Como sobreviver a uma queda de elevador

Infelizmente, nenhum de nós está imune a enfrentar situações de risco extremo na vida. Isso porque, embora sejam raros, momentos dramáticos, com um acidente de avião ou mesmo uma queda de elevador acontecem às vezes.

E, se não dá para prever estes segundos de pânico e evitar situações de risco, o jeito é se informar e tentar entender o que pode ou não ser feito durante estes momentos. Dessa maneira, muito provavelmente, você poderá evitar que o acidente seja fatal e tentar se proteger da forma correta para se ferir o mínimo possível.

7

Claro que você ou qualquer pessoa não deseja sofrer acidentes perigosos, mas, aumentar nossas chances de sobrevivência é sempre bom, não acha? Hoje, por exemplo, você vai aprender o que deve ser feito e como se posicionar em uma queda de elevador.

E, mesmo que pareça muito improvável que isso aconteça com você, seja por elevadores não fazerem parte de sua rotina ou qualquer outra coisa, a gente aconselha você a ler esta matéria até o final. Isso porque, como dizem as mães, a prevenção é o melhor remédio!

Saiba como sobreviver a uma queda de elevador:

1. Nunca tente saltar para amortecer o impacto

2

Se você acha que saltar ajuda a reduzir o impacto da queda em seu corpo, acredite, este pode ser um erro fatal. Isso porque você não pode prever quando, exatamente, vai acontecer a colisão e a inércia pode fazer com que você acerte a cabeça no teto do elevador. Além disso, ao voltar para o chão, outras lesões e fraturas podem acontecer, já que não dá para saber como você vai cair.

2. Nunca erga os pés

3

Erguer os pés também não é uma escolha muito inteligente, já que seus pés conseguem suportar um volume de, pelo menos, 10 vezes o seu peso corporal.

3. Deite-se de barriga para cima

4

Se sentir que está em meio a uma queda de elevador, o melhor a fazer é deitar-se de barriga para cima no chão do elevador. Dessa maneira, a força do impacto poderá ser distribuída mais igualmente por toda a superfície de seu corpo, reduzindo as chances de fraturas mais graves ou concentradas em uma parte apenas.

Deitar de barriga para baixo, por outro lado, pode ser outra péssima ideia. O impacto pode ferir sua coluna, que está sem proteção, e machucar seus órgãos internos, já que a barriga, em contato com o chão, é a parte mais mole e desprotegida do corpo.

4. Se não puder deitar, sente-se

5

Se mais pessoas estiverem no elevador na hora da queda e se deitar no chão, como dissemos agora a pouco, não for uma opção; o melhor a fazer é sentar-se. Dobrar o joelhos levemente também é uma solução. Dessas maneiras, você reduz a carga do impacto sobre seus ossos e articulações.

Além disso, é bom não tentar sair do elevador até que ajuda especializada chegue. Isso evita problemas mais sérios e até mesmo um acidente fatal. Mas, de forma geral, a gente espera que você tenha sorte o suficiente na vida para nunca precisar estar em uma queda de elevador.

6

E, se você quiser saber como sobreviver em outras situações críticas, não deixe de conferir ainda esta outra matéria: 7 mitos que podem matar você.

Fonte: Incrível, Hypescience, SOS Solteiros