Curiosidades

Fadas, quem são? Origem, mitologia e hierarquia desses seres mágicos

As fadas são seres mitológicos, característico dos mitos célticos e germânicos, mas com grande presença na cultura pop do mundo inteiro.

Em primeiro lugar, as fadas são um dos seres mitológicos mais populares do mundo inteiro. Nesse sentido, pertencem aos mitos célticos e germânicos. A princípo, o primeiro autor que mencionou as fadas foi o escritor Pompônio Mela, um geógrafo que viveu durante o século I depois de Cristo.

Curiosamente, entende-se as fadas como o feminino dos elfos, mas na mitologia não é bem assim. Além disso, suas características possuem variações em cada lugar do mundo, porém, sua essência é a mesma. Desse modo, 0 melhor exemplo está na cultura pop, pois essas lendas são representadas a todo momento no audiovisual e na literatura.

No geral, esses seres mitológicos são usados para acalmar e encantar as crianças do mundo inteiro, principalmente as europeias. Porém, atualmente as fadas são associadas a características como simpatia, magia e proteção. Como exemplo pode-se citar é a Sininho, fada fiel na famosa história do Peter Pan.

Origem das fadas

Quem são as fadas e qual a origem desses seres mágicos
Fonte: WeMystic

Primeiramente, a origem das fadas é um mistério. Ou sejam na prática, o que existem são teorias que tentam explicar sua origem. Nesse sentido, o mais aceito é que a origem das fadas remonta à mitologia grega, em parte herdada pelos romanos.

Continua após a publicidade

Desse modo, a princípio, inicialmente conhecia-as como a principal proteção da natureza. Além disso, viam-nas como criaturas fantásticas que interagiram com os seres humanos, com relação intrínsecas ao destino.

Por um lado, no norte da Europa, esses seres conhecidos como lumens da natureza, andavam lado a lado no mundo mitológico com goblins, gnomos e goblins. Por outro lado, na mitologia mais próxima dos tempos atuais, as fadas pertenciam ao submundo. Consequentemente elas estiveram junto a crença do ser humano na vida além da morte.

Continua após a publicidade

Ademais, esse mito somente desapareceu com o surgimento da ciência. Mais ainda, na Idade Média, elas apareceram também nos livros de cavalaria. Como consequência, elas deixaram o submundo para se tornarem damas aristocráticas.

Curiosamente, William Shakespeare transformou as fadas em seres pequenos, voadores e etéreos. Poratanto, essa é uma imagem muito apreciada por outros dramaturgos, e que está próxima da que conhecemos hoje em dia.

Continua após a publicidade

Por fim, os estudos de Robert Kirk asseguraram que o tamanho das fadas se devia à crença de que a alma era replicada em miniatura do corpo humano. Sobretudo, essas almas viviam nas proximidades dos túmulos, esperando para se encontrar com seus corpos no Dia do Juízo Final.

Hierarquia do mundo invisível das fadas

Quem são as fadas e qual a origem desses seres mágicos
Fonte: WeMystic

Teosofia é um conjunto de doutrinas místicas, ocultistas e especulativas que buscam o conhecimento dos mistérios presumidos da vida e da natureza. Segundo ela os espíritos da natureza são categorizados hierarquicamente.

Primeiramente os anjos ou Devas. Estes são seres luminosos inteligentes que agem como orientadores da Natureza e supervisores dos espíritos de menor importância. Além disso, em seguida vem os Elementais, Espíritos da Natureza ou Fadas. Eles são espíritos dos quatro elementos.

1) Elementais do ar

Quem são as fadas e qual a origem desses seres mágicos
Fonte: WeMystic

Primeiramente, divide-se as fadas em fadas das nuvens e fadas das tempestades. Por um lado, as primeiras vivem nas nuvens, são portadoras de elevada inteligência e sua principal atividade é transferir luz para as plantas.

Continua após a publicidade

Além disso elas são protetoras e guias dos homens e animais. Em contrapartida, as fadas das tempestades também possuem grande energia e circulam sobre as florestas e ao redor dos picos das montanhas.

2) Elementais da terra

Fotografia de gnomos
Fonte: WeMystic

Inicialmente essa classe engloba gnomos, criaturas pequenas que vivem no interior da terra. Já os kobolds são mais amigáveis e prestativos para os humanos. Os gigantes são entidades enormes que costumam estar ligados à montanhas, embora também possam viver em florestas antigas. Finalmente, os Devas da Montanha, são os elementais da terra mais evoluídos, entidades que permeiam e trabalham com uma montanha ou uma cadeia inteira de montanhas.

3) Elementais do fogo

Fotografia de um vulcão
Fonte: WeMystic

As salamandras ou espíritos do fogo, habitam o subsolo vulcânico, os relâmpagos e as fogueiras. São mais poderosas que as fadas dos jardins, mas estão mais distantes da humanidade também. São espíritos de transformação, responsáveis pela conversão de matéria em decomposição em solo fértil.

4) Elementais das águas

Ilustração dos seres mitológicos
Fonte: WeMystic

Representados pelas ninfas, ondinas, espíritos das águas e náiades. Elas são responsáveis por retirar energia do sol para transmiti-la à água.

Continua após a publicidade

As ninfas regulam o fluxo da água na crosta terrestre e dão personalidade e individualidade a locais aquáticos. Podem assumir a forma de peixes, os quais protegem. As ondinas parecem estar restritas a determinadas localidades, sendo responsáveis pelas quedas d’água e a vegetação circundante.

Você gostou dessa matéria? Então você vai gostar dessa: Bruxas de Salem, a história do julgamento e da morte de bruxas no EUA

Fonte: Site de Curiosidade Wikipédia

Imagens: WeMistyc

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você