Saúde

Endometriose, o que é, sintomas, tratamentos e causas

Embora a endometriose seja uma condição que afeta cerca de uma em cada 10 mulheres, muitas vezes não é diagnosticada por anos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 10% da população mundial de mulheres de 15 a 49 anos sofre de endometriose. A endometriose é causada por tecidos semelhantes ao revestimento uterino que crescem fora do útero.

Esse crescimento de tecido é responsável pela dor significativa que pode estar associada à endometriose e também pode dificultar ou impossibilitar a gravidez. Aliás, a endometriose é uma das causas mais comuns de infertilidade em mulheres.

Causa da endometriose

A causa da endometriose é desconhecida, contudo muitas possibilidades estão sendo estudadas. Em suma, a doença pode ser causada pelo movimento do tecido do útero para outras partes do corpo. Isso pode acontecer durante certas cirurgias, como uma cesariana ou histerectomia.

Além disso, problemas com o fluxo menstrual que faz com que o tecido suba para o corpo em vez de sair pelo colo do útero e pela vagina são outras causas possíveis.

Sintomas da endometriose

Parte do que torna a endometriose tão difícil de diagnosticar é que os sintomas podem ser amplos e diversos. A dor é o sintoma mais comum, mas também é possível não ter sintomas ativos de endometriose. Com efeito, muitas mulheres podem apresentar os seguintes sintomas:

  • Períodos menstruais dolorosos;
  • Cólicas fortes;
  • Enxaquecas ou dor lombar durante o período;
  • Dor pélvica crônica;
  • Dor durante e/ou após a relação sexual;
  • Movimentos intestinais dolorosos;
  • Dor ao urinar;
  • Sangramento vaginal ou manchas entre os períodos;
  • Fadiga;
  • Depressão ou ansiedade;
  • Inchaço abdominal e náuseas;
  • Problemas para engravidar.

Diagnóstico da endometriose

Um médico poderá questionar sobre seus sintomas e histórico de saúde. Outras maneiras de fazer um diagnóstico incluem:

Continua após a publicidade

Exame pélvico: durante o exame, o médico verificará se há pedaços de tecido ou outros sinais de doença dentro da vagina.

Imagem (triagem diagnóstica): a ultrassom tira fotos do interior do seu corpo para encontrar quaisquer áreas com tecido extra ou aderências.

Cirurgia laparoscópica: um pequeno corte é feito na pele e um tubo fino com uma câmera e luz é inserido. A imagem da câmera permite que o cirurgião veja qualquer crescimento incomum de tecido fora do útero.

Medicação: a medicação pode ser prescrita para diminuir os sintomas da endometriose. Se seus sintomas diminuirem após o início do medicamento, você provavelmente tem a doença.

Complicações da endometriose

Estudos recentes identificaram uma série de complicações adversas na gravidez que estão associadas à endometriose, e os pesquisadores incentivam os profissionais de saúde a estarem alertas para riscos potenciais entre mulheres grávidas com histórico de endometriose.

Suas investigações encontraram complicações graves, como ruptura espontânea do útero, hemorragia pós-parto e parto obstruído (distocia) entre essas pacientes. Assim, algumas pacientes tinham cistos endometrióticos rompidos e gestações ectópicas rompidas, embora essas ocorrências fossem raras.

Um estudo relacionado identificou piores resultados de gravidez entre mulheres diagnosticadas com endometriose. Essas pacientes apresentaram maior risco de aborto espontâneo durante a gravidez, gravidez ectópica, bem como deslocamento de placenta, hemorragia periparto e parto prematuro.

Tratamento da endometriose

O tratamento para endometriose confirmada pode ser a prescrição de medicamentos como analgésicos anti-inflamatórios ou hormônios administrados por meio de pílulas anticoncepcionais, que podem inibir o crescimento do tecido endometrial.

Em casos mais graves, a cirurgia é considerada, mas geralmente como último recurso. Com efeito, a cirurgia pode remover fisicamente o tecido endometrial e melhorar a fertilidade. Infelizmente, a endometriose geralmente retorna dentro de dois anos após a cirurgia.

Nos casos mais graves, algumas mulheres e seus médicos escolhem a histerectomia total, bem como a remoção de ambos os ovários, porque o estrogênio dos ovários pode estimular qualquer endometriose remanescente.

Prevenção

Não há cura para a endometriose – condição crônica que requer cuidados multidisciplinares. Aliás, a cirurgia é uma das melhores opções de tratamento.

Desse modo, é importante que as mulheres entendam que a importância de ter uma vida saudável e uma dieta equilibrada, e sobretudo fazer visitas regulares ao seu médico ginecologista.

Recomendações

Além de alcançar uma melhor qualidade de vida, o tratamento da doença pode reduzir o risco de desenvolver mais complicações de saúde e reduzir os sintomas causados ​​por essas condições.

Existem várias maneiras de tratar a endometriose. Se os sintomas forem leves, você pode optar por esperar e ver como é progressivo. Sintomas mais graves podem exigir hormônios para ajudar a limitar as dores.

Por isso, se você notar algum sinal ou sintoma de endometriose é importante consultar um médico, e iniciar o tratamento adequado conforme sua orientação.

Bibliografia

ESHRE. Information for women with endometriosis. 2014. Disponível em: <https://www.eshre.eu/-/media/sitecore-files/Guidelines/Endometriosis/ESHRE-ENDOMETRIOSIS-GUIDELINE_Patient-version_FINAL.pdf?la=en&hash=52A8A838A070CAF508B43C65DE5D0BEEF1B8438F>.
CAMPOS; Cláudia et. al.. Endometriose – Epidemiologia, Fisiopatologia e Revisão Clínica e Radiológica. Acta Radiológica Portuguesa. 80. 20; 67-77, 2008
PROTOCOLOS CLÍNICOS E DIRETRIZES TERAPÊUTICAS – MINISTÉRIO DA SAÚDE. Endometriose. 2010.

Fontes: Rede Dor São Luiz, Tua Saúde, Drauzio Varella, Bvsms

Então, gostou deste artigo? Pois, veja outros conteúdos que podem interessar:
Varíola do macaco: saiba o que é a doença, os sintomas e por que afeta humanos
Elefantíase – O que é, causas, sintomas e tratamento da doença
Doença de Crohn – o que é, quais os sintomas e os tratamentos
Meningite, o que é e quais os sintomas dessa doença que pode ser fatal
Sarampo – O que é e 7 sintomas para reconhecer a doença

Próxima página »

Escolhidas para você