Curiosidades

Fritar o cérebro – Pensar demais pode prejudicar o cérebro?

Você já deve ter ouvido a expressão fritar o cérebro, que significa se desgastar pensando demais. Mas, será que pode ser prejudicial?

Após passar horas e horas concentrado ou pensando sobre algum assunto específico, você já teve a sensação de que se não parar um pouco seu cérebro vai entrar em colapso? Ou, talvez você conheça a expressão fritar o cérebro? Basicamente, significa pensar demais sobre algo.

Mas, é claro que fritar o cérebro não vai, mas pode ter sim algumas consequências. Por exemplo, a concentração excessiva pode oxidar o cérebro, causando uma sensação de exaustão e esgotamento. Ou seja, seu cérebro pode literalmente enferrujar.

Além disso, pensamentos negativos podem até prejudicar a capacidade do cérebro de pensar, raciocinar e de formar memórias. Consequentemente, pensar demais pode levar ao estresse, por isso, é bom saber a hora de dar uma pausa em tudo e simplesmente relaxar.

Fritar o cérebro: como pode acontecer

Para Todos

Em suma, é possível fritar o cérebro quando pensamos demais em um assunto específico, pois a situação estressante pode favorecer a liberação em excesso do hormônio cortisol. Dessa forma, inicia um processo oxidativo no cérebro, que infelizmente, é irreversível.

Continua após a publicidade

Consequentemente, a oxidação pode causar sintomas como irritabilidade, confusão mental, incapacidade de concentração e a perda da memória curta. Além de prejudicar o sono e gerar estresse emocional. Por isso, nunca foi tão verdadeira a expressão fritar o cérebro de tanto pensar.

Quando pode ser prejudicial ao cérebro?

Café de Goiânia

É claro que a expressão fritar o cérebro é um pouco exagerada, entretanto, pesquisas realizadas no Reino Unido mostram que pensar demais é sim prejudicial ao cérebro. Pois, pessoas que pensam muito sobre a vida tendem a ter memórias mais pobres e um comportamento depressivo. De acordo com o estudo, pessoas que pensam mais apresentam menos células cerebrais na parte frontal do cérebro. Região conhecida como córtex pré-frontal anterior, que está associada a transtornos cerebrais e mentais.

Dicas para parar de pensar demais

Treme Terra

Para evitar fritar o cérebro:

Perceber quando está pensando demais – comece a prestar a atenção na maneira como você pensa. Dessa forma fica mais fácil perceber quando está se preocupando com algo que não pode controlar. Portanto, não é um comportamento produtivo.

Continua após a publicidade

Desafie seus pensamentos – aprenda a reconhecer e a substituir raciocínios errados antes que se transformem em algo maior do que na verdade é.

Mantenha o foco na solução – procure por soluções, não fique preso ao problema e o motivo que levou aquela situação. Mas, pense qual a maneira melhor de resolvê-lo.

Reserve um tempo para refletir – você não precisa ficar focado no problema, mas parar um tempinho para refletir sobre o que poderia fazer de diferente, pode ajudar em resoluções futuras.

Foque no presente – foque seus pensamentos no que está acontecendo agora e não no que já aconteceu.

Continua após a publicidade

Mude seu foco – para não ficar preso nos pensamentos, procure fazer algo que distraia. Por exemplo, praticar alguma atividade física como a meditação, participe de conversas, etc.

Enfim, procure não pensar demais em algum assunto, mude o foco quando se sentir exausto ou cansado e se distraia. Dessa forma, vai evitar se sentir como se fosse fritar o cérebro.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Os lados do cérebro – Como se dividem e mitos e verdades sobre eles. 

Fontes: Forbes, Site de Curiosidades, Toluna

Continua após a publicidade

Imagens: Almanaque SOS, Para Todos, Café de Goiânia, Treme Terra

Próxima página »

Escolhidas para você