Negocios

Consulta de valores esquecidos pelo Banco Central já está no ar

A consulta de valores esquecidos pelo Banco Central já está disponível por meio do site valoresareceber.gov.br.

Já está no ar o site de consulta de valores esquecidos pelo Banco Central. Nele, pessoas e empresas podem consultar se, por algum motivo, possuem valores esquecidos em certas instituições financeiras. Nesse sentido, o domínio entrou no ar no último domingo (13). Contudo, estava programado para funcionar apenas a partir do dia seguinte. O sistema, que se chama Sistema Valores a Receber, está disponível para consulta no endereço valoresareceber.gov.br.

Para que a consulta seja possível, só é necessário informar o CPF ou CNPJ, bem como a data de nascimento da pessoa ou a data de abertura da empresa. Se o usuário realmente possuir valores a receber, ele receberá uma informação.

Nela, constarão a data e o período para consultar, bem como solicitar, o resgate do saldo que ficou para trás. Por outro lado, para que o processo possa ter andamento, é importante ter um cadastro na plataforma gov.br, que é o domínio do governo federal.

Toda a divisão de agendamentos ocorre de acordo com a data de nascimento de pessoas físicas ou de criação da empresa para pessoas jurídicas. A consulta de valores esquecidos pelo Banco Central possui datas bem definidas com divisão de anos.

Continua após a publicidade

Consulta de valores esquecidos pelo Banco Central já está disponível

Nesse sentido, datas de nascimento ou criação antes de 1968 terão um período de agendamento de consulta e resgate entre 7 e 11 de março. Já a repescagem será no dia 12. Já entre 1968 e 1983, o intervalo será entre os dias 14 a 18 de março, e repescagem no dia 19.

Por fim, pessoas nascidas ou empresas criadas depois de 1983 terão agendamento entre 21 e 25 de março, com repescagem no dia 26. Além disso, os usuários que perderem a data do agendamento original e a repescagem podem consultar ou solicitar o resgate de saldo existente a partir do dia 28.

Seja como for, o Sistema Valores a Receber já havia sido aberto para consultas pela primeira vez no fim de janeiro, no site do Banco Central. Contudo, por conta da altíssima demanda, saiu do ar algumas horas depois. Assim, criou-se um site específico para a consulta.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você