Curiosidades

Como aumentar a imunidade: dicas práticas e técnicas

Para aprender como aumentar a imunidade é fundamental entender sobre o funcionamento e as necessidades do sistema imunológico e do organismo

Em primeiro lugar, para aprender como aumentar a imunidade é fundamental conhecer o sistema imunológico. Nesse sentido, o sistema imune consiste em um conjunto de órgãos, tecidos e células responsáveis pelo combate de invasores. Desse modo, evita-se o desenvolvimento de doenças, mas ainda há a responsabilidade de equilibrar o organismo por meio da atividade das células.

Basicamente,  o sistema imunológico é a principal defesa do organismo. No geral, o fortalecimento desse sistema começa durante a infância, por meio da vacinação que estimula a produção de anticorpos. Contudo, na medida em que se cresce, o corpo começa a desenvolver as próprias barreiras.

Em resumo, a resposta imunológica é realizada por quatro células principais, responsáveis pelo combate das infecções. Sendo assim, a partir do momento que há entrada de algum corpo estranho ou agente infeccioso no organismo, essas células agem de forma coordenada. Por fim, combatem o agente agressor até removê-lo do sistema.

Como aumentar a imunidade: dicas práticas e técnicas
Fonte: Pixabay

Quais são os sinais de imunidade baixa?

A princípio, reconhecer a queda da imunidade é o primeiro passo para modificar os hábitos e cuidar melhor da saúde. Comumente, identifica-se a imunidade baixa por meio da recorrência de doenças leves, como gripes e resfriados. Sendo assim, as enfermidades indicam que as defesas do organismo não estão ativas como deveriam.

Portanto, mantenha-se atento para o cansaço excessivo, a presença de febre e calafrios ou infecções constantes. Ademais, outros sintomas comuns envolvem enjoos, vômitos e náuseas. Contudo, alguns casos mais graves envolvem queda de cabelo, infecções urinárias e problemas na cicatrização.

Ainda que se entenda parte desses sintomas como reações naturais do organismo, seja por conta de alguma refeição ou mudança de clima, deve-se manter atento. Dessa forma, evita-se a proliferação de enfermidades mais graves e torna-se possível identificar quadros clínicos com antecedência.

Como aumentar a imunidade?

Sobretudo, a principal forma de aumentar a imunidade envolve alimentação saudável e prática de exercícios físicos. Portanto, um estilo de vida equilibrado e ativo é mais do que suficiente para manter as defesas do organismo em funcionamento. Porém, existem outras técnicas, confira a seguir:

1) Consuma alimentos que auxiliem na manutenção da imunidade

Como aumentar a imunidade: dicas práticas e técnicas
Fonte: Pixabay

No geral, esses alimentos são ricos em vitaminas, fibras e substâncias naturais que estimulam a produção de células de defesa e a manutenção do organismo. Desse modo, recomenda-se o consumo de morango, batata-doce, salmão, semente de girassol, iogurte natural e outros.

Ademais, alimentos com óleos naturais como as castanhas, e ricos em fibras, como o gengibre e o alho, também são recomendados. Basicamente, produtos naturais tendem a ser os mais buscados quando o assunto é como aumentar a imunidade.

2) Hidrate-se regularmente

Como aumentar a imunidade: dicas práticas e técnicas
Fonte: Pixabay

Em resumo, a ingestão regular de líquidos auxilia o organismo a eliminar impurezas e prevenir doenças. Além disso, a água é o principal componente de grande parte das funções orgânicas, catalisando a quebra de substâncias na digestão e também a manutenção do fluxo da corrente sanguínea.

Desse modo, recomenda-se o consumo médio de 2L de água. Contudo, há mudanças de acordo com a idade e o peso de cada pessoa, assim como por questões relacionadas ao clima e a temperatura. Apesar disso, a garrafa de água continua sendo a melhor amiga no processo de aumentar a imunidade.

3) Cuidar do sono também auxilia a aumentar a imunidade

Como aumentar a imunidade: dicas práticas e técnicas
Fonte: Pixabay

Basicamente, durante as horas de sono, o sistema nervoso toma conta da manutenção do organismo após um dia de atividades. Desse modo, é nesse momento que há reconstrução das fibras musculares e distribuição de energia para diferentes sistemas em atividades.

Portanto, manter as horas de sono em dia, com quantidades regulares e estáveis é fundamental para que seu corpo funcione corretamente. Como consequência, o sistema imunológico também mantém sua atividade e protege o corpo contra agentes estranhos.

4) Tome banhos de Sol

Fotografia de duas pessoas pulando na praia para ilustração do item
Fonte: Pixabay

Sobretudo, a vitamina D também é uma das melhores amigas do sistema imunológico. Além de auxiliar na concentração de cálcio e fósforo no organismo, a vitamina obtida em banhos de Sol regula as células ósseas e equilibra as taxas sanguíneas. Por outro lado, atua na prevenção de diabetes e previne infecções bacterianas e virais porque aumenta a imunidade e atua a favor das células imunes.

Sendo assim, recomenda-se banhos de Sol regulares, preferencialmente entre 10h e 16h. Contudo, há a possibilidade de turnos menores em horários variados, mas o importante é manter a vitamina D em constante produção no organismo.

5) Realize atividades físicas para aumentar a imunidade

Fotografia de uma pessoa correndo para ilustração do item
Fonte: Pixabay

Por fim, a última técnica diz respeito a uma série de práticas positivas ao organismo. Ou seja, não somente é benéfico para o organismo porque mantém o corpo em movimento, mas também previne o estresse, reduz os níveis de ansiedade e estimula atividade cerebral.

Portanto, tenha uma rotina de prática de exercícios físicos, seja uma caminhada ou visitas regulares à academia. Como consequência, não somente aumenta-se a imunidade como se perpetua um estilo de vida saudável extremamente benéfico ao organismo.

E aí, aprendeu como aumentar a imunidade? Então leia sobre Cidades medievais, quais são? 20 destinos preservados no mundo.

Fontes: Tua Saúde | Unimed | Gerovital

Imagens: Pixabay

Próxima página »

Escolhidas para você