Curiosidades

Billy Milligan: quem foi e o que fez o criminoso de 24 personalidades?

Milligan foi a primeira pessoa a ser declarada inocente devido ao diagnóstico de transtorno dissociativo de identidade; saiba mais sobre ele.

William Stanley Milligan nasceu em fevereiro de 1955 na Flórida. Ele se mudou para Ohio com sua mãe depois que seu pai morreu por suicídio. Billy Milligan foi o assunto de um processo judicial altamente divulgado em Ohio, nos Estados Unidos, na década de 1970.

Aos 22 anos, ele foi preso e acusado de várias contas de estupro e assalto à mão armada. Além disso, Milligan foi acusado de sequestrar, estuprar e roubar três mulheres.

As evidências sobre a autoria dos atos foram abundantes: ele foi identificado por uma das vítimas, deixou impressões digitais no carro de outra e, além disso, violou as condições de sua liberdade, que o proibiam de portar armas.

Como resultado, ele foi acusado de quatro estupros, três sequestros e três roubos agravados. Saiba mais sobre ele abaixo.

Continua após a publicidade

Diagnóstico de Milligan

Billy Milligan: quem foi e o que fez o criminoso de 24 personalidades?

Antes de seu julgamento, Milligan foi diagnosticado com esquizofrenia grave – mas isso acabou sendo alterado para transtorno de personalidade múltipla.

Durante o julgamento, os médicos de defesa disseram que Milligan desenvolveu a personalidade porque foi abusado fisicamente e sexualmente quando criança por seu padrasto.

Ele se tornou o primeiro homem absolvido nos Estados Unidos devido a um transtorno mental. Em 1977, ele foi enviado para tratamento obrigatório após alegar ter 24 personalidades diferentes.

Continua após a publicidade

Então, depois de anos de terapia, os médicos disseram que as 24 personalidades se fundiram em uma única e inofensiva.

Milligan concordou em pagar todos os custos de sua estada em hospitais psiquiátricos de Ohio em 1983, com um total de 450.000 dólares. Billy recebeu alta do hospital em 1988, continuando o tratamento como paciente ambulatorial até sua alta final em agosto de 1991.

Por fim, ele se mudou para a Califórnia, onde viveu na década de 1990, mas voltou para Ohio para viver uma “vida tranquila” enquanto recebia tratamento mental intermitente.

Trauma infantil

Continua após a publicidade

Após o suicídio de seu pai, a mãe de Billy casou-se com Chalmer Milligan em 1963. De acordo com os relatos, o padrasto de Billy o sodomizou, brutalizou e torturou, enterrando-o vivo e enforcando-o pelos dedos dos pés e das mãos, acusações negadas por Chalmer.

O estupro ocorreu no celeiro ao lado da casa dos Milligan. Com efeito, lesões graves na criança acarretariam em doenças mentais no futuro. Pelas pesquisas, a personalidade mais jovem, que vivia dentro do homem, não tinha mais do que 3 ou 4 anos. Aliás, essa idade coincidia com o período em que o pai de Billy fez 2 tentativas de suicídio.

Portanto, a morte violenta do pai e o abuso traumático na infância tiveram um impacto significativo ao longo da vida na mente de Billy que causou a fragmentação de sua personalidade.

Crimes e vítimas de Billy Milligan

Billy Milligan: quem foi e o que fez o criminoso de 24 personalidades?

Continua após a publicidade

Milligan gradualmente transformou a vítima em um criminoso. A primeira vez que o homem foi preso em 1975 por assalto com arma de fogo. Milligan foi preso por personalidades que posteriormente entraram na lista dos ilícitos.

Billy perdeu o controle do corpo aos 16 anos, quando tentou o suicídio pela primeira vez. Arthur que era um especialista e oficial de segurança Ragen, estando em seu corpo, colocou de lado a personalidade principal e a fez dormir.

Depois que Billy adormeceu, o número de personalidades ativas aumentou. Dois deles levaram Milligan à prisão pela primeira vez: Brooklyn Phil estava envolvido em roubos de casais homossexuais e seu amigo Kevin atacou uma farmácia.

Uma das personalidades de Milligan descreveu seu mundo interno como uma sala escura no centro da qual havia um raio de luz. Uma pessoa precisa “ficar no local” para tomar posse da mente.

Continua após a publicidade

Enquanto estava na prisão, a principal personalidade dominante era um comunista iugoslavo, Ragen Vadascovinich, e depois da prisão, este lugar ocupou o inglês Arthur. Essas duas pessoas decidiram quem e quando poderia ficar no controle.

Quando as personalidades estavam inconscientes, elas dormiam, vigiavam ou interagiam umas com as outras. O termo “família” foi utilizado para identificar este grupo. Arthur e Ragen poderiam proibir uma das personalidades e privar-se de ficar no local. Foi o que aconteceu com Adalana, por exemplo, porque o corpo de Billy foi preso pela segunda vez por culpa dela.

A alma feminina antes “tranquila” tornou-se uma lésbica agressiva, que cometeu os estupros da estudante sob a influência da droga. Arthur e Ragen colocaram Adalana na lista de pessoas “indesejadas” depois dessa ocasião e as proibiram de tomar posse da mente.

As personalidades de Milligan

Continua após a publicidade

Durante sua estada em hospitais psiquiátricos, Billy Milligan exibiu 24 personalidades distintas, as principais delas eram:

1. Billy Milligan (William Stanley Milligan) é a personalidade central.

2. Arthur é um inglês extremamente sofisticado e educado. Especialista em ciências e medicina, com ênfase em hematologia. Desse modo, ele só ficava no comando do corpo compartilhado – durante os momentos que exigiam pensamento intelectual.

Arthur é uma das duas únicas personalidades que poderiam classificar uma pessoa do grupo como indesejável.

Continua após a publicidade

3. Ragen Vadascovinich é o “guardião do ódio“. Seu nome vem das palavras “raiva de novo”. Ragen se descreve como iugoslavo, tem sotaque eslavo e pode escrever e falar em servo-croata. Ele controla o local em momentos perigosos e pode designar membros do grupo como “indesejável.” Ele admitiu ter cometido roubo para sustentar “a família”, mas não tinha conhecimento dos estupros.

4. Allen é um vigarista e um manipulador. Ele é a pessoa mais comum para falar com o mundo exterior. Ele toca bateria e pinta retratos. Ademasi, também o único eu destro. Ele é a única personalidade que fuma cigarros.

5. Tommy é o artista da fuga; ele é frequentemente confundido com Allen. Além disso, ele toca saxofone e é um especialista em eletrônica. Ele também é um pintor, especializado em paisagens.

Outras personalidades

Billy Milligan: quem foi e o que fez o criminoso de 24 personalidades?

Continua após a publicidade

6. Danny tem medo das pessoas, especialmente dos homens. Ele apenas pinta naturezas mortas, dizendo que isso aconteceu porque Chalmer o fez cavar sua própria sepultura e o enterrou nela.

7. David, oito anos, é o “guardião da dor”. Ele vem ao local para tirar a dor dos outros.

8. Christene, de três anos, era, portanto, quem ficava na escola quando “Billy” tinha problemas. Ela tem dislexia, mas Arthur a ensinou a ler e escrever. Ragen tem uma ligação especial com ela.

9. Christopher, irmão de Christene, toca gaita.

Continua após a publicidade

10. Por fim, Adalana, uma lésbica viciada, cozinha, limpa a casa e escreve poesia. O advogado de Milligan alegou que Adalana admitiu ter cometido os estupros sem o conhecimento de Milligan.

Julgamento e tratamento psiquiátrico

Billy Milligan: quem foi e o que fez o criminoso de 24 personalidades?

Em suma, o caso de Milligan constituiu a primeira vez em que o transtorno dissociativo de identidade foi usado como uma defesa geral sob a cláusula de insanidade para obter anistia do tribunal de justiça, mesmo após o cometimento de um crime hediondo pelo réu.

Após o julgamento, Billy foi enviado a uma série de hospitais psiquiátricos estatais e tratado por quase 11 anos. Nesse período, os médicos decidiram que Milligan sofria de esquizofrenia aguda.

Continua após a publicidade

Houve apenas alguns casos de divisão de personalidade múltipla, então exames adicionais foram necessários para fazer um diagnóstico preciso. Então, os médicos afirmaram com sucesso ter fundido todas as personalidades nele em sua última personalidade chamada “O professor”.

A psiquiatria moderna classificou Milligan como um exemplo clássico de patologia. Como resultado, sua história e fotos foram incluídas em diversos manuais de treinamento sobre o tema terapia e diagnóstico de doenças mentais.

Morte de Billy Milligan

Billy-Milligan

Milligan morreu em 2014. Entretanto, a notícia de sua morte apareceu na imprensa em 16 de dezembro. A causa da morte de Billy foi o câncer. O homem morreu antes mesmo de completar 2 meses e 60 anos em uma casa de repouso em Ohio.

Então, achou este conteúdo interessante? Pois, veja a seguir: Bruxas de Salem, a história do julgamento e da morte de bruxas no EUA

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você