Chinesas procuram cirurgias plásticas na Coréia do Sul e saem completamente diferentes

Clareamento de pele, aumento dos seios, redução de queixos e abertura dos olhos, para deixá-los mais “ocidentalizados”. Esses são apenas os procedimentos mais comuns que centenas de chinesas procuram, todos os dias, nas mesas de cirurgias plásticas de médicos da Coréia do Sul. Essas mulheres, insatisfeitas com a aparência, saem da China especialmente para transformarem por completo suas feições.

E olha que os cirurgiões coreanos são bons no que fazem, hein! Como você vai ver abaixo, após passarem por longas operações, as chinesas saem completamente diferentes da forma como entraram, literalmente, parecendo outras pessoas. E, embora o resultado esperado por elas seja esse mesmo, o problema disso tudo começa a aparecer na hora de deixar a Coréia do Sul para voltar aos seus lares.

Isso porque não são raros os casos de mulheres recém-operadas serem barradas nos aeroportos chineses por não se parecerem em nada com as fotografias de seus passaportes! O caso, aliás, tem sido tão frequente, que os próprios hospitais coreanos agora vão adotar um documento, a ser entregue às suas pacientes, com o número do passaporte, quantos dias elas ficaram na Coréia e o que foram fazer no país; a fim de evitar esse tipo de constrangimento.

Mas, como você vai ver abaixo, essa história não se trata de “implicância” da polícia chinesa. As mulheres, quando retornas de suas cirurgias, não têm nada de seus rostos anteriores. Confira as fotos com o antes e o depois das chinesas:

1 3 4 5 6 7  9 10 11 12