Ciência & Tecnologia

É verdade que a nossa orelha nunca para de crescer?

A orelha nunca para de crescer? Saiba a cruel realidade por trás dessa pergunta e porque é uma péssima sair fazendo bullying com os orelhudos!

Por Thamyris Fernandes

-

Então você ri das pessoas orelhudas, não é mesmo? Apenas pare! Isso porque você, muito provavelmente, um dia será um orelhudo também. A menos, é claro, que sua vida não seja longa o suficiente para que alcance a velhice.

Segundo a Ciência, isso acontece porque nossa orelha nunca para de crescer. E o pior, também é assim com nosso nariz. Aliás, estas “benditas” partes de nossos corpos chegam a aumentar, em média, 1,2 centímetro a cada 50 anos!

Afinal, por que a orelha nunca para de crescer?

Agora, se você já não tem orelhas pequenas e começa a vislumbrar seu destino cruel com o passar dos anos, fique sabendo que existe uma explicação para isso.

Conforme especialistas, nossa orelha nunca para de crescer porque não tem ossos. No caso, o que dá sustentação a essa pequena parte de nosso corpo é um tecido fibroso. E, ao longo da vida, ele continua se desenvolvendo, mesmo após a puberdade. O mesmo se aplica ao nariz.

É verdade que a nossa orelha nunca para de crescer?

Aliás, se fosse como qualquer osso que temos, a orelha e o nariz parariam de crescer aos 18 anos. Para quem não sabe, é nessa fase que todas as demais cartilagens se calcificam e se tornam ossos.

Mas, como orelhas e narizes precisam ser flexíveis, eles nunca se ossificam. Basicamente por isso, nós precisamos conviver com esta realidade cruel.

Um mundo de “Dumbos”

E, se você é daqueles que acha que a vida humana deveria ser mais longa, fique sabendo que essa seria uma péssima ideia.

Considerando que nossa orelha nunca para de crescer e levando em consideração sua média de crescimento a cada 5 décadas, como já citamos; se os seres humanos vivessem 200 anos, nossas orelhas e nossos narizes seriam desproporcionais ao tamanho de nosso cabeça!

É verdade que a nossa orelha nunca para de crescer?

Dá para acreditar nisso? E, já que falamos de orelhas até agora, que tal conferir outra matéria bastante intrigante sobre o mesmo tema? Descubra também: Por que, às vezes, ficamos com a orelha vermelha e quente?

Fonte: Vix

Próxima página »

Escolhidas para você