Curiosidades

Endorfina – o que é, como ela atua e por que é o segredo da felicidade

Considerada o segredo da felicidade, e de várias outras boas sensações, a endorfina por nosso organismo. Saiba de onde ela vem e como você pode estimular seu corpo a produzi-la todos os dias, além de conhecer os benefícios que ela traz à saúde.

Por Emilly Krishna

Quem já se perguntou do motivo de sentir tanto alívio, e uma sensação boa quando sai da academia? Se você já se perguntou isso, vem com a gente. Pois, nessa matéria iremos lhe explicar todos os detalhes da endorfina, a substância que lhe traz essa sensação gostosa, pós treino intenso.

Basicamente, a endorfina é responsável pelos melhores sentimentos que temos na vida, como por exemplo, o amor, o prazer e a felicidade. Contudo, esse hormônio pode também ser produzido em outras situações simples do dia a dia, como iremos ressaltar nessa matéria.

Portanto, vem com a gente, pois essa matéria você não vai poder perder. Confira agora tudo que você precisa saber sobre a endorfina.

Como a endorfina é produzida?

O que é a endorfina e como ela atua? Descubra agora

Primeiramente, a endorfina é uma substância natural, ou seja, é um neuro-hormônio, a qual é produzida pelo na face inferior do cérebro, na glândula hipófise. Em vista disso, sua denominação se origina da palavra endo (interno) e morfina (analgésico).

Sobretudo, a endorfina após ser produzida é liberada para o sangue, juntamente com outros hormônios que estimulam a produção de adrenalina e cortisol, os quais controlam o estresse. No entanto, essa substância ao ser liberada ela proporciona um efeito analgésico ao corpo. Além de proporcionar uma sensação de bem-estar, conforto, melhor estado de humor e alegria.

Basicamente, essa substância alivia as tensões musculares, estabiliza a liberação de demais substâncias para o funcionamento do organismo e controlando a dor. Além de ser responsável por atuar no humor, fazendo amenizar alguns problemas emocionais, como por exemplo, a ansiedade e a depressão.

Como a endorfina atua?

O que é a endorfina e como ela atua? Descubra agora

Antes de tudo, o principal exemplo de situações que a endorfina é liberada, é após a realização de atividades físicas. Portanto, ela pode também ser estimulada, em outros momentos da vida. Como por exemplo, situações em que você da e recebe carinho, sorrir, viajar, entrar em contato com a natureza. Relações sexuais também intensificam essa substância, saborear sua comida favorita, e outras situações que você gosta de fazer.

Em vista disso, a endorfina pode ser liberada em qualquer momento simples do seu dia, que traz felicidade e relaxamento em você. Sobretudo, os praticantes de atividades físicas eles recebem com frequência essa substância em seu organismo. E é exatamente por isso que após uma atividade física, os atletas ficam com aquela sensação gostosa, de bem estar.

No entanto, a endorfina pode também ter um efeito sobre algumas áreas cerebrais responsáveis pela modulação da dor. Em vista disso, diversos recursos utilizados em tratamentos e reabilitação de dores e lesões realizados pela fisioterapia, se baseiam na liberação de endorfina, a qual promove uma ação analgésica, melhorando a dor no local.

Como por exemplo, a acupuntura, que é uma forma de aliviar a dor pelo estímulo da liberação de endorfinas. Basicamente, elas são estimulados pelas agulhas nos terminais nervosos, fazendo com que gere um impulso aumentando então a liberação de neurotransmissores no local da dor.

Portanto, quem busca uma sensação de bem estar, conforto, diminuição de dores articulares e musculares, disposição, melhor estado de humor e alegria, é aconselhável qualquer tipo de atividades física.

Atividades físicas

O que é a endorfina e como ela atua? Descubra agora

Primeiramente, antes de você começar uma atividade física é recomendável que você realize uma avaliação médica e física, feita por médicos e educadores físicos especialistas. Essa avaliação irá dizer qual seu nível de condicionamento físico, e seus limiares aeróbios e anaeróbios. E com isso, você poderá exercitar de forma correta e segura.

Como já dissemos, a endorfina é liberada principalmente nas atividades físicas. No entanto, a intensidade e a duração do exercício parecem ser responsáveis pela concentração de endorfina no sangue. Assim como, também ela depende das características da atividade física praticada.

Entretanto, a liberação trata de um mecanismo provocado pela adaptação do corpo ao exercício, e ela vai sendo liberada gradualmente desde o início da atividade. Porém, em alguns momentos essa produção de endorfina atinge um limiar de produção que a torna perceptível. E é exatamente aí que surge a sensação de bem-estar a qual persiste mesmo depois após o exercício.

O que é a endorfina e como ela atua? Descubra agora

Portanto, um exercício aeróbio, que são aqueles com cargas crescentes de intensidade, comparado a um exercício anaeróbio, que é aquele com duração máxima de 1 minuto, se encontra concentrações de endorfina de uma forma semelhante.

Vale ressaltar, que não existe um tempo de exercício pré-determinado a partir do qual a endorfina começa a ser liberada mais intensamente. Além de ressaltar também que tanto exercícios aeróbios quanto anaeróbios podem provocar um aumento de sua concentração.

E agora, consegue entender melhor a importância da prática diária dos exercícios físicos? Vamos começar então?

Mas, calma. Não vá embora. Nós do Segredos do Mundo ainda temos mais novidades para você.

Confira agora: Abraços fazem bem à saúde! 5 explicações científicas para o fato

Fontes: Derma club, Globo. esporte

Imagens: Ergofit, Pinterest, Super comentário

Próxima página »

Escolhidas para você