Notícias

6 fatos sobre o anticoncepcional masculino que você deve saber

Até agora vasectomia e preservativos eram os únicos métodos masculinos disponíveis; veja o que se sabe sobre o novo anticoncepcional masculino.

Durante anos, muitos homens sonharam em poder tomar uma pílula para evitar engravidar as mulheres com quem estão em um relacionamento. Contudo, nas últimas décadas o projeto de uma pílula anticoncepcional masculina não teve muitos avanços.

No entanto, a espera parece estar chegando ao fim, pois estão sendo testadas fórmulas que prometem uma solução para o problema.

Aliás, as opções contraceptivas masculinas estão atualmente limitadas a vasectomia e preservativos, por isso são extremamente limitadas em comparação com as opções femininas.

Veja abaixo que se sabe sobre o anticoncepcional masculino indiano, que promete estar disponível em breve.

Continua após a publicidade

6 curiosidades sobre o anticoncepcional masculino:

1. Vacina que dura 10 anos

Um anticoncepcional masculino inédito em forma de vacina, cujos efeitos duram até 10 anos, deve ficar pronto em 12 meses. Isso é o que os cientistas do Instituto Indiano de Tecnologia , que desenvolvem o anticoncepcional Risug (Inibição Reversível do Esperma sob Controle), prometem.

A injeção completou seus testes finais e recebeu avaliações como um método melhor que a vasectomia, por ser menos dolorosa e também reversível.

2. Testes promissores do anticoncepcional masculino

Risug é um gel que danifica as caudas dos espermatozóides individuais, impedindo-os de fertilizar um óvulo. O procedimento leva apenas alguns minutos e pode ser revertido a qualquer momento com uma injeção de água e bicarbonato de sódio.

Um teste realizado em 300 voluntários mostrou uma eficácia de 97%. Além disso, os efeitos contraceptivos foram observados por até 6 meses.

Continua após a publicidade

3. Aplicação das injeções

Os médicos administraram a injeção nos dois vasos deferentes, canais que transportam os espermatozoides depois de maduros para unir os fluidos seminais e formar o sêmen. Além disso, usaram um anestésico local no escroto antes de duas injeções da vacina contraceptiva.

4. Efeitos adversos

Além do inchaço escrotal temporário e dor leve escrotal e na virilha (região da virilha) que se resolveu dentro de um mês, nenhum efeito colateral adverso foi visto durante os testes em humanos para Risug.

5. Composição do anticoncepcional masculino

Por fim, o contraceptivo usa um gel feito de um polímero chamado anidrido maleico estireno que reveste o ducto espermático. Em suma, o produto químico foi originalmente usado para revestir canos em sistemas de água rurais na Índia, com o objetivo de matar bactérias.

Testes em coelhos, ratos e macacos mostraram que o produto tem um efeito semelhante no esperma. Assim, Risug completou vários testes clínicos em humanos na Índia e aguarda a aprovação das autoridades médicas do país.

Continua após a publicidade

Nos Estados Unidos, um anticoncepcional masculino chamado Vasalgel, que funciona de forma semelhante, está em desenvolvimento.

6. Iniciativa promissora

A grande vantagem desse tipo de anticoncepcional é que ele não se baseia em hormônios. As tentativas de desenvolver uma pílula anticoncepcional baseada em hormônios sexuais masculinos tiveram problemas no passado, por causa dos efeitos colaterais em homens, incluindo acne e alterações de humor, ambos problemas comuns com pílulas para mulheres.

Além disso, outros problemas também foram vistos, como ganho de peso, depressão e aumento dos níveis de colesterol de lipoproteína de baixa densidade (LDL), aumentando assim o risco de doenças cardíacas, bem como a baixa eficácia.

Desde a criação da pílula anticoncepcional na década de 1960, usada hoje por mais de 214 milhões de mulheres em todo o mundo, os cientistas buscam um método contraceptivo que funcione de forma semelhante e que os homens possam ter acesso.

Continua após a publicidade

Fontes: BBC, Exame, IG, G1

Leia também:

Parar de tomar anticoncepcional – Quais os efeitos colaterais?

Pílula do dia seguinte: o que você deveria saber antes de usar

Continua após a publicidade

Anticoncepcionais com hormônios dobram o risco de depressão

DST: O que é, sintomas, causas e tratamentos

DST e os tipos considerados quase intratáveis, segundo a OMS

Sintomas de DST: como identificar os sinais no corpo

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você