Notícias

Diretor de Pantera Negra sofre racismo e é algemado em banco

Ryan Coggler, diretor de Pantera Negra, sofre racismo e é algemado em banco em Atlanta, nos Estados Unidos.

Ryan Coggler, cineasta e diretor do sucesso “Pantera Negra“, da Marvel, recebeu a acusação de roubo ao tentar sacar US$ 12 mil (R$ 60 mil) de sua própria conta em uma agência de banco em Atlanta, nos Estados Unidos. Contudo, o caso aconteceu em janeiro, mas a revelação de que diretor de Pantera Negra sofre racismo e é algemado em banco só surgiu hoje, por meio do site TMZ.

Tudo aconteceu quando Coggler fez um pedido para a funcionária do caixa no banco em que sacaria o dinheiro. Ao chegar lá, ele entregou à mulher um envelope em que havia escrito um pedido. Nele, estava escrito: “Eu gostaria de sacar US$ 12 mil da minha conta corrente. Por favor, conte o dinheiro em outro lugar. Gostaria de ser discreto”.

Não demorou para que a quantia disparasse um alarme no sistema do banco. Assim, a funcionária, que de acordo com o relatório da polícia era uma mulher negra e grávida, no relato do site TMZ, acreditou que aquilo se tratasse de uma tentativa de roubo. Logo, a mulher chamou a polícia. Eles chegaram ao local já detendo duas pessoas que estavam no carro, esperando Ryan Coggler sair da agência. Em seguida, algemaram o diretor, retirado à força do estabelecimento.

Diretor de Pantera Negra sofre racismo e é algemado em banco em Atlanta

Tecmundo

Na primeira tentativa que Ryan teve de se explicar, ele logo pediu os números dos distintivos dos policiais que estavam envolvidos na ocorrência. Dessa forma, quando procurado pela revista Variety para dar uma entrevista, ele comentou: “Essa situação nunca deveria ter acontecido. Mas o banco colaborou comigo e resolveu o caso de forma satisfatória, já superamos”, tranquilizando muitos fãs e outras pessoas envolvidas no caso preocupadas com o resultado da ocorrência.

Continua após a publicidade

Fonte: Splash

Próxima página »

Escolhidas para você