É isso o que acontece se o banco depositar dinheiro errado em sua conta

Quem nunca imaginou em acordar um dia e ver a conta bancária recheada por puro milagre? Embora no primeiro momento essa pareça uma boa ideia, a verdade é se o banco depositar dinheiro em quantidade errada (uma quantidade muito superior ao normal, nesse caso) pode não ser tão legal assim.

Um bom exemplo disso é o australiano Luke Moore. Em 2010, enquanto ele ainda era um estudante de Direito sem um tostão furado no bolso, acabou precisando pedir benefícios governamentais. Ele, então, abriu uma conta Complete Freedom Account, no banco St. George, que conta com proteção para saque descoberto.

O que NÃO fazer quando o banco depositar dinheiro a mais em sua conta

O problema todo de Luke não começou, exatamente, porque o banco resolveu depositar dinheiro em quantidade superior em sua conta, mas por não barrá-lo logo depois que ele sacou os 9 mil dólares que precisava na época. Foi então que ele percebeu que ele conseguia sacar mais e mais e passou a depositar o dinheiro em outras contas bancárias.

Sem nem parar para refletir, Luke Moore começou a viajar para destinos exóticos (e caros, obviamente), como para a Tailândia e a Gold Coast, na Austrália. Ele também passou a gastar com carros (comprou um Aston Martin, um Maserati e um Hyundai), um barco, uma camiseta autografada pelo Michael Jordan e até mesmo obras de arte de Banksy.

O australiano também aproveitou para colocar a vida financeira em dia. Com o dinheiro que o banco resolveu depositar em sua conta ele também pagou suas dívidas, seguros e a hipoteca de sua casa. Ao todo, Moore gastou cerca de 1,3 milhão de dólares.

O que aconteceu com Moore?

Mas, claro, como tudo na vida, a mamata de Moore teve um fim. Dois anos depois de depositar dinheiro a mais na conta do rapaz e de não impedir seu saque, o banco percebeu que tinha errado e australiano foi sentenciado a 4 anos e meio de prisão por má-fé e a 3 anos por lidar com os produtos do crime.

Entretanto, até nisso o cara teve sorte. As sentenças, que deveriam ser cumpridas simultaneamente, acabaram se resumindo a 5 meses de prisão.

Depois disso, um tribunal de apelação anulou a pena de Moore sob alegação de que ele não havia agido de má-fé, já que o banco nunca moveu uma palha para impedir que ele sacasse o dinheiro nem para corrigir o engano e homem acabou inocentado.

No final das contas, Moore ficou em liberdade, mas precisou devolver tudo que havia comprado com o dinheiro do banco durante dois anos. Hoje em dia, ele só tem um carro de 800 dólares e vive com a mãe.

Em entrevista, ele conta que não sente falta da vida que levava quando tinha tanto dinheiro à sua disposição, a não ser da cocaína que ele podia comprar, das strippers que ele pagava e, claro, de seus carros.

E então, o que você achou dessa história? Melhor pensar duas vezes em gastar quando o banco depositar dinheiro errado em sua conta, não acha?

Agora, falando em coisas curiosas do dia a dia, você pode gostar de conferir ainda: O que acontece se você ligar no número da caixa de cigarro?

Fonte: Fatos Desconhecidos, Daily Mail, BBC