Curiosidades

Ilha das Bonecas: história da ilha assombrada no México

A Ilha das Bonecas consiste numa região rural localizada próximo à Cidade do México e repleta de bonecas com aparência assombrada nas árvores.

Em primeiro lugar, a Ilha das Bonecas é uma pequena área rural localizada ao sul da Cidade do México. Também conhecida como Xochimilco, que significa “um lugar de flores”, se trata de um lugar mal assombrado e assustador. Nesse sentido, estima-se que as bonecas tenebrosas existem por conta de um mito da região.

A princípio, um antigo morador chamado Don Julián relata que quando mudou-se para a região ouviu falar de uma jovem pobre que se afogou no canal. Sendo assim, ao ver uma boneca flutuando no rio, o homem a resgatou e depois colocou-a em uma árvore. Desse modo, manteria o espírito da menina contente.

Entretanto, uma boneca não seria suficiente, e o lugar rapidamente tornou-se um santuário. Portanto, Don Julián colocou diversas bonecas na região a fim de evitar enfurecer o espírito da menina. No entanto, a passagem do tempo as transformou em adereços de filme de terror.

Eventualmente, a morte de Don Julián manteve a tradição. Apesar disso, seu primo Anastasio manteve a área e a antiga casa, transformando-a em um local de visitação para turistas conhecido como Ilha das Bonecas.

Continua após a publicidade
Ilha das Bonecas: história da ilha assombrada no México
Don Julián na Ilha das Bonecas – Fonte: Hypeness

Origem da Ilha das Bonecas

No geral, estima-se que Julián colecionou mais de 1.500 peças de bonecas espalhadas pela ilha. Basicamente, sua ação era motivada por medo, pois o homem relatava estar sendo assombrado pelo espírito da menina. Contudo, grande parte dos moradores na região estimavam que ele estava delirando.

Apesar disso, nunca impediram o processo repetitivo. Comumente, espalhavam-se história sobre o senhor e como ele estava culpado por não ser capaz de salvar a menina. Além disso, xamãs e personalidades espirituais da comunidade afirmavam que a falecida atormentava o senhor por vingança.

Continua após a publicidade

Ainda que tenha se tornado um ponto turístico, nenhum dos moradores locais teve coragem de coletar todas as bonecas. Basicamente, as histórias sobre pesadelos e perseguições relatadas por pessoas que mexiam nos brinquedos motivou um medo generalizado. Ademais, somente Don Julián poderia modificar a posição e disposição das mesmas.

Sobretudo, estima-se que ele seguia as ordens da assombração sobre qual boneca comprar e onde as colocar. Além disso, sempre que ela desejava modificar a localidade, ele devia obedecer, independente do horário. Consequentemente, Don Julián ficou conhecido como uma pessoa atormentada, ansiosa e que falava sozinho constantemente.

Continua após a publicidade

Eventualmente, Don Julián faleceu em 2001, mas ninguém mexeu na Ilha das Bonecas. Portanto, tornou-se um ponto turístico, com bonecas bizarras atingidas pela ação do clima e do tempo. Sendo assim, tornaram-se verdadeiras guardiãs malignas.

Por fim, pode-se visitar a região por meio das chamadas trajineras, embarcações semelhantes a barcas decoradas que suportam até 20 pessoas. Nesse contexto, deve-se atravessar o mesmo rio onde Julián encontrou a primeira boneca para acessar a Ilha das Bonecas.

Ilha das Bonecas: história da ilha assombrada no México
Fonte: Hypeness

O que relatam os moradores

A princípio, durante a vida de Don Julián, os moradores relatavam períodos tranquilos seguidos pela atividade incessante do homem. Sobretudo, ele passava altas horas da madrugada e por vezes dias completos pendurando parte das bonecas nas árvores. Desse modo, muitos se compadeciam e doavam alimentos, roupas e afins para auxiliar na sobrevivência do morador da Ilha das Bonecas.

Contudo, com seu falecimento, moradores passaram a conviver com fenômenos bizarros. Além de sentir que as bonecas estão os observando, alguns dizem que elas mudam de posição. Ou seja, passam de uma árvore para outra e vão para lugares mais altos.

Continua após a publicidade

No geral, nenhum dos moradores, nem mesmo o herdeiro da residência, tem coragem de mexer nelas. Sendo assim, é um mistério como elas modificam suas posições ao longo dos dias. Apesar disso, todos respeitam o trabalho de Julián por medo do que pode significar contrariar o espírito da criança.

Além disso, no feriado do Dia dos Mortos, é comum que prestem respeito a ambos, tanto ao morador da casa quanto ao espírito que o assombrou. Desse modo, os moradores buscam manter a paz na região, com prosperidade no turismo e nas casas também.

E aí, aprendeu sobre a Ilha das Bonecas? Então leia sobre Cidades medievais, quais são? 20 destinos preservados no mundo.

Fontes: Notícias R7 | UOL | Hypeness | History | Aventuras na História

Continua após a publicidade

Imagens: Hypeness

Próxima página »

Escolhidas para você