Curiosidades

Calendários – 8 tipos diferentões usados pelo mundo

Calendários Gregoriano, Islâmico, Maia e assim por diante. Achou que só existisse um tipo de calendário? Prepare-se para conhecer outros.

Atualizado em 17/07/2019

Primeiramente, devemos destacar que o calendário que usamos hoje em dia, é também conhecido pelo nome de Calendário Gregoriano. Contudo, mesmo tão famoso e duradouro, ele não foi o único já inventado no mundo. Existem pelo menos outros 8 tipos de calendários que já existiram e que ainda podem estar em uso atualmente.

Antes de tudo, vale dizer que os calendários foram criados por conta da necessidade de contar cronologicamente os dias. Até porque, os seres humanos precisavam dessa contagem em atividades do cotidiano. Como por exemplo, para a agricultura e também para o convívio social.

O mais interessante de tudo é que, desde o início, os calendários combinavam ciência e religião. Esse, aliás, acabaram sendo os que mais tiveram aceitação. Aliás, essa junção também está presente nos calendários mais usados hoje em dia.

Existem também têm os calendários que levavam em conta o ciclo solar-deuses. Estes, inclusive, foram bastante usados na antiguidade, muito antes do Cristianismo, como no caso dos Maias. Aliás, era por meio desse tipo de calendário que esse povo marcava o tempo milênios, antes da criação do Calendário Gregoriano.

Enfim, confira agora os 8 principais calendários já criados.

Calendários usados pelo mundo

1- Calendário Gregoriano

Você sabia que já existiu mais de 8 calendários? Se não, confira agora

Este é o nome oficial do calendário usado ainda hoje pela maioria os países. Ele foi criado pelo Papa Gregório XIII, em fevereiro de 1582. Porém, sendo criado calendário como marco inicial o nascimento de Jesus Cristo, no ano 0 a.C; suas motivações não foram religiosas religiosas.

Na verdade, como maiores exportadores de cultura na Idade Média, os europeus acabaram por convencionar o uso de marcação de dias. Ou seja, os calendários, os quais foram estabelecidos no Vaticano com o intuito de facilitar o relacionamento entre as nações.

No mais, esse é um calendário o qual leva em consideração o ciclo solar. Basicamente, o ciclo solar possui 365 dias e 6 horas.

Antes que você se pergunte, essas 6 horas que sobram são acumuladas. E, no final de quatro anos, elas rendem um dia a mais. Ou seja, 6 horas x 4 anos é igual a 24 horas. É daí, aliás, que vem o ano bissexto, com seus 366 dias, de 4 em 4 anos.

2- Calendário Juliano

Você sabia que já existiu mais de 8 calendários? Se não, confira agora

Primeiramente, esse calendário ainda é usado por cristãos ortodoxos nos dias de hoje. Em comparação com o Gregoriano, ele está a 13 dias atrás.

Sobre sua criação, esse calendário foi implementado pelo imperador romano Caio Júlio César, em 46 a.C.

Basicamente, ele é o calendário romano, mas com algumas modificações devido às festas em comemoração das Flores. Essas comemorações, aliás, aconteciam em março, antes o primeiro mês do ano; e durante o inverno.

Para que ficasse melhor contextualizada no calendário, o astrônomo Sosígenes sugeriu que os meses Janeiro e Fevereiro passassem a ser os primeiros do ano. Ele também propôs que Novembro e Dezembro encerrassem o ano. Esse novo encaixe fez com que a festa passasse a ser feita na época certa.

3- Calendário Chinês

Você sabia que já existiu mais de 8 calendários? Se não, confira agora

Primeiramente, vale destacar que este calendário é o mais antigo registro cronológico que se tem em toda a história. Basicamente, ele começou nos primeiros anos de governo do imperador Huang Di, o qual também é chamado de Imperador Amarelo. Aliás, ele reinou na China entre 2697 a.C. a 2597 a.C.

Sobretudo, esse calendário é lunissolar Ou seja, ele leva em consideração os ciclos do Sol e da Lua. Além do mais, ele conta o tempo em anos.

Inclusive, ele leva em consideração a contagem em ciclos. Ou seja, cada ciclo possui doze anos.

No mais, esses anos recebem os nomes dos animais do horóscopo chinês. Esses animais são Boi, Cão, Carneiro, Cavalo, Coelho, Dragão, Galo, Macaco, Porco, Rato, Serpente e Tigre.

Vale destacar ainda que desde o dia 18 de fevereiro de 2015, no calendário Gregoriano; o calendário chinês está no ano da Cabra de 4713.

4- Calendário Judaico

Você sabia que já existiu mais de 8 calendários? Se não, confira agora

Primeiramente, esse calendário também é um lunissolar. Ou seja, ele também leva em consideração o ciclo lunar e o ciclo solar. Além de fazer com que os anos se alternem entre doze e treze meses.

Sobretudo, esse calendário foi estabelecido pelos hebreus na época do Êxodo, aproximadamente no ano de 1447 a.C. Para você ter uma maior noção sobre esse tempo, atualmente nesse calendário estaríamos no ano de 5779, mais ou menos.

Inclusive, esse calendário é usado pelo povo de Israel há mais de três milênios.Eles também o utilizam para a determinação de datas festivas, aniversários, mortes e serviços religiosos.

5- Calendário Islâmico

Você sabia que já existiu mais de 8 calendários? Se não, confira agora

Esse calendário teve como seu marco inicial na Hégira, a fuga do profeta Maomé da cidade de Meca para Medina, no ano de 622 d.C. Por isso, ele também  é chamado de calendário hegírico.

Basicamente, esse é um calendário lunar, o qual é composto por doze meses de 29 ou 30 dias. Por causa disso, seus anos contam com 354 ou 355 dias.

No mais, vale ressaltar que os muçulmanos ortodoxos celebram datas religiosas e festivas com ele. Como por exemplo, o mês do Ramadã ou o Ano Novo Islâmico.

Aliás, de acordo com esse calendário, atualmente estaríamos no ano de 1440.

6- Calendário Juche

Você sabia que já existiu mais de 8 calendários? Se não, confira agora

Primeiramente, esse calendário é utilizado somente na Coréia do Norte. Além do mais, ele leva como influência a ideologia Juche.

Basicamente, essa ideologia é uma mistura de marxismo, leninismo e kimilsunismo. Até porque esse é um resumo da filosofia de Kim Il-sung, o primeiro-comandante do país.

Assim sendo, esse calendário possui as mesmas marcações do calendário Gregoriano. Ou seja, conta com os mesmos meses, semanas e dias. Porém, ele modifica na contagem cronológica. Basicamente, a contagem desse calendário começou no ano de 1912.

Por que esse ano em específico? Por que foi em 1912 o nascimento de Kim Il-Sung, cultuado quase como uma divindade no país. Portanto, os anos anteriores do nascimento do ex-comandante são grafados com o número, precedido da expressão a.J (assim como fazemos com épocas anteriores a Jesus, com a.C).

Vale ressaltar que hoje estaríamos no ano 108.

7- Calendário Etíope

Você sabia que já existiu mais de 8 calendários? Se não, confira agora

Primeiramente, esse calendário é uma variação do Calendário Juliano, e tem doze meses de 30 dias e um mês com apenas seis dias.

Como o nome mesmo sugere, este calendário é próprio da Etiópia, país no extremo leste africano. A região onde está localizado, aliás, é conhecida como Chifre Africano.

Vale destacar que se levássemos esse calendário em consideração, o ano começaria no dia 11 de setembro do Calendário Gregoriano.

Outra curiosidade que podemos destacar é que a primeira hora do dia, de acordo com o horário etíope, é o nascer do sol. E mais: o ano de 2019, do calendário Gregoriano, corresponde ao ano 2011, do calendário Etíope.

8- Calendário Maia

Você sabia que já existiu mais de 8 calendários? Se não, confira agora

O último dos calendários de nossa lista se tornou famoso e também apocalíptico. Lembra dos maus agouros previstos para o ano de 2012? Pois é, foram aí que eles tiveram origem.

Mas, voltando à sua composição, o calendário Maia é dividido em dois. O primeiro é chamado de tzolk’in, composto de 260 dias, os quais são divididos em 20 meses. Sua função, aliás, era marcar rituais e datas festivas ou religiosas.

Já, o segundo calendário, se chama haab’. Ele era utilizado no cotidiano maia, como na agricultura, por marcar as estações do ano. Além do mais, ele também era composto por 18 meses de 20 dias, e um período de cinco dias conhecido como Wayeb’.

Basicamente, na crença dos maias, esse período era o tempo que os portais entre os mundos dos vivos e dos mortos se dissolviam e toda a sorte de coisas ruins poderiam acontecer.

E aí o que achou dos calendários citados? Quantos deles você conhecia?

Confira mais: Quando surgiu o ano novo? E por que ele começa no dia 1º de janeiro?

Fontes: Revista Galileu

Imagens: Calendarzone, Ensinar história, Calendário do ano, Escola educação, Cafetorah, Etec, Wikipédia, Sescap, Notícias.uol