Mundo Animal

É possível uma sucuri engolir um ser humano?

Na novela Pantanal, o personagem Tenório é engolido pela sucuri, famosa cobra da novela, mas é possível que isso aconteça na vida real?

Dizer que você está “com tanta fome que poderia comer um cavalo” pode não ser apenas uma figura de linguagem, pelo menos não para a sucuri, a cobra famosa da novela Pantanal.

Na trama, o personagem Tenório (Murilo Benício) foi morto e arrastado por uma dessas cobras direto para o rio. Mas, é possível uma sucuri engolir um ser humano? Embora isso possa acontecer raramente, é possível sim, ser engolido por esse réptil. Saiba mais a seguir.

É possível uma sucuri engolir um ser humano?

Apesar da cena da novela Pantanal, ao G1 MS, o professor e pesquisador da Unesp Vidal Haddad Junior esclarece que o ataque é “raríssimo” e não costuma acontecer.

Haddad, que trabalha há 30 anos com ataques de animais aquáticos a seres humanos no Pantanal de Mato Grosso do Sul, explica que não há nenhum relato oficial de que uma sucuri tenha engolido um homem adulto.

Continua após a publicidade

“A chance de uma sucuri engolir uma pessoa é raríssima. Em mais de 30 anos de pesquisa, nunca houve o registro de uma sucuri engolindo um ser humano. Existem histórias de ataques, mas nada que foi comprovado. A sucuri de forma geral evita se aproximar do ser humano, que não é uma presa natural do animal.”

Características das sucuris

A sucuri é uma das maiores serpentes do mundo, e a maior do Brasil. Aliás, ela atinge cerca de 10 m de comprimento. Sua cor é verde-acinzentada, com manchas escuras arredondadas, quase pretas ao longo do dorso e nos flancos, as manchas são dispostas aos pares com grande regularidade, e o ventre é branco-amarelado.

Como todas as cobras constritoras, tem um corpo volumoso e pesado. Sua dentição é aglifa (sem presas inoculadoras de veneno).

Além disso, ela encontra-se em toda a América do Sul (Venezuela, Colômbia, Bolívia, Peru, Equador, Guiana, Guiana Francesa e Brasil, da Amazônia ao Paraná).

Continua após a publicidade

Com efeito, pode viver nas bacias dos principais rios brasileiros, como Paraguai, Baixo Paraná, incluindo o Pantanal e Tietê, em áreas de baixa altitude, principalmente no litoral.

Quais são as presas naturais das sucuris e como elas atacam?

As cobras e todos os predadores costumam ter gostos e hábitos de caça altamente individualistas, mesmo entre indivíduos da mesma espécie, mesmo aqueles nascidos juntos da mesma mãe.

Certas cobras do tipo constritoras, como as sucuris, preferem pássaros, mamíferos e até mesmo répteis. As cobras que preferem cães maiores, bezerros, cabras, e em casos raros, seres humanos como presas são muito habilidosas.

Assim, depois de espremer uma presa até a morte, elas envolvem e apertam repetidamente até o ponto em que os ossos quebram, a fim de engolir o indivíduo inteiro ou por partes.

Continua após a publicidade

Como é feita a digestão da sucuri?

As sucuris são carnívoras e ingerem as presas por inteiro porque não mastigam e não cortam ou trituram os animais que lhes servem de alimento. Quando o alimento chega ao estômago, entram em ação potentes sucos digestivos, soluções feitas com ácido e enzimas digestivas.

Após abocanhar sua presa deformando temporariamente o próprio crânio, a cobra libera enzimas que digerem a maior parte do alimento. As sobras da generosa refeição, como pêlos, penas, escamas, unhas ou dentes, acabam eliminadas pelas fezes.

Por fim, quanto à digestão, a sucuri não vomita nada do que come a não ser que seja perturbada e tenha necessidade de fugir. A digestão de uma presa grande pode levar meses, período em que a cobra fica de repouso.

Fontes: G1, Portal Amazônia, O eco, Fatos desconhecidos

Continua após a publicidade

Leia também:

Cobra píton amarela é venenosa? Curiosidades e tudo sobre a espécie

20 fatos sobre a Ilha da Queimada Grande, maior lar de cobras do mundo

10 características e curiosidades sobre a cobra mulçumana

Continua após a publicidade

Cobra coral-verdadeira e falsa-coral

As 12 cobras mais venenosas do mundo

Próxima página »

Escolhidas para você