemplo, da expressão a Deus dará.

Segundo os dicionários, a expressão é utilizada para algo ou alguém que está abandonado, largado, entregue à própria sorte. Ou seja, entregue a Deus.

Por trás da evolução da expressão, no entanto, existem duas origens populares difundidas. Ainda que não seja possível responder qual delas foi responsável pelo surgimento e popularização do ditado, as duas são reconhecidas por especialistas.

Origens da expressão “A Deus dará”

Origem europeia

A Deus dará - principais teorias que explicam a evolução do ditado popular
Público

Segundo o Dicionário de Expressões Populares Portuguesas, de Guilherme Augusto Simões, a frase tem origem na história de Portugal. Durante o desenvolvimento da região, era comum que os mendigos e pedintes se espalhassem pelas ruas das principais cidades do país.

Por outro lado, também crescia a rejeição da população ao hábito de dar esmolas. Além disso, a ideia de que o desejo divino é justo e nunca deixará alguém sem as condições também estava difundida, graças à religião.

Dessa maneira, sempre que um mendigo pedia uma esmola, a resposta padrão passou a ser “Deus dará”. A partir daí, as pessoas que dependiam da caridade para sobreviver estavam entregues à própria sorte, ou seja ao Deus dará.

Origem brasileira

A Deus dará - principais teorias que explicam a evolução do ditado popular

Já no Brasil, a expressão pode ter outra origem, segundo o autor Reinaldo Pimenta. Por aqui, o ditado teria origem no século XVII, quando a região ainda estava sob o governo da coroa portuguesa.

De acordo com a explicação nacional, a expressão surgiu numa fazenda do Recife, Pernambuco. No local, o comerciante Manuel Álvares costumava ajudar soldados com mercadorias. Entretanto, nem sempre Álvares tinha estoque disponível e acabava recorrendo à expressão para dizer que, apesar da falta de recursos, “Deus dará!”.

O comerciante ficou tão conhecido pelo uso da expressão que passou a ser chamado de Manuel Álvares Deus Dará. Soldados da época diziam que iam ao Deus Dará quando visitavam o comerciante e seus filhos chegaram a herdar o “sobrenome” Deus Dará.

Fontes: Ciber Dúvidas, Gramática, Nini Telles

Imagens: Bible Study Tools, Público, magnolia box

Próxima página »

Escolhidas para você