As aventuras de Pi: 5 curiosidades sobre os bastidores do filme

O que você faria se tivesse que atravessar o oceano, à deriva em um bote salva-vidas, com um tigre selvagem por companhia? Esse é um pouquinho da maravilhosa história de As aventuras de Pi, um filme baseado na incrível obra de mesmo nome, de Yann Martel.

O mais interessante de tudo é que, apesar do enredo superficial do filme, ou seja, aquilo que é possível ver no primeiro momento do filme já ser incrível, As aventuras de Pi apresentam uma reviravolta incomparável onde tudo o que você vê ao longo da história se torna simbolismo.

Quem assistiu o filme ou leu o livro, sabe que o tigre, na verdade, não é apenas um tigre, da mesma forma que o macaco e seu filhote, o oceano, o céu estrelado, a ilha onde o rapaz se abriga e assim por diante. Tudo é muito mais incrível do que você pensa que pode ser num primeiro momento quando o protagonista começa a ser desvendado.

Mas, além da mensagem por trás de tudo o que é mostrado, As aventuras de Pi também é um livro com histórias de bastidores interessantíssimas. Abaixo, como você vai ver, compartilhamos algumas das melhores com você, caro leitor.

Confira  5 curiosidades sobre os bastidores de As aventuras de Pi:

1. Inspiração brasileira

Yann Martel, autor do livro o qual o filme é baseado, se inspirou no livro “Max e os Felinos”, do escritor brasileiro Moacyr Scliar. A história brasieira fala sobre um refugiado judeu que deixava a Alemanha e cruzava o oceano Atlântico em um bote, junto com um jaguar.

2. Vários “quase” diretores

O diretor de O Sexto Sentido, M. Night Shyamalan, chegou a ser cogitado para escrever e dirigir As Aventuras de Pi. Alfonso Cuarón e Jean-Pierre Jeunet também chegaram a ser mencionados nas primeiras reuniões.

3. Sorte grande

Suraj Sharma foi aos testes para As Aventuras de Pi para acompanhar o irmão, que tentaria o papel. A equipe do diretor Ang Lee, no entanto, gostou tanto dele que o convidaram a também para o teste. Ele acabou sendo o escolhido entre os 3 mil candidatos.

4. Vários “quase” do elenco

O ator Andrew Garfield foi cogitado para o papel do escritor, mas Tobey Maguire foi o escolhido. O mais interessante é que Garfield o substituiu em O Espetacular Homem-Aranha, no papel de Peter Parker.

Mas, mesmo depois de já ter rodado as cenas do personagem, Tobey Maguire acabou substituído por Rafe Spall. O responsável pela troca foi o diretor Ang Lee, que considerou que Maguire, por ser ainda muito relacionado à trilogia original do Homem-Aranha, tiraria o foco do público sobre o restante do elenco, na grande maioria desconhecido.

5. Tigre virtual

Suraj Sharma, intérprete de Pi, nunca esteve, realmente, frente a frente com um tigre durante as gravações. Nas cenas do bote, por exemplo, ele estava sempre sozinho. O tigre, conforme o diretor, foi criado digitalmente, apesar de um tigre verdadeiro ter sido usado em algumas sequências em que apareceria sozinho, como quando o animal aparece nadando no oceano.

E então você sabia desses detalhes sobre o filme? Tem mais algum fato curioso sobre a história ou seus bastidores que você conhece e que deixamos de citar? Não deixe de comentar!

Agora, falando em filmes incríveis, você precisa conferir ainda: 10 filmes que você precisa ver antes de morrer.

Fonte: Adoro Cinema