Curiosidades

História do Futebol – Como um ritual de guerra se transformou em esporte

A história do futebol moderno tem início somente a partir do século XIX, mas ele já era praticado em versões primitivas desde a.C.

Por P.H Mota

A história do futebol começa ainda na China Antiga, antes de se tornar o esporte mais popular do mundo. Mas no início o esporte não tinha o formato, as regras ou o nome que tem hoje em dia.

Foi a partir do século XVII que a história do futebol como conhecemos começou a dar seus primeiros passos. Com a prática adotada por ingleses, o esporte passou por altos e baixos até conseguir se estabilizar.

Hoje em dia, movimenta bilhões em publicidade, construção de estádios, compra e venda de times e transação de jogadores. Estes, inclusive, estão entre os maiores ídolos do mundo do entretenimento.

História do futebol

História do Futebol - como um ritual de guerra se transformou em esporte
China Expedition Tours

É possível traçar o início da história do futebol na China Antiga, por volta de 2.600 a.C. Na época, um ritual de guerra chamado TsuTsu colocava a cabeça de um líder inimigo como bola, chutada pelos soldados vencedores.

Continua após a publicidade

O ritual baseava-se na crença que inteligência, coragem, força e habilidade do inimigo poderiam ser adquiridas com os pés. Acredita-se que a prática eram comum entre culturas do passado, como por exemplo os ingleses do século X.

Entre 1.600 e 1.200 a.C., povos americanos usavam uma bola de borracha para praticar um esporte semelhante o futebol. A ideia era simbolizar a luta entre a luz e a escuridão e terminava com um jogador decapitado.

Esporte aristocrata

História do Futebol - como um ritual de guerra se transformou em esporte
the iris

Durante a Antiguidade Clássica, gregos e romanos também praticavam um esporte de bola controlada pelos pés. Entretanto, a atividade era restrita a aristocratas. O povo só tinha autorização para jogar em festas especiais, como nas homenagens a Baco, por exemplo.

A partir d século XIV, na Itália, o antigo futebol romano havia se transformado no Calcio storico. Dessa maneira, já era possível perceber os primeiros sinais do nascimento da história do futebol como conhecemos.

Continua após a publicidade

Isso porque os jogadores ficavam restritos a um campo de 120 m por 180 m, marcados por balizas nas extremidades. A principal diferença, no entanto, estava no número de jogadores: de 25 a 30 por time.

Futebol moderno

História do Futebol - como um ritual de guerra se transformou em esporte
EuroClio

Desde o século X, ingleses já tinham o hábito de chutar bolas como atividade de lazer. Elas surgiram para simbolizar a cabeça de soldados inimigos e se tornaram comuns.

Inspirados pelo Calcio italiano, eles começaram a praticar o esporte em eventos diversos. Entretanto, a atividade ainda não tinha regras e permitia um grande número de agressões. Por causa disso, o Rei Eduardo II proibiu os jogos, a fim de reduzir o número de militares feridos ou até mortos. Mas isso não significa que os ingleses pararam de jogar futebol.

Em 1681 a prática voltou a ser permitida e no início do século XIX as primeiras regras foram consolidadas. A história do futebol moderno finalmente dava seus primeiros passos.

Continua após a publicidade

Onze colégios se reuniram na Freemason’s Tavern, sediada na rua Great Queen, em Londres, e regulamentaram o futebol, em 1863. O número de jogadores de cada equipe, inclusive, pode ter sido determinado pelo número de colégios na reunião.

Com o passar do tempo, regras foram incluídas, modificadas ou removidas. Entre as principais alterações, por exemplo, estão a inclusão dos cartões disciplinares (amarelo e vermelho), substituições e mais recentemente, do árbitro de vídeo.

História do futebol no Brasil

História do Futebol - como um ritual de guerra se transformou em esporte
Medium

No Brasil, a história do futebol começa com o Clube Brasileiro de Cricket, em 1880, no Rio de Janeiro. Oficialmente, no entanto, foi só com a chegada de Charles Miller da Inglaterra, com duas bolas e dois uniformes completos, em 1894.

Na mesma época, foram fundados os clubes Sport Club Germania (hoje Pinheiros), em São Paulo, e o Fluminense Football Club, no Rio de Janeiro. O fundador do Fluminense, Oscar Cox, também foi responsável por organizar a primeira partida no Rio, contra um time de jogadores ingleses.

Continua após a publicidade

As primeiras ligas surgiram no início do século seguinte. A princípio, elas surgem em São Paulo, mas ganham espaço no Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco e no Rio Grande do Sul.

Por causa disso, a história do futebol brasileiro também foi marcada pela rivalidade Rio-São Paulo desde cedo. Uma vez que não havia uma seleção oficial, os dois estados disputavam para saber quem representaria o país no esporte.

A briga só chegou ao fim em 1915, quando Lauro Severiano Müller cria a Confederação Brasileira de Desportos (CBD). Dois anos depois, então, a CBD é reconhecida pela Fifa.

Racismo

História do Futebol - como um ritual de guerra se transformou em esporte
Telegraph

A princípio, o futebol brasileiro era praticado apenas por estudantes ricos e brancos. Negros e pobres, então, eram proibidos de praticar futebol com o argumento que, por serem desempregados, teriam mais tempo para treinar.

Continua após a publicidade

Na década de 20, entretanto, os negros começaram a participar das equipes de maneira informal. O Vasco foi um dos times que mais abriu a porta para os novos jogadores e ajudou a quebrar o monopólio branco na história do futebol nacional.

Em 1923, o Vasco conquistou o campeonato carioca com vários negros na equipe. Além disso, em 1958, a Seleção Brasileira conquistou seu primeiro título de Copa do Mundo com craques negros, como Garrincha e Pelé.

Fontes: Toda Matéria, Brasil Escola, Mundo Educação, Info Escola, História do Mundo

Imagens: China Expedition Tours, the iris, EuroClio, idrotts forum, Telegraph, Medium

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você