Curiosidades

Alta do dólar – Motivos, consequências e como influencia sua vida

Com o dólar a R$4,35, você precisa saber que o equilíbrio do mercado é quem define o preço final e que a taxa de juros defini a taxa de câmbio

Por Lucas Alves

-

Certamente, a alta do dólar traz grandes consequências para  a economia. No entanto, é difícil definir uma causa para a alta dessa moeda, que se encontra a R$4,35 (até a publicação deste post). Sendo assim, a taxa de câmbio é determinada pela oferta e demanda. O equilíbrio do mercado é quem define qual será o preço final.

A taxa de câmbio é definida principalmente pela taxa de juros. Ou seja, quanto menor a taxa de juros, maior será a taxa de câmbio.

A princípio, esse é um dos motivos para esse recente aumento do valor da moeda. No entanto, outro aspecto que também influencia essa alta é o risco político. Há dois motivos: a gestão política do presidente junto ao Congresso Nacional; e sua promessa de reduzir o risco-país como forma de atrair investimentos.

Vamos então conhecer um pouco das consequências que esse aumento pode trazer para o cotidiano.

Quem perde e quem ganha com a alta do dólar?

Alta do dólar, o que isso pode acarretar no nosso dia-a-dia?
Folha de São Paulo

A princípio, as pessoas que vão viajar ao exterior são as que mais sofrem com a alta do dólar. Tudo se torna um cadeia de gastos: valor do combustível aumenta e, consequentemente, a passagem também; gastos mais altos nas compras e alimentação no exterior. Assim, há a redução da procura e demanda.

Por outro lado, quem não viajar para o exterior vai aproveitar para conhecer os destinos brasileiros. Desta forma há uma grande valorização do turismo e da economia local.

Essa alta do dólar ainda não foi repassada para os consumidores brasileiros. No entanto, caso continue, logo vamos sentir no bolso esse reajuste. Afinal, muitos produtos e matérias-primas são importados, o que impacta diretamente nesses valores.

Os lojistas estão segurando os valores para faze a economia girar e terem saída dos produtos. Neste primeiro momento é a melhor medida a ser adotada para não ter prateleiras cheias e dinheiro “parado”.

Exportadores

Alta do dólar, o que isso pode acarretar no nosso dia-a-dia?
GS1 Brasil

De fato, é realmente muito claro como a alta do dólar influencia diretamente na economia. Como explicado anteriormente, a alta do dólar é muito ruim para a importação, pois a compra é realizada em dólar. No entanto para quem vende (exportação) é muito bom, já que também a venda é em dólar.

Assim, a alta do dólar estimula muitas empresas locais a aumentarem suas produções e investirem nas exportações.

Aumento de empregos

Alta do dólar, o que isso pode acarretar no nosso dia-a-dia?
Exame

Os empregados podem sair ganhando com a alta do dólar. O aumento dessa moeda reduz as importações, pois de nada adianta importar produtos caro e não ter venda por aqui.

Desta forma, os produtos locais terão melhores preços e, com toda a certeza, mais saída. Assim é preciso aumentar a produção local e, consequentemente, há maior geração de emprego. As empresas brasileiras vão contratar mais funcionários, produzir e vender mais e, quem sabe, até investir nas exportações.

Aumento do lucro do turismo local

Alta do dólar, o que isso pode acarretar no nosso dia-a-dia?
Belezas Naturais

Como citado anteriormente, o turismo local acaba ganhando vantagem, já que as pessoas que pretendiam viajar pra fora, irão preferir fazer viagens nacionais. Tudo porque o preço de passagens e o dólar influenciarão nessa decisão.

Por outro lado, a desvalorização do real em relação ao dólar também vai aumentar a presença dos estrangeiros no Brasil. Não é segredo para ninguém como eles adoram viajar para cá. Assim vão aproveitar essa baixa para explorarem muito mais o Brasil e movimentar nossa economia.

Então, gostou da matéria? Confira a próxima: Intercâmbio, o que é? Quais os tipos e lugares mais procurados?

Fontes: InfoMoney; Organizze; Uol.

Imagem de Destaque: Exame.

Próxima página »

Escolhidas para você