Por que, afinal, o estudo sobre anticoncepcional masculino foi interrompido?

Se você é uma pessoa antenada nas novidades da Ciência, especialmente ao que diz respeito à medicina, com certeza, estava ansioso para saber no que daria o estudo polêmico e bastante aclamado do anticoncepcional masculino. E, como você também já deve saber, o estudo foi interrompido há alguns dias, já que, durante a fase de testes, as reações dos voluntários à injeção hormonal não foram muito positivas.

Essa suspensão, obviamente, gerou uma série de burburinhos em torno do remédio e despertou as críticas mais ácidas, especialmente na internet. Alguns sites ironizaram o caso dizendo que o anticonceptivo havia despertado os “mesmos” efeitos colaterais que os anticoncepcionais hormonais despertam nas mulheres, como surgimento de acne, oscilação de humor, baixo libido e assim por diante.

3

Efeito colaterais intensificados

Mas, segundo o site Gizmodo Brasil, a coisa não é tão simples assim. Embora o anticoncepcional masculino tenha 96% de sucesso na prevenção da gravidez, os efeitos colaterais que o composto de hormônios despertou nos voluntários foi muito mais intenso que os comumente apresentado nas mulheres

1

Enquanto a taxa de efeitos adversos nelas é de 2% e a taxa de aparecimento de acne é de 6,8%, nos homens os intempéries se mostraram muito mais sérios. No caso deles, metade dos 320 voluntários apresentou acne, 25% sofreu com dores no local da injeção, mais de 20% teve variações no humor, e 15% relatou dor muscular.

E os voluntários?

O mais interessante de tudo, no entanto, é que apenas 20 homens abandonaram a pesquisa devido aos efeitos adversos. Segundo os responsáveis pelo estudo, 75% dos voluntários ainda queria continuar com os testes pela satisfação com o método e por livrar suas parceiras da responsabilidade exclusiva da contraconcepção.

2

Apesar disso, o estudo foi mesmo suspenso, pelo menos por enquanto. Os pesquisadores explicaram que os riscos para os participantes “superavam os potenciais benefícios” do anticoncepcional masculino.

Adeus anticoncepcional masculino?

A boa notícia, no entanto, é que este caso não está encerrado. Os cientistas devem alterar as doses dos hormônios na fórmula do anticoncepcional masculino para deixá-lo mais seguro e há ainda a possibilidade de testarem formas diferentes de aplicação do anticonceptivo, como em gel ou por meio de um implante.

4

Mas, também por causa disso, a expectativa é de que o anticoncepcional para homens não chegue ao mercado antes da próxima década. Ou seja, vai ter, mas vai demorar.

Entendeu agora? E você, o que acha do assunto?

E, se não faz bem para eles, para elas, pode ser realmente destrutivo, sabia? Sobre o assunto, não deixe de entender ainda porque anticoncepcionais com hormônios dobram o risco de depressão nas mulheres.

Fonte: Gizmodo Brasil