Como as plantas carnívoras digerem a carne das presas?

Elas são muito interessantes e já fizeram parte até mesmo de roteiros de filmes de terror, mas a verdade é que as plantas carnívoras não são tão abomináveis assim. Elas não comem pessoas e somente algumas poucas espécies maiores incluem no cardápio, além dos insetos, rás e pássaros.

Agora, se você está se perguntando o que acontece com a carne capturadas pelas plantas carnívoras, fique sabendo que o processo digestivo delas é muito mais sofisticado que qualquer um poderia imaginar.

Plantas carnívoras têm estômago?

A própria armadilha das plantas carnívoras, que capturam os insetos, funcionam como estômago. Dessa forma, a digestão já começa na captura, durante a luta do inseto para se livrar, o que estimula a produção das enzimas digestivas. Há ainda as plantas que contam com a ajuda de micro-organismos para sintetizar os nutrientes da presa, processo que pode levar até 12 horas.

O mais interessante, no entanto, é que a carne não é a maior fonte de energia dessas plantas. Ela serve apenas como complemento nutricional à fotossíntese, já que essa espécie de plantas costuma nascer em solos ácidos e pobres. Sendo assim, logo quando a planta retira nitratos e fosfatos da presa, as plantas carnívoras eliminam o que não foi digerido.

Interessante, não? Agora que você sabe o que acontece na digestão das plantas, você pode ficar surpreso com esse “segredinho” sobre os figos: Existe até 10 vespas mortas em cada figo que você come!

Fonte: Mundo Estranho